Depois dos navios, os aviões. Itália impede aeronaves de ONG de descolarem para operação de salvamento

Há aviões parados há mais de um mês em Itália. O “Moonbird” e o “Colibri” foram proibidos pela autoridade de aviação civil italiana de levantar voo, porque as aeronaves só podem “ser usadas para fins recreativos e não para atividades profissionais”.

Com “atividades profissionais”, a autoridade de aviação civil refere-se a operações de salvamento e resgate no centro do Mediterrâneo, pois os dois aviões pertencem a organizações não governamentais (ONG): à Sea-Watch (Alemanha) e à Pilotes Volontaires (França).

De acordo com o jornal britânico The Guardian, ambos têm licença para missões naquela zona do sul da Europa reconhecida há mais de dois anos. No entanto, esta não é primeira vez que têm problemas – tal como já acontece com os navios que patrulham o centro do Mediterrâneo no mar.

No ano passado, por exemplo, o Moonbird ficou bloqueado em Malta, impedido de sobrevoar o espaço aéreo maltês. Esteve parado durante mais de três meses. As dificuldades em descolar só têm aumentado desde que, após o final de 2017, Itália e Malta desencadearam uma série de investigações às várias organizações não governamentais que levam a cabo as missões de salvamento e resgate.

O impedimento de voar do Moonbird e do Colibri aconteceu numa altura em que o Governo de Itália intensificou as políticas anti-imigração. No entanto, estes dias têm sido de alguma incógnita com o país a atravessar uma crise política, após o afastamento de Salvini do Governo e com o Partido Democrático a coligar-se com o Movimento 5 Estrelas, embora com críticas àquelas que têm sido as opções do agora ex-ministro do Interior italiano.

As proibições de desembarque de navios de resgate operados por ONG são mais frequentes. Na semana passada, o Open Arms, com mais de cem pessoas a bordo, só conseguiu porto seguro depois de 20 dias de espera. Também o Ocean Viking aguardou 14 dias.

A espera tornou-se comum no último ano com Itália e Malta a negarem receber os navios. As soluções encontradas têm passado pelo desembarque nos portos malteses, mas com um acordo previamente estipulado de que as pessoas resgatadas sejam distribuídas por vários Estados-membros que se voluntariam para as acolher. Portugal tem participado em quase todos estes acordos.

Esta terça-feira, as Nações Unidas denunciaram o naufrágio de uma embarcação ao largo da costa da Líbia. Quase uma centena de pessoas estavam a bordo com o objetivo de chegar à Europa. Estima-se que 40 pessoas tenham morrido, pois apenas 60 foram resgatadas. Na semana passada, outras cem pessoas morreram na travessia e, há um mês, um barco com 250 pessoas naufragou.

O Mar Mediterrâneo é uma das rotas migratórias mais mortais. De acordo com o Missing Migrants Project, um portal de dados coordenados pela Organização Internacional de Migração, em 2019 já morreram 594 pessoas. Julho foi, até agora, o pior mês.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Cientistas criam massa que muda de formato assim que entra em contacto com a água

Da penne à fusilli: as pessoas adoram massas pelos seus formatos. Agora, uma equipa de cientistas liderada pelo Morphing Matter Lab da Carnegie Mellon University está a desenvolver massas planas que se transformam em formas …

Australiana fez uma cirurgia para remover as amígdalas (e acordou com um sotaque irlandês)

No dia 19 de abril, Angie Mcyen foi submetida a uma cirurgia para remover as amígdalas, um procedimento bastante simples que demorou apenas meia hora. Uns dias depois, acordou e apercebeu-se de que tinha um …

“Foi o crime do século“. Museu Britânico mostra o impacto do assassinato de Thomas Becket na Europa

Thomas Becket foi abatido dentro da Catedral de Cantuária por cavaleiros da comitiva do rei Henrique II. O assassinato, em 1170, causou ondas de choque em toda a Inglaterra. Agora, o religioso será recordado através …

Na Índia, ser-se rico ou pobre pode fazer a diferença no acesso à vacina

A Índia enfrenta uma grave escassez de vacinas contra a covid-19. Até ao momento, só 2,5% da população recebeu ambas as doses, enquanto 10% recebeu uma. Na Índia, as pessoas que vivem em cidades com fácil …

Ilha italiana torna-se "covid-free" e mostra-se pronta para receber turistas de todo o mundo

Numa altura em que vários países da Europa já começam a planear a abertura ao turismo de forma intensiva, há regiões que mostram já estar um passo à frente. É o caso da ilha de …

Política chinesa torna uigures reféns nas suas próprias casas

A China introduziu, em 2016, uma política de parentesco para promover a harmonia nacional e a unidade étnica, levando a que desde então mais de 1,1 milhões de funcionários do Estado ocupassem periodicamente as casas …

O palco de um dos maiores contos britânicos de sempre vai transformar-se num hostel

A Irlanda aprovou uma proposta para converter num hostel um dos pontos de referência de James Joyce mais icónicos de Dublin. O irlandês James Joyce é um dos maiores escritores da literatura britânica, sendo autor de …

Liz Cheney é a cara da oposição ao "trumpismo" no Partido Republicano

Esta quarta-feira, e depois de ter criticado o antigo Presidente dos Estados Unidos, a congressista Liz Cheney foi afastada de um cargo de liderança no Partido Republicano. Na noite desta terça-feira, e pouco antes de …

SC Braga punido com dois jogos à porta fechada por falta de habilitações de Custódio

O Sporting de Braga foi punido com dois jogos de interdição do seu estádio, após queixa da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF), devido à falta de habilitações de Custódio, anunciou o Conselho de …

Marinha dos EUA faz apreensão de armas ilícitas no Mar da Arábia

A Marinha dos Estados Unidos apreendeu um carregamento ilícito de armas no Mar da Arábia, anunciou a Quinta Frota da Marinha americana. A apreensão do arsenal foi feita pelo navio USS Monterey na passada quinta-feira, dia …