ADN com 500 anos pode provar que Colombo era português

Wikimedia

Retrato póstumo de Cristóvão Colombo, por Sebastiano del Piombo (1519)

O mistério da nacionalidade de Cristóvão Colombo pode ser, finalmente, desfeito, graças a uma amostra de ADN com cerca de 500 anos.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra e do Instituto Superior Técnico de Lisboa esperam provar definitivamente que Cristóvão Colombo era, na verdade, o corsário português Pedro Ataíde.

A teoria mais aceite pelos especialistas aponta que Cristóvão Colombo terá nascido em Génova, Itália. Mas há teses alternativas, segundo as quais o explorador que descobriu a América seria catalão, galego ou português.

O grupo de investigadores portugueses espera provar que o descobridor da América era, na verdade, um corsário português, com base numa amostra de ADN de há 500 anos.

Os cientistas, especialistas da Universidade de Coimbra e do Instituto Superior Técnico (IST) de Lisboa, acreditam que podem comprovar que Colombo era português e que o seu nome verdadeiro era Pedro Ataíde, um corsário do Século XV.

Esta teoria foi desenvolvida pelo professor Fernando Branco, do IST, num livro publicado em 2012, com o título “Cristóvão Colon, Nobre Português”, em que recolheu mais de meia centena de coincidências entre a vida do navegante e a de Pedro Ataíde.

Aquele corsário foi dado como morto na batalha naval do Cabo de São Vicente, em 1473, onde combateu ao lado de um francês chamado Culon.

De acordo com a tese de Fernando Branco, Ataíde conseguiu salvar-se e chegar a nado às costas do Algarve, onde terá decidido mudar de nome para Pedro Colon (ou Culon) por motivos de segurança, já que a sua família era perseguida em Portugal, após ter participado numa conjura para matar o Rei D. João II.

ADN dos ossos do primo de Pedro Ataíde

“Há um conjunto de indícios que apontam que o seu verdadeiro nome era Pedro Colón. Nunca escreveu o seu nome como Cristóvão Colón. Assinava como almirante ou com uma assinatura encriptada na qual se podiam ler várias coisas, entre elas ‘Pedro Colón’”, diz Fernando Branco à EFE.

A biografia de Colombo assinala que o navegante chegou a Portugal em 1476, a nado, depois de um naufrágio, o que reforçaria a tese que agora vai ser posta à prova.

O grupo de investigadores da Universidade de Coimbra e do IST vai agora analisar uma amostra de ADN extraído dos ossos do primo directo de Pedro Ataíde e compará-lo com o ADN do segundo filho do navegador, Hernando, que foi sequenciado em 2006, em Espanha.

“Estou quase certo de que o seu nome era Pedro Colón. Falta comprovar se existe relação com Pedro Ataíde“, sustenta Fernando Branco. Todavia, esta análise só será possível se os ossos do primo de Ataíde estiverem em bom estado, o que se desconhece porque ainda não foi aberta a campa onde está sepultado.

Os investigadores esperam poder fazê-lo depois do Verão, após conseguida a autorização das entidades oficiais para abrir a sepultura, um processo que se arrasta há vários anos.

“Primeiro será feita uma análise para corroborar que é um homem e que tem uma idade compatível. Depois retirar-se-á uma amostra óssea para realizar a análise médica”, explica à EFE a antropóloga forense Eugénia Cunha, investigadora da Universidade de Coimbra.

Teorias para todos os gostos

A tese de Fernando Branco relativamente a Cristóvão Colombo, que já foi reconhecida pela Academia de História Portuguesa, coloca em xeque a origem genovesa do navegador, ainda que não seja a única que aponta que ele nasceu em Portugal.

O investigador português Manuel Rosa, radicado nos EUA, assegura que o descobridor da América nasceu na ilha da Madeira e que era filho de um Rei polaco derrotado pelo Império Otomano.

Outra hipótese assinalava que Colombo nasceu no Alentejo, em Cuba, e que foi um espião ao serviço do Rei João II que tinha como missão afastar os espanhóis do caminho até às Índias.

Fora de Portugal, aponta-se a origem espanhola do navegador, havendo várias teses de que é galego e catalão, mas também teorias de que seria da Estremadura, da Andaluzia ou até do País Basco. Também há referências a possíveis nacionalidades inglesa, grega, norueguesa e até croata, entre outras.

Uma das mais populares teorias, no entanto, apresenta Cristóvão Colombo como sendo Salvador Gonçalves Zarco, nascido em Cuba, no Alentejo, filho ilegítimo do Duque de Viseu e de uma filha de João Gonçalves Zarco.

ZAP // EFE

 

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

    • Greetings Doug,
      Thank you for your interest. As we explain above, the researchers will have to exhume the body of Pedro Ataíde’s cousin to compare his DNA with Hernando Colombo, so you will have to wait a couple of months for details on the analysis. We’ll keep you posted.

        • Zé das Couves, faz aos outros aquilo que gostarias que fizessem a ti.
          Ao ZAP, parabéns pela atitude 🙂
          Mas o engraçado é que o sr. Doug entendeu a notícia em português, por ser descendente de portugueses (presumo pelo nome) mas não sabe escrever português, penso que poderá ser isso…

  1. Existem dois marcadores genéticos únicos e específicos da população portugesa… Basta verem se estão presentes e a resposta está practicamente dada…

  2. Os entendidos na matéria “os historiadores oficiais” que estão por conta do ensino oficial “Educação” não querem que o Cristóvão Colon, “Salvador Fernandes Zarco”, seja português natural de Cuba, Portugal. Fazem a história nos seus gabinetes muito bem acomodados. Pretendem sim que seja “Genovês” etc… Têm muito medo que a ciência “Genética” faça a prova real .como assim? É fácil, há muitos descendentes machos de D. João I de Portugal são todos portadores do cromossoma Y . O Cromossoma Y nunca muda com as gerações. Já que fizeram desaparecer as ossadas do Cristóvão Colon descubram onde está os restos mortais do filho dele Diego Colon e façam a comparação…..Eureca…sim..sim outros interesses mais altos se levantam e como tal ficamos por aqui.

RESPONDER

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …

Ainda há esperança para os gorilas mais raros do mundo. Foram fotografados com crias

Os gorilas do rio Cross, os mais raros do mundo, foram fotografados na Nigéria com algumas crias, aumentando a esperança para esta espécie de primatas. A fotografias foram divulgadas por uma organização não-governamental nigeriana, a …

"Já sofreu muito". Trump comuta pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comutou a pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone, que foi condenado em fevereiro a 40 meses de prisão, anunciou sexta-feira a Casa Branca. Roger …

Armas, droga, sucata e prostituição financiam neonazis portugueses (mas lucros não vão todos para a causa)

Os grupos neonazis portugueses são "bastante desorganizados" e financiam-se com dinheiro obtido em negócios ilícitos, como o tráfico de armas, de droga e de mulheres para prostituição e a sucata. Mas os ganhos obtidos não …

"Nem de perto nem de longe". DGS não recomenda reabertura de parques infantis

A reabertura de parques infantis não é “nem de perto nem de longe” recomendada pela Direção-Geral de Saúde (DGS), disse a diretora-geral que explicou que as crianças devem brincar no modelo de “bolhas familiares”. “Pela sua …