Centenas de donativos para as vítimas de Pedrógão “escondidos” em armazéns da câmara

António José / Lusa

O presidente da Câmara Municipal de Pedrogão Grande, Valdemar Alves

Centenas de donativos enviados pelos portugueses paras as vítimas do incêndio de Pedrogão Grande, que deflagrou a 17 de junho de 2017 fazendo 66 mortos e mais de 200 feridos, estão “escondidos” em armazéns da autarquia, revela uma reportagem da TVI esta quinta-feira transmitida. 

Segundo relata a TVI, em causa estão centenas de frigoríficos, máquinas de lavar, micro-ondas, mobílias inteiras e até colchões, alguns destes objetos estão ainda embalados com os plásticos de origem e não chegaram nunca às vítimas.

A emissora afirma “que muitos desses donativos estão a ser desviados para amigos e familiares dos autarcas“, dando conta que o Ministério Público está a analisar o caso.

“Eles é que movimentam isto, é que fazem o que querem. Isto é tudo deles. É o quero, posso e mando”, afirma Manuel Antunes, antigo funcionário da autarquia na peça.

Fernanda Alves, uma das vítimas atingidas pelo incêndio, confirma que entre os donativos “havia circo-ondas, frigoríficos, montes de coisas”. “Gostava de lhe fazer uma pergunta: para onde é que foram essas coisas?”, indaga.

Ao que a emissora apurou, os donativos em causa estão guardados em dois armazéns da autarquia, que se encontram “vedados” e “permanentemente trancados“, sendo estes espaços apenas acedidos por funcionários da Câmara de Pedrógão Grande.

“Pavilhões cheios. Tanta coisa que veio. Não era preciso ir lá dentro. Via-se que estavam cheios de coisas pelas janelas. Não sei para onde é que isso [os donativos] foi”, confirmou Mário Alves, vítima do incêndio, em declarações à TVI.

A investigação, que é apresentada pelo jornalista André Carvalho Ramos, foi até ao local onde os donativos estão armazenados, captando imagens que mostram vários objetos empilhados e ainda embalados. As mesmas imagens mostram que as janelas de um dos armazéns foram tapadas com tijolos. A porta das traseiras do espaço, que é o único acesso ao interior, foi também bloqueada com uma retro-escavadora da autarquia.

De acordo com a reportagem, familiares de autarcas da Câmara de Pedrógão receberam alguns dos donativos, situação que é confirmada pelo antigo funcionário da autarquia que alega ter visto três funcionário camarários a carregar alguns destes objetos.

“Estavam a carregar um estrado de uma cama, umas mesa de cabeceira (…) os funcionários da câmara [estavam] num carro particular para levar para a casa de um funcionário (…) eram três pessoas que estavam lá que foram descarregar na freguesia de Via Facaia, na localidade dos Campelos”, afirma.

Manuel Antunes nota que esta é a freguesia onde vive a vice-presidente da Câmara, adiantando ainda que “quem carregou o material” foi o seu irmão.

Confrontada sobre se favoreceu o seu irmão, a vice-presidente da autarquia, Margarida Guedes, nada respondeu. Também o seu irmão recusou falar com a TVI.

Quanto aos donativos “escondidos”, a vice-presidente começou por dizer que a câmara “não tem qualquer eletrodoméstico”, remetendo depois declarações adicionais para  presidente da câmara, Valdemar Alves. “Isso é com o senhor presidente“, rematou.

Em igual sentido, também Valdemar Alves se remeteu ao silêncio quando confrontado pelo jornalista, que também o questionou sobre o facto de ser o seu filho, Telmo Alves, o responsável pela gestão dos donativos.

De acordo com a TVI, a Câmara de Pedrógão Grande está a ser investigada pelo Ministério Público num processo que analisa o que foi doado e a quem foram entregues os donativos.

O incêndio que deflagrou em 17 de junho de 2017, em Escalos Fundeiros, concelho de Pedrógão Grande, e que alastrou depois a concelhos vizinhos, provocou 66 mortos e 253 feridos, sete deles com gravidade, tendo destruído cerca de 500 casas, 261 das quais eram habitações permanentes, e 50 empresas.

SA, ZAP //

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

  1. Responsabilizem os responsáveis. A maior vergonha é que estamos a falar de um assunto que deveria ter sido resolvido no imediato e que pelos vistos vai levar anos. E, como já é normal, quem realmente necessita, nem uma palavra recebeu…

    • Pois é minha senhora, as máquinas fotográficas e telemóveis deste período avariaram, e estão no técnico para as recuperar e já lá vão uns largos meses, ou à espera que o dito cujo presidente dê o aval com o dinheiro que já não está na conta…
      Miserável, acéfalo, imundo…

      • JMAbreu, como “a crise ja passou…” nao tarda vira outra “parque escolar” que distribuirá telemoveis, maquinas fotograficas e muitos outros dispositivos multi media.
        Acho muito bem que desbundem a riqueza que a geringonça ja gerou!
        E o dito cujo leva-os todos ao cólinho.
        ZéPovinho, levanta a enxada e a forquilha antes que enferruge mais.

  2. Estao a espera das eleicoes para serem doados pelo partido do Presidente da Camara.

    Camada de chulos, este pais esta entregue a bicharada.

  3. É o estado… vai sempre dar ao mesmo… e nós pagamos… Estou farto destes FP (leia-se funcionários públicos ou quem quiser que entenda outra coisa…).

      • Seja Estado , Politicos ou quem quer que seja estamos feitos. São sempre os mesmos a Pagar e os mesmos a receber. Desde IPSS com Viaturas de alta gama à porta e os “coitadinhos” de saco na mão na “mamisse”. agora imaginem que estas coisas não se sabiam. A SOLIDARIEDADE dos PORTUGUESES Podia SER MUITO MAIOR. Mas temos o País que temos. Por Muito que me digam NÃO HÁ VOLTA A DAR. Metade ??? do Páis Paga e resto Agradeçe.

  4. FDP, o que é isto? batemos no fundo, já nem sequer se fala dos donativos em dinheiro, o que é surreal, mas privar quem tudo perdeu, de bens essenciais, que lhes foram doados, é uma tremenda filha da putisse.
    cadeia com esses lambões ou então revolta popular

  5. Ser ladrão já é ruim, abusar da generosidade dos portugueses é péssimo, roubar de quem precisa e pelo que passaram, é imperdoável. Estes ladrões deviam ser empalados em praça pública.

  6. A corrupção, o compadrio, os favores a familiares e a membros do partido é isso que assistimos por esse país fora. Não pensem que isso é só em Pedrogão.

  7. Este presidente da câmara já deveria estar preso. Estão à espera de quê? Parece um xé-xé, mas tem jeito para o gamanço. O povo anónimo, generosamente, a solidarizar-se com esta gente atingida pela tragédia, e um corrupto presidente de câmara a rapinar o produto dessa generosidade. O que está ajustiça à espera para o meter na grelha ?

  8. Tudo gente “ONESTA”, com “O” bem grande, até parece que político é tudo a mesma raça, do mais elevado ao mais pequeno.
    Aqui fala-se dos donativos em espécie, e o que aconteceu aos donativos em dinheiro, será que não aconteceu o mesmo, não digo guardados em armazéns mas sim escondidos até que o povo se esqueça.
    Aproveitar-se ilicitamente da boa vontade e dos donativos do povo deveria ser considerado um crime gravíssimo e a sentença seria cortar as mãos que se apropriaram do que não lhes pertencia. Haveria para aí muitos manetas.

  9. Mais uma vez a República da Korruptlândia & Cleptocracia, no seu palmarés!!!!. E não seja o povo tuga considerado dos maiores “clepto” do mundo!!!!!! Tristeza de povo… que só não roubam o Sol porque se queimam, e, fica um pouco longe….. Promessas, promessas, promessas…….

  10. Este presidente de câmara de há muito tempo que deixa muitas dúvidas sobre o seu percurso político e este é mais um caso vergonhoso e que estranhamente não parece haver colaboradores a seu lado melhor do que ele e capazes de denunciar toda esta pouca vergonha, por outro lado o desleixo de Estado e autoridades parece ir no mesmo sentido pois ninguém investiga o caminho dado aos donativos e se de facto os necessitados estão ou não a ser devidamente assistidos. O resultado que tudo isto vai dar é que no futuro e em casos semelhantes muitos de nós não participarmos em qualquer ajuda pois infelizmente chegou-se ao ponto de não podermos confiar em ninguém. Antigamente havia mais humildade e honestidade, hoje é ver quem consegue ser o maior ladrão, talvez uma qualidade da democracia ou então de quem a finge compreender.

  11. Esta criatura já ganhou o prémio de maior palerma de 2019. Muito embora tenham fortes concorrentes, como o Autarca de Elvas e o de Borba. As nossas autarquias estão entregues à bicharada.

RESPONDER

Bloco apoia travão ao desconfinamento na região de Lisboa

O Bloco de Esquerda apoiou o adiamento do levantamento de restrições impostas pela pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, destacando que é importante aumentar a vigilância nas empresas de construção e trabalho …

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …

Balneários proibidos e 3 metros de distância. As regras da DGS para a prática de exercício físico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda uma distância mínima de três metros entre pessoas que pratiquem exercício físico, no âmbito das medidas de prevenção da pandemia de covid-19. A orientação, intitulada “Procedimentos de Prevenção e Controlo …

Astronautas da NASA já se preparam para voo histórico a bordo do foguetão da Space X

Dois astronautas da NASA já estão a equipar-se para o lançamento histórico de um foguetão concebido e construído pela empresa SpaceX, de Elon Musk, apesar de as previsões meteorológicas indicarem mais tempestades. Com o voo já …

Há dez anos, Portugal adotou a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Portugal adotou há 10 anos a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo, após um debate fraturante que remeteu para mais tarde a adoção de crianças por estes casais, possível apenas desde …