“Duplicidade” de posições de Costa e Centeno sobre resposta da UE fragiliza Portugal

Luís Forra / Lusa

O Conselho Europeu reúne-se quinta-feira e “ainda não sabemos o que fará o Governo português”. A líder bloquista, Catarina Martins, critica o que diz ser uma diferença de posições entre António Costa e Mário Centeno.

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, criticou as posições diferentes sobre a resposta europeia à crise do primeiro-ministro, António Costa, e do ministro das Finanças, Mário Centeno, enquanto presidente do Eurogrupo, considerando que esta duplicidade fragiliza Portugal.

O “País Ligado” de hoje – um vídeo diário da líder bloquista divulgado pelo partido sobre a pandemia – é dedicado às “decisões essenciais” para o futuro de Portugal e dos vários países que vão ser tomadas no Conselho Europeu de quinta-feira, no qual vai ser decidido “se há ou não uma resposta europeia à crise”.

“Ainda não sabemos o que fará o Governo português. António Costa tem dito que não quer mais austeridade e quer uma resposta solidária, mas Mário Centeno, enquanto presidente do Eurogrupo, tem sustentado as posições alemãs. Esta duplicidade fragiliza Portugal e fragiliza a possibilidade de uma resposta europeia”, critica.

Apesar da pouca expectativa que os bloquistas têm sobre o que fará a União Europeia, Catarina Martins antecipa que “até os europeístas mais convictos se vão perguntar para que serve uma União Europeia se não serve sequer para responder a esta crise”.

O BE já propôs ao Governo português, com o objetivo que fosse discutido neste Conselho Europeu, a criação de um fundo europeu de recuperação económica “concretizável sem austeridade” que poderia financiar Portugal até 30 mil milhões de euros, anunciou na semana passada a eurodeputada bloquista Marisa Matias.

“E hoje mesmo, o Governo espanhol apresenta a proposta de um fundo de recuperação, dentro destas linhas também, com um bilião e meio de euros para recuperar os vários países da União Europeia”, refere a coordenadora do BE.

Este fundo de recuperação, na perspetiva dos bloquistas, é a proposta “mais ambiciosa e que tem mais capacidade estrutural”. “O fundo de recuperação surgiu numa reunião do Eurogrupo, mas por enquanto não passa de um slogan. A ideia é transformá-lo num verdadeiro instrumento para financiar a recuperação económica dos vários países.”

A possibilidade do Conselho Europeu adiar uma decisão neste momento, “face à situação sanitária, económica e social de tantos países da União Europeia”, é, para a deputada do BE, “já uma decisão” e “comporta riscos graves”.

“Há quem tenha vindo a avisar que se não há resposta europeia, em pouco tempo teremos ditaduras na Polónia, na Hungria, fascistas no governo italiano ou espanhol”, alerta.

Um outro cenário é “haver uma resposta europeia, mas semelhante àquela que existiu para a crise financeira 2007/2008″, aponta Catarina Martins.

“Os países endividam-se junto do mecanismo europeu de estabilidade e daqui a um ano ou dois, como os tratados continuam em vigor, serão forçados a medidas de austeridade com o pretexto da consolidação orçamental. Portugal, infelizmente, conhece bem demais esta receita e sabemos que só acrescenta crise à crise”, alerta.

O próximo encontro entre os chefes de Estado e Governo da União Europeia está agendado para a próxima quinta-feira.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mistério continua por resolver: um mês após o início do surto de legionella, ainda não há respostas

Há cerca de um mês que o mistério da origem da legionela continua por resolver. A doença continua a fazer mortos na região norte, mas de acordo com o Jornal de Notícias, não tem sido …

Relações "complicadas". Rússia admite abandonar projetos de cooperação com a UE

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov, que se encontrará mais tarde com o Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, comentou que as relações atuais entre Moscovo e Bruxelas são "complicadas". O Governo russo está a ponderar …

Benfica tem novo central. Luís Filipe Vieira fecha contratação de Lucas Veríssimo

O Benfica deverá pagar 1,3 milhões de euros em mão e outros 5,2 milhões em quatro prestações. Lucas Veríssimo chega do Santos para a posição de defesa central. À semelhança daquilo que fez com Jorge Jesus, …

Apoio à retoma pode prolongar-se pelo menos até setembro de 2021

O mecanismo de apoio à retoma progressiva nas empresas em crise poderá prolongar-se até, pelo menos, setembro do próximo ano, avisou o ministro de Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira. O mecanismo sucedâneo do layoff …

Vinícius bisou e assistiu para o Tottenham. Para Mourinho, só há uma coisa a melhorar

O Tottenham de José Mourinho venceu esta quinta-feira o Ludogorets no jogo da 4.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa. O ex-Benfica Carlos Vinícius, que não tem sido opção para o campeonato inglês, …

Portugal já terá atingido o pico. Foi na terceira semana de novembro, segundo os peritos do Governo

Portugal já terá atingido o pico de novos casos da segunda vaga de covid-19, de acordo com os cálculos dos peritos consultados pelo Governo. Em declarações ao jornal Observador, engenheiro Carlos Antunes, da Faculdade de …

Benfica colheu um ponto na Escócia. O Rangers "não é uma equipazinha", diz Jesus

O Benfica empatou a dois golos em casa do Rangers, na quarta jornada do Grupo D da Liga Europa, e ficou a uma vitória de seguir para os 16 avos de final. Arfield (7 minutos) e …

Reformas antecipadas sofrem corte de 15,5% em 2021

O valor das pensões antecipadas pedidas no próximo ano terá um corte superior ao que está a ser aplicado em 2020: 15,5%. Os trabalhadores que se reformem antecipadamente em 2021 terão uma penalização de 15,5% na …

Templo de Esna foi restaurado ao fim de 2000 anos (e surpreendeu com misteriosos segredos egípcios)

Descoberto há cerca de 200 anos, o antigo templo egípcio de Esna guardava segredos há mais de 2000 anos. Agora esses segredos foram revelados graças a um projeto de restauração iniciado em 2018, onde foram …

Trabalhadores essenciais vão ter folgas e mais 50% de salário se trabalharem nas vésperas de feriado

Os trabalhadores essenciais da Função Pública que tiverem de trabalhar nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro vão ter direito a uma ou duas folgas e vão receber um aumento de 50% do …