A cada 15 segundos, nasce uma criança no Egito. O governo quer parar o baby boom

Os egípcios preferem famílias grandes, mas há custos económicos significativos para os pais e para o país. Para conter a taxa de natalidade galopante, o governo lançou o programa de planeamento familiar “Two Are Enough”.

As autoridades querem convencer milhões de pessoas que, se tiverem menos filhos, poderão oferecer-lhes uma vida melhor, além de aliviar o fardo sobre o Estado, que está a lutar para atender à crescente demanda por empregos e serviços.

Uma criança nasce a cada 15 segundos e adicionamos 2,5 milhões de bebés todos os anos”, disse Amr Othman, ministro assistente da Solidariedade Social, de acordo com o Ozy. “Pense no que isso significa em termos de lugares escolares adicionais, leitos hospitalares, vacinas e todos os outros direitos das crianças.” Othman refere que a população do Egito deverá aumentar em 20 milhões na próxima década.

O programa de planeamento familiar envolve campanhas de posters, publicidade televisiva, visitas domiciliares de assistentes sociais e clínicas que distribuem contracetivos. O governo também decidiu parar de desembolsar alguns benefícios para famílias pobres com mais de dois filhos.

O objetivo é reduzir a taxa de fertilidade de 3,5 filhos por mulher para 2,4 em 2030. Atingir essa meta significaria menos 8 milhões de nascimentos na próxima década.

Apesar do crescimento económico que atingiu 5,5% em 2018, o Egito não conseguiu gerar os mais de 800 mil empregos necessários por ano apenas para absorver novas entradas no mercado de trabalho. Os indicadores macroeconómicos melhoraram e o país foi elogiado pelo Fundo Monetário Internacional pelas reformas.

Mas a maioria dos egípcios luta para sobreviver com rendas pequenas enquanto o governo corta os subsídios e os preços sobem. O desemprego está em 10% e é mais do que o dobro para os jovens. Serviços como saúde e educação precisam de investimentos maciços apenas para lidar com a demanda atual, sem falar nas pressões de uma população em rápida expansão.

O Egito já administrou um programa bem-sucedido de planeamento familiar, que ajudou a reduzir a taxa de natalidade para 3,1 filhos por mulher em 2008, de 5,6 em 1976. Mas quando o programa, financiado pelos EUA, expirou em 2008, a taxa de natalidade começou a subir novamente.

Autoridades dizem que o crescimento populacional acelerou mais rapidamente após a revolução de 2011, quando o governo estava em desordem e os islamistas se tornaram uma força política mais assertiva.

O governo dos EUA, juntamente com outros doadores internacionais, está novamente a apoiar o novo programa com cerca de 20 milhões de dólares. Nahla Abdel-Tawab, diretora do escritório do Conselho de População do Egito, uma organização internacional de pesquisa, diz que é importante garantir a “sustentabilidade” do programa para que as taxas de fertilidade não voltem a subir assim que o financiamento se esgotar.

Isso poderia ser alcançado através da integração de informações de planeamento familiar em escolas secundárias, porque algumas meninas casam-se imediatamente depois de terminarem a escola.

Num país conservador, o governo tem sido cauteloso em ensinar educação sexual. “Isto não é educação sexual”, disse Abdel-Tawab. “As escolas têm que falar sobre planeamento familiar, os benefícios de uma pequena família e os riscos para a saúde de gestações próximas e de ter filhos prematuros. Os alunos devem ser informados de que existem métodos contracetivos que podem usar quando se casam. Mais de 60% dos adolescentes meninos e meninas não conhecem os métodos de controlo de natalidade

Ela argumenta que expandir o emprego feminino é crucial para reduzir a taxa de natalidade, assim como ensinar a igualdade de género para que as famílias com filhas não continuem a engravidar à espera de um filho.

Uma grande família com muitos filhos é uma fonte de orgulho e, em algumas áreas rurais, as crianças são uma mão-extra nas quintas. Argumentar que os pais devem ter menos filhos para que possam ser melhor educados é muitas vezes prejudicado pelo facto de que os graduados universitários lutam para encontrar emprego.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Megaoperação em Loures. PSP e PJ cercam bairro da Quinta da Fonte

A Unidade Especial da Polícia de Segurança Pública (PSP) e a Polícia Judiciária (PJ) estão, esta segunda-feira, desde antes das 7h, a fazer uma megaoperação no Bairro Quinta da Fonte, em Loures. Segundo avança a TVI24, …

Cientistas podem ter descoberto onde vive o stress no cérebro humano

Onde é que os sentimentos negativos, como a pressão e a ansiedade, existem no nosso cérebro? Cientistas da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, tentaram encontrar a resposta. Estudos anteriores indicam que os sentimentos subjetivos ou …

A atmosfera de Marte está a escapar para o Espaço (e já se sabe quem é o culpado)

Marte pode já ter sido um planeta habitável mas, ao longo de milhares de milhões de anos, a sua atmosfera escapou para o Espaço. Os cientistas mapearam as correntes elétricas na atmosfera marciana que podem …

Júpiter é tão grande que o nosso Sistema Solar quase teve dois sóis

O nosso Sistema Solar tem apenas uma estrela e uma série de planetas relativamente pequenos. No entanto, Júpiter esteve muito perto de se tornar o irmão mais pequeno do Sol. Júpiter é, de longe, o maior …

O detetive a bordo do rover da NASA Perseverance

Marte está muito longe da famosa 221 Baker Street, mas um dos detetives mais conhecidos da ficção estará representado no Planeta Vermelho quando o rover Perseverance da NASA pousar no dia 18 de fevereiro de …

Nem o mar profundo se safa das alterações climáticas

Um novo estudo mostra que as alterações climáticas já estão a bater à porta do mar profundo, e os seus habitantes poderão em breve estar em perigo. De acordo com o site IFLScience, a equipa de …

Príncipe belga pede desculpa por violar confinamento em festa ilegal em Espanha

O príncipe Joachim da Bélgica disse “lamentar profundamente” não ter respeitado “todas as medidas” do confinamento durante uma viagem a Espanha, onde participou numa festa ilegal em Córdoba que está a ser investigada pela polícia. Depois …

Politólogo que previu que Trump seria Presidente vaticina a sua reeleição

O politólogo que previu que Donald Trump seria Presidente dos Estados Unidos vaticina agora a sua reeleição em novembro de 2020. Helmut Norpoth, professor de ciências políticas da Universidade Stony Brook, nos Estados Unidos, previu …

Índia regista mais de oito mil novos casos. Tem "uma longa batalha" pela frente

A Índia registou mais de oito mil novos casos de covid-19 num único dia, um novo recorde desde o início da pandemia no país, foi este domingo anunciado. O número de casos confirmados de covid-19 na …

Jovens bolivianos forçaram picada de viúva-negra. Queriam ser como o Homem-Aranha

Três irmãos bolivianos de 8, 10 e 12 anos acabaram hospitalizados depois de fazerem com que uma viúva negra os picasse para que ficassem com super-poderes como o Homem Aranha. "Pensando que a [picada] lhes …