Empresa de meios aéreos nega que os militares feridos em Mourão tenham sido abandonados

Estela Silva / Lusa

A empresa de meios aéreos envolvida no incêndio em Mourão, distrito de Évora, que feriu cinco militares da GNR, nega que os militares tenham sido abandonados no meio das chamas, explicando que o vento mudou de direção e obrigou o piloto a aterrar naquele local.

“O nosso piloto não põe a pistola na cabeça dos bombeiros para que saiam do helicóptero. Os bombeiros saem porque acham que têm condições para sair”, disse Pedro Silveira, presidente da empresa proprietária do helicóptero envolvido no incêndio, em declarações à TSF, recusando assim quaisquer acusações de abandono.

Para Pedro Silveira, é positivo existir uma investigação àquilo que se passou durante o incêndio que atingiu uma zona rural em Mourão. O presidente da empresa adiantou à TSF que, ao que tudo indica, terá sido o vento que mudou inesperadamente de direção, apanhando os militares de surpresa e levando a equipa a aterrar naquele local.

Estas são as indicações que a empresa tem do piloto que, sublinha, tem décadas de experiência. Pedro Silveira acrescenta que a Heliportugal combate fogos há mais 30 anos e nunca tinha vivido uma situação deste tipo.

Pedro Silveira lamenta os feridos e admite que o que aconteceu é “muito grave”, sendo necessário ter muito cuidado nestas avaliações, sublinhando, contudo, que não é o piloto que manda nos operacionais da GNR ou nos bombeiros durante o combate a incêndios.

“Os helicópteros e as suas equipas atuam sob as ordens do respetivo chefe”, remata.

Nesta quarta-feira, o vice-presidente Associação Sócio-Profissional Independente da Guarda (ASPIG), Adolfo Clérigo, disse ser necessário explicar muito bem o que se passou no incêndio que feriu cinco militares, três dos quais em estado grave.

Adolfo Clérigo, também militar do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR, revelou que foram contrariadas as regras básicas.

“Nunca tinha acontecido um comandante largar ou ‘despejar’ os homens no terreno e não voltar a aparecer. Eles tiveram de literalmente correr enquanto conseguiram porque ficaram entregues à sua sorte. Foram largados e abandonados no meio do incêndio”, frisou.

Face ao incidente, o ministro da Administração Interna determinou a abertura, pela Inspeção-Geral da Administração Interna, de um inquérito para apurar as circunstâncias em que ocorreu o acidente que envolveu os militares da GNR.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PCP quer travar "ameaça de despejos" no final deste ano

O PCP entregou uma proposta de alteração ao Orçamento do estado para 2020 para manter congeladas as rendas antigas, quando os locatários tenham um rendimento inferior a cinco salários mínimos nacionais. O PCP quer manter congeladas …

CDS/Congresso: Carlos Meira disponível para acordo que vença João Almeida

Carlos Meira, candidato à liderança do CDS-PP, admite estar disponível para se unir a Filipe Lobo d'Ávila e Francisco Rodrigues dos Santos para vencer João Almeida e lutar "contra o sistema". Carlos Meira, militante de Viana …

Manuais gratuitos também no privado e no cooperativo. Iniciativa Liberal quer igualdade na Educação

O Iniciativa Liberal (IL) propôs uma alteração ao Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) na área da educação, que passa por fornecer manuais escolares gratuitos a todos os alunos da escolaridade obrigatória, quer frequentem o ensino …

Bezos lembra que Governo saudita assassinou um jornalista. ONU pede investigação a pirataria

Dois peritos das Nações Unidas dizem que Mohammed Bin Salman acedeu a informações pessoais de Jeff Bezos para tentar influenciar cobertura do The Washington Post sobre a Arábia Saudita. Depois de uma investigação do The Guardian …

MAI abre inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por agente da PSP

O Ministério da Administração Interna (MAI) já abriu um inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por um agente da PSP, na Amadora, de maneira a apurar responsabilidades. "O Ministro da Administração Interna …

Ronaldo volta a marcar e Sarri só tem de agradecer a Dolores por criar um espécime assim

Cristiano Ronaldo leva quatro jogos consecutivos a marcar e mais de 30 golos esta temporada, entre clube e seleção. Sarri disse que o mérito é de Dolores, "por criar uma espécime assim". A Juventus derrotou, esta …

Ana Gomes apontada à Presidência. "Costa jamais permitirá"

O antigo eurodeputado socialista Francisco Assis lançou o nome da também antiga eurodeputada do PS Ana Gomes como possível candidata à Presidência da República, manifestando desde logo o seu apoio a uma eventual candidatura. "Acho …

Silas deve deixar o Sporting no fim da época (ou até antes)

O Jogo escreve que Silas deverá deixar o Sporting no fim desta temporada, havendo também a possibilidade de sair antes do fim do mês de maio. O desportivo, que avança a notícia esta quinta-feira, adianta …

Taxa para descolagens e aterragens no Montijo reduz fatura da ANA em oito milhões

Uma das decisões da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que fazem parte da aprovação da construção do novo aeroporto do Montijo é a criação de uma taxa de 4,5 euros a aplicar a cada movimento …

Vitória-Porto: O guião de uma vingança aos minhotos com Telles e Soares como atores principais

Depois da derrota com o Braga para a liga, o FC Porto conseguiu derrotar o Vitória de Guimarães, avançando para a final da Taça da Liga, que se jogará frente aos bracarenses. Antes de se falar …