Duas horas por semana ao ar livre podem melhorar a sua saúde e bem-estar

Não é novidade que passar tempo em espaços verdes é benéfico para a saúde, mas não se sabia até agora quanto tempo era necessário para que estes efeitos se fizessem sentir.

De acordo com um estudo recente, publicado na Scientific Reports e feito com base nas respostas de 19.806 pessoas de Inglaterra, o ideal é 120 minutos ou mais. No entanto, estes minutos não precisam de ser passados numa única visita, podem ser acumulados durante toda a semana.

“Esperamos que duas horas por semana seja uma meta realista para muita gente, sobretudo tendo em conta que pode ser repartida pela semana para conseguir os benefícios”, admite o autor e coordenador do artigo científico, Mathew White, citado num comunicado da Universidade de Exeter, no Reino Unido.

Ao Público, o investigador disse que não é necessário ir para a beira-mar ou para zonas selvagens tirar partido destes benefícios, apesar de, em estudos anteriores, os cientistas terem encontrado uma “ligeira vantagem” nas regiões montanhosas e nas regiões costeiras.

Ainda assim, jardins (mesmo em cidades), florestas, lagos ou praias não devem ser descartados. “A maior parte destas visitas à natureza analisadas no estudo aconteceu a uns três quilómetros de casa. Portanto, até visitar espaços verdes urbanos parece ser uma coisa boa”, explica o investigador.

Segundo o artigo científico, o bem associado à exposição direta ao ar livre parece ser transversal a todos: tanto em homens como mulheres, em crianças como adultos e idosos, e em pessoas saudáveis ou com problemas de saúde. “O que mais nos surpreendeu foi que isto era assim para todos os grupos de pessoas da sociedade”, afirma.

“A probabilidade de se sentir com boa saúde e com um bem-estar acrescido torna-se significativamente maior quando se está em contacto com a natureza durante 120 ou mais minutos”, escreveram os autores.

Esta sensação de bem-estar atinge o seu auge quando se passam entre 200 a 300 minutos por semana (três horas e meia a cinco horas) ao ar livre. Depois disso, é irrelevante quanto mais tempo se passa, não há benefícios acrescidos, escreve o jornal.

Por sua vez, passar 60 ou 90 minutos na natureza não traz tantas vantagens.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas conseguiram manter tecido cerebral de cobaias vivo durante semanas

Cientistas japoneses conseguiram manter partes de tecido cerebral de cobaias vivas e viáveis durante 25 dias, isoladas numa cultura, graças a um novo método. De acordo com o Science Alert, a chave para o sucesso foi …

Arqueólogos descobrem 25 sítios que comprovam presença militar romana no Norte e na Galiza

Investigadores portugueses e galegos descobriram 25 novos sítios no Norte de Portugal e na Galiza que “comprovam arqueologicamente” a presença militar romana nos dois territórios, correspondendo a maioria dos locais a “acampamentos militares”, revelou hoje …

EUA poderão manter alguns efetivos na Síria para proteger poços de petróleo

Os EUA planeiam deixar alguns efetivos no nordeste da Síria para proteger instalações petrolíferas e garantir o combate contra um possível ressurgimento do grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse hoje o secretário de Defesa dos …

Polícias realizam manifestação conjunta em Lisboa a 21 de novembro

Elementos da PSP e da GNR realizam a 21 de novembro, em Lisboa, uma manifestação conjunta para exigirem ao novo Governo "a resolução rápida" dos problemas que ficaram por resolver na anterior legislatura. Com o lema …

Sérvia punida por racismo no jogo com Portugal

A UEFA condenou nesta segunda-feira a Sérvia a disputar o próximo jogo da fase de qualificação para o Euro 2020 à porta fechada, por manifestações racistas na partida com Portugal, disputada em Belgrado, que terminou …

Juve Leo lança críticas à direção: Um clube sem rumo e que precisa de bodes expiatórios

Depois de o Sporting rescindir os protocolos com a Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI devido à "escalada de violência" recente, a Juve Leo reagiu em comunicado com duras críticas à direção de …

Um terço dos fogos deste ano tiveram como causa queima e queimadas

Um terço dos incêndios florestais registados este ano e investigados tiveram como causa queimadas e queimas, revela o último relatório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). O relatório provisório de incêndios rurais, …

De Nova Iorque a Sydney em 19 horas. Avião da Qantas bate recorde

O primeiro voo comercial direto entre as cidades de Nova Iorque e Sydney, com mais de 19 horas, terminou, este domingo, na cidade australiana. O teste realizado pela companhia aérea Qantas faz parte do Project Sunrise, …

Marcelo ficou "muito impressionado" pela destruição do furacão Lorenzo nos Açores

O Presidente da República visitou, este domingo, o porto das Lajes das Flores, que ficou destruído após a passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, mostrando-se "muito impressionado" pela destruição "massiva". "Muito impressionado com aquilo que foi …

Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da formação espalhados pela Europa

O Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da sua formação a atuarem nas ligas europeias e o emblema português mais representado nas 'big 5', segundo o observatório de futebol do Centro Internacional de …