Governo declara emergência energética e fixa serviços mínimos

Miguel A. Lopes / Lusa

O Governo irá fixar os serviços mínimos durante a greve, anunciou o ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva, na conferência de imprensa desta quarta-feira.

Esta quarta-feira, numa reunião no Ministério do Trabalho e Segurança Social, o Governo anunciou que irá decretar serviços mínimos entre 50% e 100% a partir da meia-noite do dia 12 de agosto. As medidas surgem face ao pré-anúncio de greve dos motoristas de matérias perigosas.

“Não tendo sido possível alcançar um acordo entre os empregadores e os sindicatos compete ao governo cabe ao governo declarar os serviços mínimos”, disse Vieira da Silva. “Fomos até ao limite dos nossos esforços“, acrescentou.

Segundo o jornal Público, ficou definido um serviço mínimo de 50% no abastecimento de postos de combustíveis não pertencentes à rede de emergência, ou seja, os postos de combustível normais, e no abastecimento de empresas de transportes de mercadorias. Empresas de transportes de passageiros, alimentos e animais, e de instituições de assistência social ficou definido 75%.

Ficou ainda assegurada a totalidade de abastecimento a instalações militares, hospitais, centros de saúde, forças de segurança e proteção civil. O despacho conjunto foi assinado pelos ministérios da Economia, Infraestruturas, Trabalho, Ambiente, Agricultura e Saúde.

O Governo designou ainda 374 postos, 320 dos quais para o público em geral, pertencentes à rede estratégica de postos de abastecimento (REPA). Será feito um reforço especial a regiões de colheitas agrícolas e no Algarve, tendo em conta a grande quantidade de portugueses que para lá viajam durante esta altura do ano. O abastecimento está limitado a 15 litros por viatura.

“O Governo fará tudo ao seu alcance para que os serviços mínimos sejam cumpridos, porque é essa a expectativa dos portugueses”, garantiu Vieira da Silva.

Quem também falou na conferência de imprensa foi o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, que declarou o estado de emergência energética.

“Estamos em condições de decretar, preventivamente, estado de emergência energética, que tem dois objetivos: permite a constituição da Rede Estratégica de Postos de Abastecimento (REPA) e garantir a prontidão dos serviços de segurança”, anunciou o ministro.

“Em complemento com a REPA, [o Governo] estabeleceu um sistema logístico em que conseguimos garantir que a partir dos centros de distribuição do país somos capazes de levar combustível a estes postos da REPA”, acrescentou.

“Vivemos numa ditadura”

O vice-presidente do Sindicato Nacional de Motoristas e Matérias Perigosas, Pedro Pardal Henriques, não se mostrou satisfeito com os serviços mínimos adotados pelo Governo. “Hoje deveria ser feriado nacional, porque aquilo que os senhores ministros acabaram por fazer foi retirar todos os direitos dos trabalhadores”, atirou o advogado. “Não vivemos numa democracia, vivemos numa ditadura do ‘tudo posso'”, acrescentou.

Com a definição de alguns serviços mínimos a 100%, Pardal Henriques alega que o Governo está do lado da Antram. “Estas pessoas têm de servir exatamente como se não estivessem em greve”, disse, citado pelo Observador.

Pedro Pardal Henriques falou ainda num “atentado à democracia”, não entendendo como é que o Governo declarou estado de emergência sem a greve ter começado. O vice-presidente do SNMMP disse ainda que é possível cumprir os serviços mínimos fixados, “desde que não se faça greve”.

 

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esta greve é que é um atentado contra a democracia. O sr. Pardal não sabe que o fim da democracia do Chile de Allende começou com uma greve do setor dos transportes (fomentada pela CIA). Qualquer país, por mais democrático que seja, tomaria medidas drásticas para evitar as consequências de uma greve deste género que, na verdade, equivale a um bloqueio económico.

  2. Sobre este assunto só tenho a dizer que por mim o Bruno Ferrnandes vai sair… se tiver gasoil para voar para Inglaterra. Mais nada…

RESPONDER

Forças Armadas com mais 252 operacionais prontos para apoiar no combate à pandemia

As Forças Armadas têm 252 militares prontos para ajudar no combate à pandemia, dos quais mais de metade para apoiar a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT). Atualmente, esta é a …

UEFA investiga incidentes discriminatórios no Hungria-Portugal

A UEFA anunciou ter aberto um inquérito para apurar “eventuais incidentes discriminatórios” nos jogos da Hungria, no Euro 2020 de futebol, com Portugal (0-3) e França (1-1), disputados na Arena Puskás, em Budapeste. De acordo com …

Financiamento da TAP travado em Bruxelas

O plano de reestruturação da TAP, que prevê injetar na empresa até 3,72 mil milhões de euros até 2024, continua à espera de uma resposta de Bruxelas. O Governo esperava obter luz verde de Bruxelas em …

Jogos Olímpicos vão poder ter até 10 mil japoneses nas bancadas

As autoridades japonesas decidiram permitir que até 10 mil espetadores possam assistir aos eventos dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 nas bancadas, mesmo reservando o direito de reverter a decisão. Segundo o anúncio dos organizadores, as autoridades …

Arqueólogos descobriram que viveram pessoas no "Stonehenge alemão"

Arqueólogos descobriram que viveram pessoas no "Stonehenge alemão", um local arqueológico conhecido pelas evidências de rituais e sacrifícios humanos. De acordo com o site Live Science, uma equipa de arqueólogos encontrou cerca de 130 casas no …

Preços das casas não subiam tanto há mais de dois anos

Os preços da habitação registaram uma subida de 2,5% em relação ao mês anterior. Não subiam tanto há mais de dois anos. O preço de venda das casas em Portugal Continental registou um aumento de 2,5% …

Tragédia de Pedrógão pode "repetir-se em vários locais deste país"

Após quatro anos do grande incêndio que vitimou 66 pessoas, a região de Pedrógão Grande está de novo em ponto de combustão. A 17 de junho de 2017 o incêndio de Pedrógão Grande matou 66 …

"Apocalipse dos insetos". Novos dados associam queda de população a barragens

A população de insetos está em declínio, naquilo a que chamam de "Apocalipse dos insetos". Um novo estudo associa este problema às barragens. Os insetos são o grupo de animais mais numeroso do planeta. Existem cerca …

PS com o pior resultado desde março de 2020. Direita rejubila

Na nova sondagem da Intercampus, realizada para o Jornal de Negócios e o CM/CMTV, todos sobem nas intenções de voto menos o PS. A mais recente sondagem da Intercampus, realizada para o Jornal de Negócios e …

Nova tabela de preços da ADSE adiada para setembro

A nova tabela de preços da ADSE sofreu mais um adiamento e só entrará em vigor em setembro, revelou a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão. A nova tabela de preços …