/

“Eu mesmo teria ido à escola parar o atirador”, diz Trump

3

Jim Lo Scalzo / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos criticou os polícias que estavam na escola Marjor Stoneman Douglas, em Parkland, e disse que, mesmo desarmado, teria corrido para dentro do liceu para enfrentar o atirador Nikolas Cruz.

Esta segunda-feira, Donald Trump disse que ele próprio teria ido ao liceu Marjor Stoneman Douglas, em Parkland, impedir o atirador, mesmo que não tivesse arma alguma.

“Creio realmente que eu teria ido até ao liceu mesmo se não tivesse uma arma“, disse o Presidente dos Estados Unidos durante o debate sobre a segurança nas escolas, que ocorreu na Casa Branca.

Trump criticou o segurança da escola, dizendo que a atitude dele foi “vergonhosa” por ter ficado longe do tiroteio. Acrescentou, ainda, que outras entidades falharam na ida imediata ao liceu no momento em que o tiroteio começou. As autoridades locais “não tinham sido distinguidas com medalhas de honra”, já que “a maneira como agiram foi uma desgraça”.

Segundo o Observador, o Presidente norte-americano reiterou que a única forma de parar estes atiradores era “retribuir”. “Vocês não vão conseguir parar uma situação destas se forem simpáticos”, afirmou.

Além disso, Trump reiterou que, caso seja necessário, irá lutar contra o lóbi das armas, o poderoso grupo que se opõe ao controlo da venda de armas – a Associação Nacional da Espingarda (NRA).

Não se preocupem com a NRA. Estão do nosso lado. Metade de vocês tem medo da NRA. Não há nada que recear. E sabem que mais? Se não estão connosco, vamos ter que lutar com eles de vez em quando. Isso não é mau. Estão a fazer o que consideram correto”, declarou o Presidente.

Esta não é a primeira vez que a Associação se opõe às proposta de Trump. A NRA já se opôs à proposta de aumentar de 18 para 21 anos a idade mínima para comprar uma espingarda semiautomática e a proibir os aceleradores de disparos, uns dispositivos que se colocam nas culatras das armas para as transformar em semiautomáticas.

Donald Trump pediu ainda que se aumentasse o número de instituições psiquiátrica sno país, para internar pessoas como o autor recente do tiroteio em Parkland.

  ZAP //

3 Comments

  1. Sim, sim, realmente estamos todos a ver um cobardolas como o Trump a ir à escola…
    Aposto que mal ouvisse o primeiro tiro, figuraria na direcção exactamente oposta!!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.