/

Eslováquia põe em prática plano em massa. Só no sábado testou metade da população

Guillaume Horcajuelo / EPA

Em plena pandemia de covid-19, a Eslováquia testou metade da população num só dia. Os testes foram feitos este sábado e fazem parte da medida que o país encontrou para evitar um novo confinamento e e evitar que os serviços de saúde cheguem ao limite. A previsão era que ontem se testasse a restante população.

Segundo o governo eslovaco, foram testados 2,58 milhões de pessoas só no passado sábado, 25.850 dos quais testaram positivo. Este plano de testagem em massa prevê testar todos os cidadãos com mais de dez anos, o que significa testar cerca de 4 milhões de uma uma população total de 5,5 milhões.

Os dados do ministro da Defesa, Jaroslav Nad, indicam que foram colocados mais de 40 mil profissionais, entre médicos, assistentes, soldados, polícias, administrativos e voluntários, em 5 mil locais diferentes para testar a população. Muitos locais foram mesmo adaptados para pôr este plano em prática. São todos gratuitos e voluntários.

O primeiro ministro, Igor Matovič, ainda pediu desculpa à população, mas admitiu que é a melhor forma de evitar um novo confinamento, alegando que este é o caminho certo tendo em conta o aumento do número de casos e a capacidade de resposta dos serviços de saúde.

“A liberdade tem que andar de mãos dadas com a responsabilidade”, referiu, lembrando os mais fracos, como os doentes oncológicos, os idosos, ou outros doentes que são mais vulneráveis e que se ficarem infetados poderão sofrer consequências mais graves.

De acordo com o Observador, este domingo o país reportou 2.282 novos casos, perfazendo assim um total de 59.946 infeções no país, 219 mortes a registar. Estes números ainda não incluem os apurados no plano de testagem que foi posto em prática ao longo do fim de semana.

O país vai realizar novos testes a 6 e 8 de novembro. Quem não quiser fazer o teste, terá que cumprir quarentena obrigatória por dez dias. Quem violar este período e for apanhado na rua, poderá ser multado em 1.650 euros.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.