Trump diz que o Irão está a brincar com fogo (e o Afeganistão parece “um laboratório para terroristas”)

Jim Lo Scalzo / EPA

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, alertou esta terça-feira que o Irão que está “a brincar com fogo” ao ultrapassar o limite de urânio enriquecido estabelecido no acordo nuclear assinado em 2015.

“Eles sabem o que estão a fazer, sabem com o que estão a brincar e creio que estão a brincar com fogo”, disse Donald Trump, em declarações à imprensa, na Casa Branca, segundo noticiou o Diário de Notícias da Madeira, citando a agência Lusa.

O Presidente norte-americano reagiu desta maneira ao anúncio da República Islâmica, que esta terça-feira, através de seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Mohamad Javad Zarif, informou que já ter ultrapassado o limite de reserva de 300 quilos de urânio enriquecido estabelecido no acordo nuclear de 2015.

Num comunicado, a Casa Branca adiantou que continuará a sua campanha de “pressão máxima” contra o Irão e reiterou que “nunca permitirá” o desenvolvimento de armas nucleares por parte dos iranianos.

“A pressão máxima sobre o regime iraniano continuará até que os seus líderes alterem o seu curso de ação. O regime deve por fim às suas ambições nucleares e ao seu comportamento perverso”, indicou a nota da Casa Branca.

A Casa Branca disse ainda que foi “um erro do acordo nuclear permitir ao Irão enriquecer urânio a qualquer nível” e observou que “há pouca dúvida de que, mesmo antes da existência do pacto, o Irão já estava a violar seus termos”.

Por outro lado, informou numa outra declaração que Donald Trump e o Presidente francês, Emmanuel Macron, conversaram esta terça-feira “sobre a decisão do regime iraniano de aumentar os níveis de urânio”, além do acordado no pacto nuclear de 2015, do qual Washington se retirou há mais de um ano.

rouhani.ir

O presidente do Irão, Hassan Rohani (Rouhani)

Teerão cumpriu assim a sua ameaça de começar a transgredir gradualmente os compromissos que assumiu ao assinar o acordo em 2015 com a Alemanha, o Reino Unido, a França, a China, a Rússia e os EUA.

Este acordo limitava a capacidade e o tamanho do programa atómico iraniano para assegurar que o Irão não pudesse desenvolver armas nucleares a curto prazo. Em troca, os iranianos tiveram um alívio das sanções internacionais que afetaram a sua economia.

“Afeganistão parece ser um laboratório para terroristas”

Numa entrevista à estação televisiva Fox News, o Presidente norte-americano defendeu também uma “forte presença” dos serviços secretos no Afeganistão, após a retirada das tropas norte-americanas do país, que descreveu como um “laboratório para terroristas”, noticiou a SIC Notícias, citando a agência Lusa.

Na entrevista, transmitida na segunda-feira, reiterou a intenção de acabar com a presença militar dos EUA no país, o que vai exigir, em contrapartida, um reforço da presença dos serviços secretos norte-americanos.

“Gostava de poder abandonar o Afeganistão (…) O problema é que parece ser um laboratório para terroristas. Chamo-lhe ‘Harvard’ [universidade privada norte-americana] para terroristas”, declarou Donald Trump.

A entrevista foi transmitida depois de responsáveis alemães terem anunciado que dirigentes afegãos vão encontrar-se, no domingo, no Qatar, com representantes dos talibãs para tentar, mais uma vez, chegar a um acordo político e acabar com a presença militar dos EUA no país.

A guerra no Afeganistão começou em 2001, na sequência dos atentados terroristas de 11 de setembro nos EUA, e causou até agora mais de 70 mil mortos, incluindo mais de dois mil soldados norte-americanos, de acordo com organizações internacionais.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Estúdios de tatuagens podem reabrir na segunda-feira

Os estúdios de tatuagens e de ‘bodypiercing’ vão poder reabrir na segunda-feira juntamente com outros serviços de atendimento ao público e comerciais, mas terão de funcionar mediante marcação prévia e cumprindo as regras sanitárias. Na resolução …

As rãs de cristal revelaram uma nova forma de camuflagem

As rãs de cristal são bem conhecidas pela sua pele transparente, mas, até agora, o motivo desta curiosa característica não tinha recebido atenção experimental. Uma equipa de cientistas da Universidade de Bristol, no Reino Unido, da …

Pescador encontra destroços de navio que terá naufragado há mais de 200 anos

Arqueólogos mexicanos localizaram os destroços de um navio na costa do estado de Quintana Roo, no México, e acreditam que o mesmo terá naufragado há mais de 200 anos. De acordo com a BBC, o naufrágio …

Bloco apoia travão ao desconfinamento na região de Lisboa

O Bloco de Esquerda apoiou o adiamento do levantamento de restrições impostas pela pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, destacando que é importante aumentar a vigilância nas empresas de construção e trabalho …

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …