Membro do PAN ia debater “Cowspiracy” numa escola. Produtores de leite não gostaram, convite foi retirado

(dr) A.U.M. Films / First Spark Media

“Cowspiracy: The Sustainability Secret”, documentário realizado por Kip Andersen e Keegan Kuhn

A Escola Secundária de Barcelos convidou um membro do PAN para estar presente na exibição e debate do documentário Cowspiracy. A Associação dos Produtores de Leite de Portugal criticou a situação e o convite foi rapidamente retirado.

Tudo começou, esta quarta-feira, quando a Associação dos Produtores de Leite de Portugal (APROLEP) criticou a exibição na Escola Secundária de Barcelos de Cowspiracy: The Sustainability Secret, um documentário de 2014 que aponta a produção animal como a atividade humana com maior impacto no planeta.

A APROLEP enviou um comunicado à Lusa, considerando que o filme apresenta “uma imagem distorcida” da produção animal e alude a várias “incorreções”. Contactado pela mesma agência, o diretor da escola, Jorge Saleiro, disse que a APROLEP estava a fazer “uma tempestade num copo de água” e que o único objetivo da exibição do filme era “provocar a discussão sobre a questão incontornável das alterações climáticas e do futuro do planeta”.

Para a sessão, estava também prevista a presença do representante do Pessoas-Animais-Natureza (PAN), Jorge Esteves, desde logo contestada pela APROLEP, mas entretanto a escola decidiu restringir o debate aos alunos e aos professores.

“Entendemos que, nesta altura, não seria conveniente ter qualquer representante de qualquer força política”, explicou Jorge Saleiro que, ainda em declarações ao Público, rejeitou que as críticas da APROLEP tenham sido o único motivo para este recuo.

“Foi suscitada alguma celeuma que, na nossa opinião, era injustificada. Achámos que, nesta altura, o mais adequado seria reservar a discussão apenas para a escola, até porque se trata de uma atividade escolar”.

Questionado pelo jornal, o gabinete de comunicação do PAN confirmou que o cancelamento do convite partiu da Secundária, que terá informado que o debate seria cancelado devido a “uma queixa por parte de uma entidade ligada à produção agro-pecuária”.

A associação reclamava que estivesse presente alguém “com experiência e formação” para explicar a importância da criação de bovinos para produção de leite e carne em Barcelos, uma atividade que envolve localmente centenas de famílias.

Sobre o documentário de Kip Andersen e Keegan Kuhn, a APROLEP afirma que este apresenta dados “errados e contestados por diversas entidades independentes e isentas”. O documentário diz que 51% de todos os gases de efeito estufa são originados pela produção animal.

A associação alega que o “consenso científico” aponta para valores na ordem dos 14,5% a nível mundial. “Em Portugal, dados de 2017 indicam que os bovinos produzem apenas 4,5% dos gases de efeito de estufa”, sublinha.

Para a associação, “é urgente assegurar que os nossos jovens não são doutrinados unilateralmente, mas antes incentivados a questionar, discutir, inquirir sobre o porquê das coisas, formando uma opinião individual baseada em factos, devendo ser fomentado o pensamento critico, que só se consegue promovendo um debate de ideias, livre, plural e com direito a contraditório”.

A direção da escola já manifestou abertura para agendar a exibição e debate de alguma obra alternativa ao filme em questão, sugerida pela APROLEP. “Se quiserem sugerir uma obra que tenha uma visão diferente, faremos a sua exibição com a mesma independência e nas mesmas condições”, disse o diretor da escola ao diário.

Esta quarta-feira, dados da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) revelam que 42,6% do metano emitido por Portugal é oriundo da agricultura, com especial destaque para a criação de gado bovino para consumo de carne.

Segundo a agência, as emissões originadas por este tipo de pecuária aumentaram 48% entre 1990 e 2017, passando de 60,2 mil toneladas para 89,3 mil toneladas. Por outro lado, a criação de animais para produção de leite e a criação de porcos, ovelhas e cabras emitem cada vez menos metano.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Só gostaria se saber se as escolas não têm um programa de ensino a seguir e que está autorizado pelo estado e pelos educandos dessas crianças.
    Com que direito pessoas não formadas vão dar palestras sejam de que tipo sejam a crianças, moldando o seu crescimento e privando-ar de adquirir uma normal e saudável evolução pessoal do seu caracter, muitas vezes indo contra aquilo que as suas famílias defendem e lhes ensinam.
    Que eu saiba um professor têm um curso que leva anos a tirar para educar as crianças, normalmente essas palestras são dadas por quem nada sabe da vida e nada têm na cabeça.
    Tipo o PAN que defende os animais e tudo mais, MAS muito a favor do aborto …..ou seja o ser humano vale menos que um animal……… só para chorar com essa hipocrisia.
    No meu parecer deveria ser considerado CRIME qualquer tipo de interferência externa na educação das crianças menores, apenas pessoas qualificadas, seguindo os programas definidos e autorizadas pelo Ministério da educação devem interagir com menores.
    Se querem dar palestras que sejam os pais a levar-los a essas reuniões.

RESPONDER

"Batalha campal" assola a Catalunha: 40 mil pessoas nas ruas, 50 detidos e mais de 100 feridos

Pelo menos 51 pessoas foram detidas e 70 polícias ficaram feridos desde o início dos atos de violência que começaram na segunda-feira na região espanhola da Catalunha após a sentença que condenou políticos separatistas catalães …

Kristalina Georgieva exige maior inclusão de mulheres nos mercados de trabalho

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional exigiu esta terça-feira, nos Encontros Anuais, uma maior inclusão de mulheres nos mercados de trabalho, dizendo que quando um país ignora "parte das suas capacidades" enfraquece o desempenho económico. Kristalina …

Cientistas nazis criaram um pesticida alternativo ao DDT (que até era melhor)

Cientistas nazis criaram uma alternativa ao inseticida DDT, que alegadamente seria menos tóxica para os mamíferos e de ação mais rápida. A sua produção viria a terminar abruptamente por intervenção das forças Aliadas. O DDT é …

Operação Rota do Cabo leva à detenção de 22 pessoas

A Procuradoria-geral Distrital de Lisboa (PGDL) anunciou hoje a detenção de 22 pessoas no âmbito a operação Rota do Cabo, efetuada para desmantelar uma alegada rede criminosa de auxílio à imigração ilegal. Em comunicado, a PGDL …

Garcia de Orta. Governo admite recorrer a pediatras do privado para assegurar urgência

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, disse que a falta de médicos pediatras nas urgências do hospital Garcia de Orta “é uma situação que não é possível resolver de um …

Cientistas descobrem um novo benefício de tomar chá

https://vimeo.com/366605754 Se já se sabia que beber chá era bom para a nossa saúde, uma nova investigação vem confirmar ainda mais essa ideia. Cientistas encontraram no chá um novo benefício para o nosso cérebro. Várias investigações apontam …

Governo da Escócia quer novo referendo sobre independência em 2020

A ministra principal da Escócia e líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Nicola Sturgeon, afirmou esta terça-feira que quer um novo referendo sobre a independência em 2020 e abrir negociações com Londres até ao fim …

As bactérias contradizem Darwin: a mais apta não sobrevive

Uma recente investigação levada a cabo pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, revela que, no que diz respeito às bactérias, a "sobrevivência das mais cooperativas" excede a "sobrevivência das mais fortes". As bactérias são capazes de …

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …