Dona de animal usado na “Queima do Gato” condenada a multa de 450 euros

zweiff / Flickr

-

A dona do animal usado na “queima do gato”, em Mourão, Vila Flor, foi condenada esta quarta-feira ao pagamento de uma multa de 450 euros.

O Tribunal entendeu condenar Rosa Santos, de 64 anos, a uma pena de multa de 90 dias, a cinco euros por dia, o que perfaz 450 euros. O juiz que leu a sentença no tribunal de Vila Flor esclareceu que a multa pode ser paga ou substituída por trabalho a favor da comunidade.

Este é o primeiro caso mediático que resultou numa condenação no distrito de Bragança, depois da entrada em vigor da lei que criminaliza os maus tratos a animais de companhia.

O processo resultou das queixas de quase uma centena de particulares e associações de defesa dos animais, como a Associação Animal que se constituiu assistente.

A advogada que a representou no julgamento, Alexandra Reis Moreira, considerou a “pena adequada” e afirmou que “este processo também é histórico” por ser “a primeira vez que, em Portugal, se está a discutir a prática de maus tratos a animais inserida numa comunidade“.

A advogada sublinhou ainda que os defensores dos animais conseguiram alcançar os dois objetivos principais com este processo: submeter o caso à censura da Justiça e à censura social, e erradicar a prática”.

Nas festas de São João deste ano, em junho, a população de Mourão já não usou qualquer animal na polémica queima do “vareiro”, um tronco de árvore colocado no largo da aldeia envolto em palha, à qual é ateado fogo.

Dizem as gentes locais que é uma tradição para espantar pragas, mas ninguém conseguiu explicar ao tribunal como surge o ritual de colocar um gato num pote de barro, no topo do tronco a arder, até se partir no chão e o animal sair a correr em chamas por entre a assistência.

Este foi o cenário das festas, em junho de 2015, registado num vídeo que foi partilhado nas redes sociais e gerou a polémica.

As autoridades não conseguiram identificar mais ninguém e apenas se sentou no banco dos réus a mulher que se assumiu na Comunicação Social como dona do gato.

A sentença conhecida hoje refere que não se provou que havia uma tradição da “queima do gato”. E, ainda que houvesse “uma tradição, só pode ser respeitada se for respeitável“.

“Este ano não foi utilizado qualquer animal e não foi por isso que se deixou de cumprir os festejos. Não é preciso provocar sofrimento”, salienta a sentença.

A decisão judicial teve em conta que este facto demonstra que já houve “alguma autocorreção” por parte da população.

O Tribunal sublinhou, contudo, “a ausência de colaboração da população com a Justiça“, durante o julgamento, nomeadamente daqueles que foram testemunhar, censurando e considerando que “não é crível que as pessoas desconhecessem, num meio tão pequeno, o que se passou nas festas de São João, em junho de 2015”.

A arguida não quis falar com os jornalistas e a única que o fez foi a advogadas da Associação Animal, Alexandra Reis Moreira, que considerou “a pena adequada”.

O julgamento começou a 11 de outubro e o Ministério Público não conseguiu identificar mais nenhum participante entre a multidão que assistiu ao ritual, em 2015.

A dona do gato foi a única acusada do crime de maus tratos a animais de companhia, na forma consumada, “em coautoria com indivíduos de identidade não concretamente apurada”.

Durante o julgamento, as testemunhas, essencialmente pessoas da terra, alegaram que a tradição afinal não é a “Queima do Gato”, mas a “Queima do Vareiro”, ou seja, de um tronco (vareiro) erguido no largo da aldeia.

As festas de São João voltaram a decorrer este ano na aldeia, mas em vez do gato colocaram no pote bolas de plástico. Uma delas tinha um prémio de 50 euros que alguém encontrou.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mas então e a Comissão de festas como é que fica no meio desta selvajaria?
    Quem meteu o gato no pote e o pôs no topo do pau a arder, não foi a dona do gato, não?

RESPONDER

Em 2010, Berardo já não tinha dinheiro para pagar a dívida

Em 2010, o Banco de Portugal (BdP) não encontrou provas de que o grupo Berardo tivesse capacidade financeira para pagar a dívida à Caixa Geral de Depósitos (CGD). Em 2010, a Fundação Berardo e a Metalgest …

A polícia vai deixar de lhe pedir para soprar ao balão

A partir de 2022, a polícia vai deixar de pedir aos condutores para "soprar no balão". A União Europeia prepara-se para implementar novos sistemas de segurança obrigatórios nos novos modelos de automóveis.  Os veículos vão passar …

MH370. Investigador diz que foi usado um avião chamariz durante "desaparecimento forjado"

Andre Milne acredita que foi usada uma aeronave chamariz para enganar e causar a impressão de que os Estados Unidos foram responsáveis pelo sequestro do voo MH370 da Malaysia Airlines. O investigador voluntário Andre Milne afirma …

Grandes devedores levam Ferro Rodrigues a convocar reunião

Na próxima terça-feira, dia 28 de maio, a mesa da Assembleia da República vai ter uma reunião para discutir o acesso à lista dos grandes devedores dos bancos. O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro …

Arqueólogos descobrem o que estava no cardápio dos camponeses medievais

Há 30 anos, arqueólogos escavaram uma das primeiras aldeias medievais na Inglaterra e descobriram os restos de 73 recipientes usados na altura. Mas encontraram algo mais: os restos minúsculos da sua última refeição. Investigadores da Universidade …

Falta de pessoal cria "graves problemas" à ADSE

O Conselho Geral e de Supervisão da ADSE alerta que a falta de recursos humanos no instituto que gere o sistema de assistência na doença da função pública coloca "graves problemas de gestão". No parecer aprovado …

Marcelo aceita passagem do hospital de Braga para o SNS

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou o fim da PPP, reforçando o seu argumento sobre a nova Lei de Bases da Saúde. "A escolha política" do Governo foi "a da criação de uma Entidade Pública Empresarial". O …

A Ciência descobriu qual é a melhor altura do dia para beber café (e não é de manhã)

https://vimeo.com/338075463 Enquanto recolhemos mais grãos, produzimos mais café e patrocinamos os nossos cafés locais, podemos não estar a maximizar os benefícios de saúde e de aumento de energia da nossa caneca diária de café. De acordo com …

Estes aracnídeos vivem nos seus poros, comem a sua gordura e acasalam na sua cara enquanto dorme

Provavelmente terá neste momento alguns dezenas de aracnídeos dentro dos seus poros a alimentar-se silenciosamente dos seus óleos naturais. Mas não há nada a temer. Estes aracnídeos são conhecidos como Demodex e, de acordo com um …

Há uma nova teoria para explicar a onda de sismos silenciosos que fez a Terra tremer em 2018

Em maio de 2018, milhares de terramotos sacudiram a pequena ilha francesa de Mayotte, no arquipélago das Comoras, situado entre o continente africano e Madagáscar. A maioria foram tremores leve mas, um deles, a 15 …