Donativos “escondidos” em Pedrógão são “mentiras orquestradas”

Rui Miguel Pedrosa / Lusa

O presidente da Câmara Municipal de Pedrogão Grande, Valdemar Alves

O presidente da Câmara de Pedrogão Grande reagiu à reportagem da TVI, que dava conta de donativos “escondidos” em armazéns na câmara que seriam desviados para familiares ou amigos dos autarcas. Valdemar Alves repudia aquilo que diz serem “mentiras, difamações e calúnias”.

“São mentiras preparadas e orquestradas”, acusa Valdemar Alves, assegurando que, “em nenhuma circunstância, qualquer bem foi entregue indevidamente a quem quer que fosse”, assim como “nunca qualquer bem foi desviado ou extorquido, e muito menos escondido, nem negado a quem dele necessitasse”, assegura o autarca em comunicado citado pelo Notícias ao Minuto.

O governante explica que os bens filmados na reportagem são de Instituições que estão a reconstruir habitações em Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos e que ao seu município “foi unicamente solicitado que armazenasse os bens, até que as Instituições decidam aplicá-los nas habitações por si reconstruídas”.

Com a divulgação do local onde estão esses bens, “fica irremediavelmente comprometida a segurança” dos mesmos, vendo-se o município “obrigado a solicitar junto dos legítimos proprietários dos bens (das Instituições) outro local para a guarda dos mesmos, já que foi denunciada publicamente a sua exata localização, razão pela qual se encontra a máquina pesada como bloqueio à porta de entrada, afim de prevenir qualquer furto”.

Os bens em causa, acrescenta, “têm a sua gestão e entrega a cargo de Instituições e não da Câmara Municipal, que somente forneceu espaço de armazenamento conforme lhe foi solicitado, razão pela qual a vice-presidente refere, e bem, que não temos nenhum eletrodoméstico”.

Não foram detetadas “irregularidades”

Em declarações ao jornal Público, o Fundo Revita e a Cruz Vermelha garantem que têm os bens em causa estão “inventariados”, sendo “geridos e corretamente entregues, não sendo conhecida qualquer irregularidade”.

Ao diário, um responsável da Cruz Vermelha (responsável pela gestão do apetrechamento das casas em reconstrução pelo Fundo Revita – criado pelo Estado para gerir a reconstrução de casas por várias instituições de solidariedade) confirmou que a autarquia tem bens guardados, mas diz desconhecer qualquer irregularidade.

A Cruz Vermelha diz que tem os bens inventariados “dos que foram entregues para armazenamento e dos que foram entregues às famílias”. Em igual sentido, fonte do Fundo Revita ouvida pelo matutino confirma também que os bens doados às instituições que fazem parte do fundo estão “devidamente inventariados”.

Na prática, escreve o Público, os bens que foram doados às diferentes instituições são guardados em armazéns antes de serem distribuídos pelas casas à medida que vão ficando finalizadas.”A Cruz Vermelha Portuguesa identifica a necessidade, propõe a doação à Comissão Técnica do Fundo Revita e, após aprovação por parte da Comissão Técnica, indica à câmara onde as entregas devem ser feitas”, explica o responsável do fundo Revita.

“O processo está a decorrer com normalidade assegurando a Cruz Vermelha Portuguesa o cumprimento das regras estabelecidas. Todos os bens sob gestão do Fundo Revita estão inventariados, geridos e corretamente entregues, não sendo conhecida qualquer irregularidade”, responde fonte oficial do Revita.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

    • ÍA para a prisão depois logo se investigava, é uma pouca vergonha, como têm depois a coragem de nos pedir para doar algo, quando estes corruptos/ladrões fazem tudo e mais alguma coisa e não lhes acontece nada. fica completamente impunes. TENHAM VERGONHA

  1. Boa noite é uma pena o que se passa em Portugal desde os deputados aos ministros e a certas instituições que em vez de fazerem Portugal andar para a frente só olham para os seus interesses e desviarem o mais que poderem para os seus bolsos quando se falou que foram feitas obras em casas de certas pessoas de Pedrógão que nem lá vivem era logo de se por esse senhor da autarquia no olho da rua tenho pena de ser um Português que nada pode fazer para combater essa podridão que se vive em Portugal depois do 25 de abril de 1974 tinha eu 10 Anos e podia viver muito melhor do que se vive agora não havia problemas em as crianças brincarem na rua o respeito aos Pais e às autoridades PSP GNR era tão bonito hoje não se tem palavras para a pouca vergonha que se vive em Portugal.”

  2. quem e este senhor que se diz presidente da camara que não responde as duvidas de todos os portugueses ocultando tudo o que se passa nestes armazéns .o abuso de confianca e crime .este senhor e a sua matilha ja deviam ter sido investigados e talvez ja presos , pois este poder que lhe foi atribuido dito presidente da Câmara ja foi corruido pela inpunidade que se vive na nação portuguesa prisao ja ,estamos a espera do quê .com isto se diz Portugal esta a saque.

  3. Mas alguém acredita que um presidente de câmara vai comprometer a sua carreira (e vida) por causa de uns electrodomésticos? Vai por tudo à venda no olx? E ninguém nunca ia perguntar pelos bens?
    Tomem mas é atenção ao que a TVI anda a fazer neste pais, por vezes aos interesses dos espanhóis, outras com cáras de “testemunhas” tapadas ou câmaras escondidas dentro de casas de pessoas.

    • Não que a TVI e a Ana Leal sejam de fiar (e muito menos os espanhóis da Prisa), mas parece-me bastante claro que este executivo da Camara de Pedrógão são um bando de mafiosos sem o minimo respeito por nada nem por ninguém!…

    • Olha… e se fosses massajar a quinta pata do cavalo?!!
      És palerma ou pensas que todos somos palermas? O caso de Pedrógão é apenas mais um exemplo da vergonha que reina nas nossas autarquias. Concursos de admissão de pessoal todos preenchidos previamente com familiares, amigos, etc. Contratos públicos sem qualquer tipo de pudor. Investem-se balúrdios em obras de cosmética quando o essencial ainda está por fazer. Uma verdadeira vergonha. Os nossos autarcas são em regra uns palermas. Essa é que é a verdade! Felizmente há uma ou outra exceção. Mas são muito poucas.

      • E assim se prova que palerma és tu, mais o cavalo do teu pai. A ana leal sai de casa de manhã na quinta patino em cascais, diz adeus ao vizinho joão rendeiro, no café, torna à cavaqueira com os outros vizinhos banqueiros em cascais, que já prejudicaram os contribuintes portugueses em 20.000.000.000 euros, e chega ao local de trabalho na TVI cheia de genica para denunciar as justiças aqui do burgo e começa logo por atacar o escândalo de uns frigoríficos e micro-ondas em Pedrógão. E assim se dá música aos palermas.

        • Recordam a reportagem da grávida que viveu tido o inverno numa rulote em Seia, pois a casa tinha ardido. Tudo denunciado pela Ana Leal. Pois fiquem sabendo que a única verdade era a Gina estar grávida. O rapaz que passava por marido é o irmão Gabriel. A Gina na altura dos incêndios não estava em Portugal é só veio em Julho para Portugal para ter i bebe.
          Estas são as histórias que a Ana Leal monta.
          Quanto à Pedrógao deixem as autoridades investigar. Tenho muita pena de quem precisa de ajuda e que já sofreu muito. Respeitemos a dor destas pessoas

  4. Há aqui vários comentários com várias justificações. De qualquer modo todos nós somos muito influenciados pela Comunicação Social, todvia as fotografias foram mostradas no caso dos donativos de Pedrógão. Por todos os pormenores tudo leva a crer que o caso é verdadeiro e o aspecto em que uma grande parte dos donativos se encontram armazenados é mesmo deplorável. O certo é que as pessoas necessitadas continuam por não receberem nada. A solução é o Ministério Público ser mais célere, mostrar mais vontade de intervenção e esclarecer a situação de uma vez por todas, mas com rigor e mão pesada através dos Tribunais para que situações irregulares deste género, muito provavelmente de corrupção, não se tornem a repetir. Cabe aos Tribunais e não a nós, aqui através de comentários, dar uma solução definitiva a esta situação.

RESPONDER

Alphabet diz adeus ao Loon, projeto que queria espalhar Internet através de balões

O projeto da Alphabet que tinha como objetivo levar Internet às partes mais remotas do mundo "perdeu o fôlego" e os seus responsáveis decidiram pôr-lhe um ponto final. Num comunicado divulgado na última sexta-feira, Alastair Westgarth, …

Estudo identifica cidades europeias com maior mortalidade devido à poluição do ar

Madrid, Antuérpia e Torino (em Espanha, Bélgica e Itália, respetivamente) lideram o ranking de mortes associadas à poluição por dióxido de azoto (NO2). Já a maior mortalidade atribuível a partículas finas é encontrada em cidades …

Fim do Flash Player colapsou sistema de estação ferroviária chinesa

O sistema ferroviário na cidade de Dalian, no nordeste da China, ficou paralisado por causa da desativação do programa Flash Player da Adobe. A Adobe encerrou o suporte técnico do seu player de multimédia Flash Player …

Eis o que o mundo pode aprender com o confinamento da China

O confinamento na China tem apresentado resultados excecionais no controlo da pandemia, à custa da perda de liberdade das pessoas. Ainda assim, há muito que se pode aprender com o exemplo chinês. Colocar o autoritarismo contra …

Descoberto fármaco "100 vezes mais potente" contra a covid-19 (e "nasceu" das seringas-do-mar)

Uma equipa internacional de investigadores descobriu um medicamento antiviral que é "100 vezes mais potente" do que o remdesivir no tratamento da covid-19. Trata-se de um fármaco usado para tratar um cancro sanguíneo, que só foi …

Covid-19. Fortuna das dez pessoas mais ricas pagaria vacina para toda a população mundial

A riqueza combinada dos dez homens mais ricos do mundo subiu em cerca de 540 mil milhões de dólares (445 mil milhões de euros) durante a pandemia, de acordo com um relatório da organização internacional …

Farmacêuticas pouco preparadas para próxima pandemia, alerta relatório

As maiores empresas farmacêuticas do mundo estão pouco preparadas para a próxima pandemia, apesar da crescente resposta à covid-19, alertou um relatório da Access to Medicine Foundation, divulgado esta terça-feira. Neste relatório, Jayasree K Iyer, diretora executiva …

Um em cada três infetados com covid-19 é assintomático

Investigadores sugerem, com base numa revisão de 61 estudos, que uma em cada três pessoas infetadas com o novo coronavírus é assintomática. Uma em cada três pessoas infetadas com covid-19 não sabe que tem o novo …

"Vizinho Amigo tem muitos voluntários, fiquem em casa e peçam ajuda"

Martim Ferreira conta como surgiu, como está e como acha que estará o Vizinho Amigo - um projeto que reúne milhares de voluntários em Portugal, que ajudam pessoas de grupos de risco desde que o …

El Dorado português está para durar. Nem pandemia, nem taxa de 10% afastam reformados estrangeiros

Apesar da pandemia e de uma nova taxa fiscal de 10%, Portugal continua a ser um destino desejado por reformados estrangeiros, nomeadamente pelos franceses que estão de olho na descida nos preços das casas e …