Encontrada “pirâmide” grega no Mar Egeu (mas não é uma pirâmide)

(dr) Michael Boyd

Foi encontrada uma “pirâmide” com 4.600 anos, supostamente descoberta numa ilha grega no mar Egeu. Mas, afinal, não é uma pirâmide.

O que as notícias têm reportado como uma pirâmide não é como outra Grande Pirâmide de Gizé, mas sim uma pequena ilha, de acordo com o que os arqueólogos que estão a fazer as escavações contaram ao Live Science.

Apesar de não ser uma pirâmide, resultou em muitas descobertas interessantes. Chamada Dhaskalio, esta pequena ilha está localizada a cerca de 90 metros a oeste da ilha de Keros. Quando o Dhaskalio se estava a formar há 4.600 anos, o nível do mar estava mais baixo e a ilha fazia parte do Keros.

Dhaskalio tem a forma natural de uma pirâmide. Além disso, os povos antigos tinham construído uma série de muros na ilha, fazendo com que parecesse um pouco como uma pirâmide de degraus.

“A ilha é naturalmente em forma de pirâmide, mas não se deve referir à ilha como uma pirâmide – uma pirâmide é uma construção completamente artificial”, disse Michael Boyd, investigador sénior do Instituto McDonald de Pesquisa Arqueológica da Universidade de Cambridge e co-diretor de escavações no local.

Em Dhaskalio, Boyd e os colegas descobriram uma série de edifícios, escadas, paredes e um sistema de drenagem – evidência de assentamentos urbanos sofisticados. Muitas das estruturas eram feitas de mármore importado de uma ilha chamada Naxos, a cerca de 10 quilómetros de Dhaskalio.

Os arqueólogos também encontraram moldes que foram usados para criar uma variedade de ferramentas de metal, incluindo machados, cinzéis, pontas de lança e adagas. Também encontraram escória de cobre de fundição.

O assentamento em Dhaskalio parece ter sido localizado próximo de um santuário que floresceu ao mesmo tempo. Nas margens de Keros, que estava ligado a Dhaskalio, os arqueólogos encontraram um tesouro de esculturas de mármore partidas, estatuetas e cerâmica. Algumas das esculturas e figuras são representações de pessoas com braços cruzados.

Os arqueólogos acham que estes objetos foram fabricados e intencionalmente partidos noutras ilhas antes de serem transportados para Keros e depositados perto do santuário.

Os arqueólogos ainda estão a tentar compreender esse ritual de quebra de figuras. “Não temos nenhuma evidência de divindades no santuário, por isso é melhor pensar nas práticas rituais a ser dirigidas ao sobrenatural, mais amplamente concebido, bem como à comunidade em geral”, disse Boyd.

O assentamento em Dhaskalio e o santuário próximo parecem ter sido usados durante cerca de 400 anos antes de serem abandonados. Mas quem, exatamente, viveu em Dhaskalio ainda é um mistério.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ida de Luís Filipe Vieira para o Benfica "foi um pedido de várias instituições financeiras"

Luís Filipe Vieira diz que os bancos quiseram, no início dos anos 2000, que fosse para o SL Benfica devido à sua situação financeira, pois estavam interessados na sua viabilização. Aos deputados, o presidente das …

Alemanha autoriza vacina da Johnson & Johnson a menores de 60 anos

A Alemanha recomenda a vacina da Johnson & Johnson (Janssen) contra o novo coronavírus a partir dos 60 anos, mas permitirá o seu uso em pessoas abaixo desta idade após consulta médica e decisão pessoal. O …

Livatino é o primeiro juiz a ser beatificado. Foi morto pela máfia italiana

A Igreja Católica beatificou este domingo o juiz italiano Rosario Livatino, assassinado em 1990 pela máfia em Agrigento, na Sicília, Itália. Rosario Livatino, que hoje teria 69 anos, foi assassinado em 21 de setembro de 1990 …

Castelo do Drácula oferece vacinas contra a covid-19 aos visitantes

O castelo do Drácula, na Roménia, está a oferecer vacinas contra a covid-19 a todos os que o visitem. Nas ilhas Baleares, os turistas vão poder contar com um seguro de repatriamento. Segundo conta a BBC, …

Trabalho ilegal. Bloco propõe alteração à lei para criminalizar "toda a cadeia"

Catarina Martins anunciou, esta segunda-feira, que o Bloco de Esquerda quer alterar a lei de 2016 para garantir uma melhor fiscalização e condenação dos responsáveis pela exploração de trabalhadores em Portugal. Em Odemira, a coordenadora do …

Laos regista primeira morte por covid-19 desde o início da pandemia

Uma mulher de 53 anos - que tinha diabetes e outros problemas de saúde - foi a primeira vítima mortal por covid-19 em Laos, em mais de um ano de pandemia. Segundo noticiou a agência …

Arábia Saudita vai impor vacinação aos funcionários que queiram voltar ao local de trabalho

A Arábia Saudita quer alcançar a imunidade de grupo o quanto antes. Para aumentar os esforços de vacinação, foram abertos mais de 580 locais de vacinação no país. Além disso, os residentes já podem reservar …

Elon Musk revela que tem síndrome de Asperger

O empresário Elon Musk, de 49 anos, revelou este fim de semana, no Saturday Night Live (SNL), que tem síndrome de Asperger. Musk foi convidado para apresentar o Saturday Night Live - um papel cobiçado que …

Poeta birmanês terá morrido após ser torturado por militares. Aung San Suu Kyi comparece em tribunal

O poeta birmanês Khet Thi, conhecido pelo trabalho que incita à resistência contra a Junta Militar, morreu este fim de semana, enquanto estava detido. O seu corpo foi devolvido com os órgãos removidos. Segundo a esposa …

China injeta capitais para obter projeção mediática global, revela relatório

O Governo chinês tem tentado obter projeção mediática em órgãos de comunicação social de todo o mundo através da injeção de capitais, de acordo com um relatório da Federação Internacional de Jornalistas, que será divulgado …