Encontrada a primeira carta que relatava o regresso de Cristóvão Colombo depois de descobrir a América

Prang Educational Co., 1893. 40802Y U.S. Copyright Office

Ilustração da chegada de Cristóvão Colombo à América em 1492.

O documento mais antigo que relata o regresso de Cristóvão Colombo depois de descobrir a América acaba de ser encontrado pelo Arquivo da Nobreza, dependente do Ministério da Cultura, no seu trabalho de tratamento técnico e digitalização do Arquivo dos Condes de Villagonzalo.

“Nosso muito alto, excelente e poderoso príncipe, rei de Castela, de Aragão da Sicília, de Granada e nosso amado príncipe irmão”, pode ser lido em português no verso da carta datada de 4 de março de 1493 e escrita por João II de Portugal a Fernando, o Católico, onde o ato de Colombo se anuncia pela primeira vez. Está escrito no mesmo dia em que Colombo chegou a Lisboa depois da sua aventura.

“O interesse deste documento reside, especialmente, no início da sua data, já que poderíamos estar diante do primeiro testemunho do regresso bem-sucedido de Colombo depois de sua aventura oceânica, além das suas cartas e jornais. A chegada fortuita a Lisboa do navegador concedeu ao monarca português o furo de descobertas e deu lugar a uma batalha diplomática entre os tribunais castelhano e português pelo controlo da expansão atlântica”, explicou o Arquivo à ABC.

Na parte de trás do documento, no endereço da carta, podemos ver o selo de armas do Rei de Portugal, excecionalmente bem preservado, e o ponto de fecho na forma de um semicírculo.

Esta instituição pretende expor a carta ao público a partir da semana que vem na exposição sobre a assinatura do Tratado de Tordesilhas, que pode ser visitada em Toledo.

Neste processo de descrição e tratamento técnico do Arquivo dos Condes de Villagonzalo, que é de propriedade privada, mas é guardado pelo Arquivo da Nobreza, foram encontradas há dois meses duas cartas oficiais de João II de Portugal relacionadas com o Tratado de Tordesilhas. São os primeiros documentos relativos a esta viagem após a partida de Palos de la Frontera em 3 de agosto de 1492.

O segundo documento é também uma carta de João II de Portugal a Fernando, o Católico, desta vez datado de 25 de maio de 1493, e é um testemunho de como o rei português concordou em paralisar a partida de suas caravelas. A carta do monarca constitui o começo das negociações que dariam origem ao Tratado de Tordesilhas, enquanto as conversas com o papa Alexandre começaram em relação às terras descobertas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …

Poluição do ar em Sydney entre as 20 piores do mundo devido aos incêndios

A poluição do ar em Sydney, a maior cidade da Austrália com mais de cinco milhões de habitantes, está hoje entre as 20 piores do mundo devido ao fumo dos incêndios no leste do país. "Sydney, …