Esta tecnologia de edição de genoma pode mudar o mundo (mas o seu criador tem receio disso)

A inovação de Kevin Esvelt tem potencial para ser usada tanto para o bem como para o mal. Os perigos que pode advir dela, deixam o biólogo reticente em relação a esta tecnologia, que também tem o potencial de salvar muitas vidas.

Sempre nos foi dito que as ações têm consequências, mas nunca pensamos num caso tão extremo como o de Kevin Esvelt. Um erro ou uma má decisão deste biólogo americano do MIT é o suficiente para ser responsável pela morte de pelo menos 25 mil crianças. No pior dos casos, esse número pode chegar aos 2,5 milhões.

“Imagine 25 mil crianças mortas. É quase impossível. Isso é quase um terço das crianças de Boston”, disse Esvelt à VICE. Esta é quantidade de crianças que podem morrer de malária nos próximos dez anos.

Estas vidas podem ser salvas graças à tecnologia de edição de genoma baseada na ferramenta CRISPR. Com recurso a esta inovação, os cientistas conseguem editar o nosso código genético para evitar que doenças passem de geração em geração — podendo pôr fim a algumas das maiores patologias que nos assolam.

Apesar das grandes aplicações que pode vir a ter, Esvelt quer usar a tecnologia de edição de genoma para estabelecer algumas diretrizes morais sobre como a ciência pode usar esta ferramenta. Nas mãos certas, pode ser usada para o bem maior; mas nas mãos erradas, pode ser precursora de destruição.

O biólogo chegou à conclusão de que a evolução natural das espécies acabaria por se sobrepor a qualquer edição que um cientista fizesse no ADN de um animal. Como tal, era necessário editar os genes de forma a que, quando o animal se reproduzisse, passasse obrigatoriamente o novo gene para as suas crias.

O objetivo passava então por criar uma unidade genética, que basicamente é quando um gene prolifera por toda a espécie, mesmo que não contribua necessariamente para a sobrevivência do organismo. No passado, já tentaram replicar isto em humanos para tentar travar a malária, contudo encontraram grandes dificuldades e custos absurdos.

A ideia de Esvelt foi usar o CRISPR para facilitar a criação de uma unidade genética. “Se editássemos todas as aves selvagens para se tornarem imunes à gripe, não haveria gripe aviária. Poderíamos editar todos os vermes parasitas que causam tanto sofrimento”, explicou Esvelt. O artigo científico foi publicado em 2014 na revista eLife.

O fim da utopia

No entanto, o biólogo rapidamente percebeu que as suas aspirações poderiam acarretar consequências que ainda não tinha considerado. “Eu pensei: ‘espera lá’. Uma coisa é a humanidade conseguir fazer isto. Outra coisa é investigadores independentes terem este tipo de poder”.

Esvelt acabou por perceber que a sua visão utópica poderia depressa tornar-se num pesadelo. Caso algum lunático decidisse “brincar” com esta tecnologia para o mal da humanidade, será que alguém conseguia travá-lo? A reversibilidade foi uma das primeiras coisas que preocupou a sua equipa.

Quais são as consequências de não fazer nada? De ser muito cauteloso? Quantas pessoas poderiam salvar com a sua invenção? Estas são questões que mantêm Esvelt acordado à noite e que o deixam hesitante em relação a esta revolucionária tecnologia.

“Sou moralmente responsável por todas as consequências desta tecnologia”, disse à VICE. “Mesmo que alguém a use e estrague tudo, isso ainda é, até certo ponto, minha culpa”, acrescentou. Num artigo sobre a sua tecnologia, a Pacific Standard escreveu que “desde Robert Oppenheimer que um cientista nunca trabalhou tanto contra a proliferação da sua própria criação”.

Apesar de reconhecer a responsabilidade que detém na sua posição, é com agrado que exerce a sua profissão.

“Eu não trocaria o meu emprego pelo mundo”, disse inicialmente antes de se corrigir: “Quer dizer, eu trocaria. Eu definitivamente trocaria o meu trabalho pelo mundo. Eu trocaria a minha vida pelo mundo“, atirou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"O mundo está no momento mais perigoso da história humana", diz Noam Chomsky

O professor norte-americano Noam Chomsky, conhecido como o pai da linguística moderna, advertiu que o mundo está no momento mais perigoso da história da humanidade devido à crise climática, à ameaça de guerra nuclear e …

Portugal com 849 novas infecções por covid-19. Há 20.722 casos activos

Portugal registou 849 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo-se a tendência de subida verificada nos dias anteriores. Mas o número de pacientes recuperados também não era tão alto desde Julho. O boletim da …

A Grândola Vila Morena abafou "a maior marcha alguma vez vista" do Chega

Com a Praça do Giraldo, em Évora, dividida por barreiras anti-motim, os participantes da concentração "Pela Liberdade" receberam os apoiantes do Chega de André Ventura ao som de "Grândola Vila Morena" e empunhando cravos vermelhos …

Pandemia assola Irão. EUA com mais 888 mortos. 19 países europeus bateram recorde de casos

Naquele que é o número mais elevado de casos diários desde abril, a Alemanha registou 2.297 novos contágios, 19 países europeus já ultrapassaram o recorde de casos do pico da pandemia. O Irão ultrapassou as …

Rangel "é um turista do carago". SMS atestam que Vieira usou Benfica em "benefício pessoal"

Luís Filipe Vieira é um dos acusados da Operação Lex, com o Ministério Público (MP) a alegar que o presidente do Benfica utilizou o clube em "benefício pessoal" para obter uma cunha do juiz Rui Rangel. O …

Farmácias em risco de não ter vacinas da gripe para tantos pedidos

As farmácias privadas receiam não ter doses suficientes de vacina contra a gripe para dar resposta a todos os pedidos. As encomendas da vacina já sãocinco vezes mais do que as registadas em 2019. A preocupação …

É responsabilidade a mais. Médicos não querem integrar Brigadas Rápidas dos lares

Está a ser difícil contratar médicos para as Brigadas de Intervenção Rápida dos lares que foram anunciadas pelo Governo. Mesmo a receberem acima da tabela de pagamentos, os médicos receiam a falta de condições e …

Restrições a turistas suavizadas. Finlândia tenta salvar a Lapónia (e a época de inverno)

A Finlândia, que vê o turismo estrangeiro em perigo na Lapónia, permite a partir de hoje a entrada de turistas de cerca de vinte países sem terem de fazer quarentena. As medidas surgem numa altura em …

"Foi uma vergonha". PS em choque com saída de Jamila e com o poder de Temido

A saída de Jamila Madeira do cargo de secretária de Estado Adjunta e da Saúde, a pedido da ministra Marta Temido, deixou alguns socialistas "arrepiados" e há um desconforto interno com a situação. É mais …

Mãe de bebé deixado no Cacém entregou-se no hospital e foi constituída arguida

A mãe do bebé deixado na terça-feira junto ao Centro Social Baptista, no Cacém, Sintra, entregou-se hoje no Hospital Amadora-Sintra e, depois de ter sido transportada para a esquadra, foi constituída arguida, disse à Lusa …