Era para ser a “Hollywood europeia” no Algarve, mas acabou em burla de 4,6 milhões

SXC

Começou por ser um mega-projecto com a participação do actor Joaquim de Almeida, mas a “Cidade do Cinema” de Portimão terminou numa imensa burla de 4,6 milhões de euros, alegadamente desviados da Câmara de Portimão.

O caso é revelado pela revista Sábado, que realça que o projecto da “Cidade do Cinema” nunca passou disso mesmo, dos planos e dos estudos, mas que teve um elevado custo para os cofres da autarquia de Portimão.

A publicação atesta que o projecto redundou num “esquema mirabolante de burla que provocou mais de quatro milhões de euros de prejuízo” à Câmara.

No processo que decorre no Tribunal Central de Instrução Criminal, vai ainda decidir-se se vários antigos responsáveis da autarquia de Portimão serão acusados pelo desvio de 4,6 milhões de euros dos cofres públicos.

Esse dinheiro tinha por fim financiar a “Cidade do Cinema”, um projecto nascido numa associação sem fins lucrativos, a Algarve Film Commission, com a participação do actor Joaquim de Almeida.

A autarquia, através da empresa municipal Portimão Turis (entretanto, integrada na Portimão Urbis), assumiu o projecto, mas este nunca saiu do papel.

Para o Ministério Público, o homem no centro desta alegada burla é o ex-vice-presidente da Câmara, Luís Carito, que detinha os pelouros da Economia, das Finanças e do Turismo, além de presidir também ao Conselho de Administração da Portimão Turis e à comissão Executiva da Portimão Urbis.

Carito, que é médico e socialista, terá engolido um papel que foi encontrado nas buscas na sua casa e que teria “informação relevante” para o processo, relata a Sábado.

Hollywood à portuguesa no Algarve

A ideia da “Cidade do Cinema” era criar uma espécie de Hollywood à portuguesa no Algarve, com condições para receber cineastas portugueses e estrangeiros para aí realizarem os seus filmes.

Em 2009, quando o projecto foi anunciado, chegou a especular-se que o próximo filme do mais famoso espião do mundo, o 007, seria realizado nesta “Hollywood europeia”.

O projecto intitulado “Picture Portugal” chegou a ser apresentado durante o Festival de Cannes de 2009 com a presença de Joaquim de Almeida e a intervenção de Luís Carito.

Falava-se de um investimento de três mil milhões de euros para a criação de onze estúdios de cinema e de sete mil postos de trabalho e que deveria começar a funcionar em 2011. Ninguém adiantou de onde viria o dinheiro, mas especulou-se sobre um apoio da Universal Studios e da CBS Paramount, grandes estúdios de cinema norte-americanos.

Luís Carito dizia, na altura, que o projecto seria financiado com investimento privado português e estrangeiro, com a Câmara de Portimão a surgir “como sócio minoritário” no projecto. Mas, na verdade, quem desembolsou a totalidade do dinheiro gasto no projecto que nunca viu a luz do dia foi a autarquia.

ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

      • O Vitor ao incluir “somos” referiu-se ao português como um todo e não a partes isoladas nem à ética e consequente moral de cada um de nós como individuais, amigo. De facto, para um país tão pequeno, com uma minoria de habitantes (na sua maioria idosos), existe demasiada corrupção; e isto já não parece tanto ser uma escolha, mas cultura natural e inata para a vigarice, e, a consequente leviandade na punição acaricia um carácter “genético” difícil de controlar. Mas refere-se a um todo, ao português como nação e não ao “português” sujeito como eu e você, os quais temos todas as condições, conforme a nossa vontade e necessidade, de ser correctos.

  1. Não posso dizer que foi uma ciganada porque
    1 – Pode ser considerado comentário racista
    2 – Os ciganos não engolem papéis
    3 – Ciganos são gente séria comparada com esta

    Resumindo e concluindo:
    Foi mais uma prática socialista

  2. Isto é uma tristeza. Portugal é um lugar espectacular mas péssimamente frequentado. Eu que sou profissional de audiovisual e cinema há 18 anos e que até iniciei um mestrado em Portugal, desde sempre percebi que em Portugal o meio do cinema (como de resto todo o meio artístico) é só pavões, medíocres e egos inchados. Até temos alguns bons valores mas, como temos um mercado minúsculo que ainda por cima detesta o seu produto nacional, depois são sete mil cães a um osso… Uma cambada de subsidio-dependentes a ver quem rouba mais. Num meio já tão medíocre, o verdadeiro talento ainda está na falcatrua e na trafulhice.

    O Audiovisual é uma máfia em Portugal… Além de que não valem um peido furado, mas depois não há puto nenhum com uma DSLR na mão que não se auto-entitule “produtor-realizador” ou “filmmaker”. Acontece que o Tuga tem uma mentalidade que não se coaduna com trabalhar a sério nesta área. São todos muita bons!.. Uns egomaníacos sem um pingo de humildade, mas resultados… Está à vista. É só ouvir falar dos fantásticos cineastas portugueses por esse mundo fora! São um talento mundial, realmente!..

    Enfim… Continuem a manchar o prestígio internacional do meio do cinema em Portugal desta maneira, que fazem bem!.. Bem fiz eu em me vir embora, estudar e trabalhar para um país onde se trabalha a sério na área, mas com seriedade, respeito e humildade. Os pavões ficaram pra trás a fazer destas, lol…

  3. Alguém preso? No nosso país só prende o pequeno, o grande rouba à descarada e ainda pede indminização! O “papa papéis” como o chamamos aqui é médico e está a trabalhar como tal no hospital… nesta terra não se prende ninguém “dessa gente”. Só se trama o pobre!

RESPONDER

Lisboa pode receber a final deste ano da Liga dos Campeões

Istambul não está agradada com a ideia de receber a final da Liga dos Campeões sem adeptos no estádio. Por isso, outras hipóteses estão a ser consideradas, nomeadamente Lisboa. A final da Liga dos Campeões está …

Há mesmo algo de reconfortante quando dizemos palavrões

Um novo estudo sugere que, nas circunstâncias certas, dizer palavrões em voz alta parece fazer as pessoas sentirem menos dor. Exatamente como e porque é que o ato de dizer asneiras consegue fazer com que as …

"Paraministro" de Costa. Gestor independente chamado para negociar plano económico de retoma

O primeiro-ministro, António Costa, convidou o diretor executivo da petrolífera Partex, António Costa Silva, para estudar o plano de recuperação económica. De acordo com o semanário Expresso, que avança a notícia na sua edição deste …

Termina o dever cívico de confinamento

O Conselho de Ministros aprovou esta sexta-feira o fim do “dever cívico de recolhimento”, que entrará em vigor na próxima segunda-feira, prevê a resolução que prolongou a situação de calamidade até 14 de junho. A situação …

"Ratos" de musgo espalham-se pelos glaciares do Ártico (e intrigam cientistas)

A presença de estranhas bolas de musgos nos ecossistemas de glaciares tem atraído a atenção da comunidade científica. Estas estranhas criatura proliferam no Ártico, mas também em regiões da Islândia e América do Sul. Especialistas de …

Há 29 países que podem visitar a Grécia a partir de 15 de junho. Portugal ficou de fora

A partir de 15 de junho, cidadãos oriundos de 29 países poderão visitar a Grécia, revelou esta sexta-feira o Governo helénico, dando conta que a lista elaborada teve em conta a situação epidemiológica de cada …

Portugal Continental não vai ter quarentena para turistas

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu esta sexta-feira que Portugal continental não vai aplicar normas de quarentena para quem vier de fora do país. No final de um Conselho de Ministros de quase oito horas, que se …

Jovem de 19 anos morre atingido por disparos durante protesto pela morte de George Floyd

Um jovem de 19 anos morreu depois de alguém que seguia num carro ter disparado sobre uma multidão de pessoas que protestavam contra o homicídio do afro-americano George Floyd, indicou uma porta-voz da polícia de …

O campo magnético da Terra está a enfraquecer misteriosamente

Novos dados de satélite da Agência Espacial Europeia (ESA) mostram que o campo magnético da Terra está a enfraquecer entre África e a América do Sul. O enfraquecimento do campo magnético da Terra está relacionado com …

Morreram os primeiros dois capacetes azuis vítimas da covid-19

Dois militares da força de manutenção da paz das Nações Unidas no Mali morreram devido à covid-19, os primeiros entre cerca de 100.000 soldados e polícias destacados em 15 missões no mundo. "Infelizmente, ontem [quinta-feira] e …