Dois pugilistas perderam a vida em combate em apenas sete dias

World Series Boxing / Flickr

O pugilista russo Maxim Dadashev (dir), na foto em combate contra o cubano Yasnier Toledo

Em menos de uma semana o boxe profissional conta com duas mortes. As vítimas são os desportistas Maxim Dadashev e Hugo Alfredo “Dinamita” Santillan, que morreram terça e quinta-feira, respetivamente. Ambos faleceram de lesões consequentes de combates.

A primeira morte foi a do boxista russo Maxim Dadashev, de 28 anos. O lutador cedeu na sequência de ferimentos de um combate, na passada sexta-feira. Após a derrota, com Subriel Matias, para uma luta eliminatória do título Welterweight da Federação Internacional de Boxe (FIB), Dadashev foi colocado em coma induzido.

O combate entre Matias e Dadashev foi interrompido na 11ª ronda pelo treinador do russo, Buddy McGirt, que achava que o boxista já tinha sofrido várias lesões.

Segundo a ESPN, que transmitiu a luta na ESPN+, o boxista desmaiou e ao ser transportado na maca para o balneário começou a vomitar. No fim do combate, avança o The Guardian, Matias confessou esperar que Maxim estivesse bem. “Ele é um grande lutador e um guerreiro”, disse o pugilista.

Dadashev foi submetido a uma cirurgia de emergência, de duas horas, por sangrar no cérebro. Mais tarde, foi colocado num coma induzido para permitir que o inchaço no cerébro diminuísse. No sábado, os médicos noticiaram que o lutador tinha sofrido danos cerebrais graves e na terça-feira a sua morte foi confirmada.

Isto só nos faz perceber em que tipo de desporto nós estamos. Como é que eu poderia ter feito diferente? Ele parecia bem no treino, ele estava pronto, mas é o desporto em que estamos. Basta um murro”, relatou McGirt à ESPN.

O russo, que se iniciou no boxe aos 10 anos, era um boxeur promissor. Antes da tragédia na luta de sexta-feira tinha sido imbatível em treze combates.

Segunda morte em sete dias

Também o argentino Hugo Alfredo “Dinamita” Santillan, de 23 anos, morreu de ferimentos sofridos no ringue, na quinta-feira. O pugilista combatia com Eduardo Javier Abreu, em Buenos Aires, na noite de quarta-feira.

De acordo com relatos locais, citados pelo The Guardian, o nariz do argentino começou a sangrar na 4ª ronda, mas mesmo assim Santillan terminou a luta. No entanto, ao mesmo tempo que o resultado do combate é anunciado (um empate), o lutador desmaiou e foi transportado para o hospital.

Segundo Graciela Olocco, médica do hospital em que o boxeur deu entrada citada, Santillan teve insuficiência renal. “Tinha um inchaço no cérebro e nunca recuperou a consciência, acabando por afetar o funcionamento do resto dos órgãos”, declarou.

O pugilista foi ainda submetido a cirurgia a um coágulo no cérebro, mas morreu após uma paragem cardíaca, revelou Graciela Olocco. “Dinamita” era filho do boxer profissional Hugo Alfredo Santillan e tinha um recorde de 19 vitórias, seis derrotas e dois empates — antes de perder a sua última luta, pela vida, esta quarta-feira.

DR, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Há maneiras menos violentas de trabalhar e ganhar dinheiro!….. agora se gostam de apanhar no canastro o problema é deles. Sendo contra a violência, por mim podem matar-se a vontade !

    • Tem razão e apoio a sua opinião, mas é tudo menos “desporto” !…. é mesmo uma mer….. de exibição digna da antiguidade e dos selvagens confrontos de gladiadores !

RESPONDER

Com 13 anos, herdeira da Coroa de Espanha discursa pela primeira vez

O rei Filipe VI transmitiu esta sexta-feira à princesa Leonor o compromisso "pessoal e institucional" que possui como herdeira da Coroa na entrega dos Prémios Princesa de Astúrias 2019, cerimónia acompanhada no exterior por uma …

"El Mencho" quer ser o próximo "El Chapo" (e está a matar polícias para o conseguir)

"El Mencho", líder de um dos cartéis mais influentes do México, foi responsável pelo massacre de 14 polícias. O barão da droga quer ser o próximo "El Chapo". No México, Nemesio Oseguera Cervantes, conhecido como "El …

Marcelo promulga regime de acolhimento residencial para crianças e jovens em perigo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta sexta-feira o diploma governamental que estabelece o regime de execução do acolhimento residencial, medida de promoção dos direitos e de proteção das crianças e jovens …

Lenny Kravitz regressa a Lisboa para um concerto em 2020

Lenny Kravitz regressa a Portugal em 2020. O músico irá atuar na Altice Arena, em Lisboa, no dia 25 de julho do próximo ano. Este concerto faz parte da digressão "Here to Love", de apoio ao …

Conspirador condenado a pagar 450.000 dólares por negar massacre de Sandy Hook

Um tribunal de Wisconsin, nos Estados Unidos, condenou um conspirador a indemnizar o pai de uma das crianças que morreu no tiroteio de Sandy Hook, em 2012, com 450.000 dólares depois de este afirmar que …

Adepto do Nápoles acusado da morte de apoiante do Inter

  O adepto do Nápoles tem antecedentes criminais e, segundo a investigação, poderá estar ligado à camorra, uma organização criminosa italiana. Um adepto radical do Nápoles foi esta sexta-feira detido sob a acusação de homicídio de um …

As temperaturas no Qatar estão tão altas que já há ar condicionado nas ruas

As temperaturas no Qatar, um dos lugares mais quentes do planeta, aumentaram tanto que as autoridades estão a instalar equipamentos de ar condicionado no exterior dos edifícios, nas ruas e nos mercados. O país, onde as …

Quadro de Nicolas de Staël vendido em Paris por valor recorde de 20 milhões de euros

Um quadro do pintor francês, de origem russa, Nicolas de Staël, foi vendido por 20 milhões de euros, um recorde para o artista, num leilão que decorreu em Paris e que foi organizado pela casa …

Duterte encoraja polícia a “matar todos” os suspeitos de tráfico de droga

O presidente das Filipinas encorajou o novo chefe da polícia da cidade de Bacolod, no centro do país, a matar todos os suspeitos de tráfico de droga. “Tens permissão para matar todos”, disse esta quinta-feira Rodrigo …

Prisão preventiva para um dos 23 arguidos da Operação Rota do Cabo

A operação Rota do Cabo, que investiga uma rede criminosa de auxílio à imigração ilegal, contava com a participação de funcionários do Fisco, da Segurança Social e do SEF. Um dos 23 arguidos da operação Rota …