Dois pugilistas perderam a vida em combate em apenas sete dias

World Series Boxing / Flickr

O pugilista russo Maxim Dadashev (dir), na foto em combate contra o cubano Yasnier Toledo

Em menos de uma semana o boxe profissional conta com duas mortes. As vítimas são os desportistas Maxim Dadashev e Hugo Alfredo “Dinamita” Santillan, que morreram terça e quinta-feira, respetivamente. Ambos faleceram de lesões consequentes de combates.

A primeira morte foi a do boxista russo Maxim Dadashev, de 28 anos. O lutador cedeu na sequência de ferimentos de um combate, na passada sexta-feira. Após a derrota, com Subriel Matias, para uma luta eliminatória do título Welterweight da Federação Internacional de Boxe (FIB), Dadashev foi colocado em coma induzido.

O combate entre Matias e Dadashev foi interrompido na 11ª ronda pelo treinador do russo, Buddy McGirt, que achava que o boxista já tinha sofrido várias lesões.

Segundo a ESPN, que transmitiu a luta na ESPN+, o boxista desmaiou e ao ser transportado na maca para o balneário começou a vomitar. No fim do combate, avança o The Guardian, Matias confessou esperar que Maxim estivesse bem. “Ele é um grande lutador e um guerreiro”, disse o pugilista.

Dadashev foi submetido a uma cirurgia de emergência, de duas horas, por sangrar no cérebro. Mais tarde, foi colocado num coma induzido para permitir que o inchaço no cerébro diminuísse. No sábado, os médicos noticiaram que o lutador tinha sofrido danos cerebrais graves e na terça-feira a sua morte foi confirmada.

Isto só nos faz perceber em que tipo de desporto nós estamos. Como é que eu poderia ter feito diferente? Ele parecia bem no treino, ele estava pronto, mas é o desporto em que estamos. Basta um murro”, relatou McGirt à ESPN.

O russo, que se iniciou no boxe aos 10 anos, era um boxeur promissor. Antes da tragédia na luta de sexta-feira tinha sido imbatível em treze combates.

Segunda morte em sete dias

Também o argentino Hugo Alfredo “Dinamita” Santillan, de 23 anos, morreu de ferimentos sofridos no ringue, na quinta-feira. O pugilista combatia com Eduardo Javier Abreu, em Buenos Aires, na noite de quarta-feira.

De acordo com relatos locais, citados pelo The Guardian, o nariz do argentino começou a sangrar na 4ª ronda, mas mesmo assim Santillan terminou a luta. No entanto, ao mesmo tempo que o resultado do combate é anunciado (um empate), o lutador desmaiou e foi transportado para o hospital.

Segundo Graciela Olocco, médica do hospital em que o boxeur deu entrada citada, Santillan teve insuficiência renal. “Tinha um inchaço no cérebro e nunca recuperou a consciência, acabando por afetar o funcionamento do resto dos órgãos”, declarou.

O pugilista foi ainda submetido a cirurgia a um coágulo no cérebro, mas morreu após uma paragem cardíaca, revelou Graciela Olocco. “Dinamita” era filho do boxer profissional Hugo Alfredo Santillan e tinha um recorde de 19 vitórias, seis derrotas e dois empates — antes de perder a sua última luta, pela vida, esta quarta-feira.

DR, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Há maneiras menos violentas de trabalhar e ganhar dinheiro!….. agora se gostam de apanhar no canastro o problema é deles. Sendo contra a violência, por mim podem matar-se a vontade !

    • Tem razão e apoio a sua opinião, mas é tudo menos “desporto” !…. é mesmo uma mer….. de exibição digna da antiguidade e dos selvagens confrontos de gladiadores !

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …