Com os EUA fora de equação, Erdogan diz que ofensiva na Síria pode ocorrer a qualquer momento

Tolga Bozoglu / EPA

Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse hoje que uma ofensiva turca pode ser lançada a qualquer momento no norte da Síria, depois de Washington anunciar que não se envolveria numa operação contra os curdos.

“Há uma frase que repetimos o tempo todo: poderíamos entrar (na Síria) em qualquer noite sem aviso prévio. Está absolutamente fora de questão tolerarmos as ameaças desses grupos terroristas”, disse Erdogan numa conferência de imprensa.

Os Estados Unidos anunciaram na noite de domingo que a Turquia lideraria “em breve” uma incursão militar no norte da Síria e que as tropas norte-americanas estacionadas no país deixariam a região antes desta operação contra a milícia curda das Unidades de Proteção do Povo (YPG).

“A Turquia avançará em breve com a sua operação há muito planeada no norte da Síria”, revela um comunicado da Casa Branca, citado pelo Expresso. “As Forças Armadas dos Estados Unidos não apoiarão nem estarão envolvidas na operação, e as forças norte-americanas, tendo derrotado o ‘califado’ territorial do Daesh, deixarão de estar na área circundante”, lê-se ainda.

A Casa Branca fez este anúncio surpresa num comunicado que relatou uma conversa telefónica entre o Presidente dos EUA, Donald Trump, e Erdogan.

As YPG lideraram a luta contra o grupo Estado Islâmico (IS), numa frente com outros aliados árabes (na Frente Democrática da Síria/SDF) com o apoio dos Estados Unidos e de outros países ocidentais, como a França.

Mas a Turquia considera as YPG um grupo “terrorista” por causa de seus vínculos com o Partido dos Trabalhadores Curdos (PKK), uma organização curda que realiza atentados em solo turco desde 1984.

O objetivo da operação é eliminar a principal milícia curdo-síria, as YPG, e o seu braço político, o Partido da União Democrática (PYD) no território sírio a leste do rio Eufrates.

O chefe de Estado turco confirmou na conferência de imprensa que a retirada norte-americana já havia começado no nordeste da Síria.

Erdogan também disse que uma reunião com Trump, que foi acordada durante a conversa por telefone, “provavelmente ocorrerá na primeira metade do próximo mês em Washington”.

No seu comunicado, a Casa Branca também levantou a possibilidade de confiar à Turquia a responsabilidade dos combatentes europeus do EI, atualmente detidos na Síria pelos curdos.

Erdogan disse hoje que autoridades norte-americanas e turcas trabalharão nessa questão difícil.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mais um bonito serviço do Trump e companhia!…
    Os curdos, que eram os únicos que combatiam eficazmente o Daesh e que eram ativamente apoiados pelos EUA, de um dia para o outro, não só perdem o apoio dos americanos, como foram entregues de bandeja à ditadura da Turquia que os quer exterminar!!!
    Depois admitam-se que no medio-oriente ninguém goste dos americanos e que aconteçam atentados contra os interesses americanos!…
    Foi assim que o Bin Laden começou…

RESPONDER

Refugiados em greve de fome por falta de condições em campo bósnio

Centenas de refugiados de um campo improvisado em Vucjak, na Bósnia, estão em greve de fome pelo segundo dia consecutivo para protestar contra a situação degradante em que se encontram. Os refugiados no campo improvisado …

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …