/

“Em Coimbra, somos criativos”. José Manuel Silva não será candidato de um partido (mas sim “de todos”)

“Não serei candidato de um partido, mas de todos”. O vereador independente José Manuel Silva contrariou Rui Rio e disse que não se vai candidatar à Câmara Municipal de Coimbra por apenas um partido.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O líder do PSD Rui Rio anunciou, numa conferência de imprensa, em Coimbra, que José Manuel Silva iria encabeçar a lista do partido no concelho. “Estamos convencidos de que temos condições para que, no fim deste ano, quando chegarmos ao Natal, o novo presidente da Câmara de Coimbra seja o doutor José Manuel Silva”, referiu.

Contudo, agora, o vereador independente José Manuel Silva, eleito em 20017 pelo movimento Somos Coimbra, revela que não vai ser candidato de um único partido, mas garante que a solução comporta “alguma criatividade”.

“Em Coimbra, somos muito criativos”, afirmou o candidato, citado pelo jornal Público.

“Vou concorrer [à presidência da Câmara de Coimbra] com uma coligação que está em fase final de afinação, mas não serei candidato de um partido, mas de todos”, esclareceu o ex-bastonário da Ordem dos Médicos, revelando que a solução encontrada [para contornar a lei eleitoral autárquica] será em breve tornada pública na próxima semana.

“O acordo de coligação será apresentado quando apresentarmos a candidatura e, eventualmente, isso deve acontecer na próxima semana”, disse José Manuel Silva, acrescentando que “não há uma coligação formal em termos jurídicos entre o movimento Somos Coimbra e os partidos, mas há sempre uma maneira de ultrapassar as limitações legais”.

O candidato falou ainda de um “processo inovador”, que envolve vários partidos e o movimento que lidera. “Estamos a estabelecer uma parceria cujo teor será anunciado com o acordo que contém alguma criatividade e que será bom para a democracia”.

O ex-bastonário tem como objetivo “recolocar Coimbra no lugar que já teve”.

Em relação ao PSD, José Manuel Silva disse que já falou tudo o que tinha a falar com Rui Rio e com as estruturas locais do partido, que não o escolheram para liderar a candidatura a Coimbra.

A concelhia e a distrital do PSD aprovaram o médico Nuno Freitas como candidato à câmara, mas este nome acabou por não ser homologado pela direção nacional. Em fevereiro, Nuno Freitas tornou público que o PSD preferia lançar José Manuel Silva como candidato.

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.