Empresas que recorreram ao lay-off podem fazer rescisões por mútuo acordo

Miguel A. Lopes / Lusa

Apesar de não poderem fazer despedimentos coletivos nem extinguir postos de trabalho, a Segurança Social autoriza as empresas que recorreram ao regime de lay-off simplificado a fazer rescisões por mútuo acordo.

O Jornal de Negócios avança esta terça-feira que as empresas que estiveram em regime de lay-off simplificado ou que receberam apoios do Estado na sequência da pandemia podem reduzir o número de trabalhadores desde que haja acordo entre ambas as partes.

Segundo o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, as empresas podem avançar para a opção do “acordo de revogação fundamentado em motivo que permita o despedimento coletivo ou extinção do posto de trabalho”, garantindo ao trabalhador o subsídio de desemprego, embora com os limites das chamadas “quotas”.

Segundo a TSF, em locais de trabalho com menos de 250 funcionários, apenas três trabalhadores podem ter acesso ao subsídio de desemprego. Já nas empresas com mais de 250 trabalhadores estão abrangidos até 62 funcionários.

As empresas que excedam a quota ficam responsáveis pelos custos do subsídio de desemprego dos funcionários com quem rescindam contrato.

Questionado sobre a evolução do número de rescisões que dão direito a subsídio de desemprego, o gabinete de Ana Mendes Godinho respondeu, em declarações ao Jornal de Negócios, que não é possível desagregar o número de pedidos neste momento.

Durante os 60 dias após o fim do regime de lay-off, as entidades que recorreram a este mecanismo nos últimos meses não podem avançar com um despedimento coletivo nem extinguir postos de trabalho, mas isso não as impede de fazer rescisões amigáveis.

“Os acordos pressupõem vontade de ambas as partes, pelo que não se trata de despedimentos”, disse fonte oficial do ministério de Ana Mendes Godinho ao Negócios.

Em julho, o Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que 30% das empresas em lay-off simplificado reduziram os postos de trabalho.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Isto é o cúmulo! Uma empresa pode fazer uma rescisão por acordo mútuo sempre que exista esse acordo, com ou sem a autorização da SS.

RESPONDER

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …

Exilados sírios obrigados a pagar taxas para evitar o alistamento obrigatório

No início deste ano, Yousef, um sírio de 32 anos que vive na Suécia, teve que pagar as taxas que lhe isentavam da obrigatoriedade de se alistar no exército da Síria, caso contrário a família …

Portugal tem cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, mais de metade em Lisboa

Estima-se que, em 2020, cerca de 485 pessoas tenham abandonado esta condição, o que representa uma descida de 39% face a 2019. Portugal terá cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, segundo os resultados de …