Dois petroleiros atacados no golfo de Omã. EUA mostram vídeo que compromete Irão

Stringer / EPA

Um dos petroleiros em chamas no Golfo do Omã

Dois petroleiros, um norueguês e outro japonês, foram alvo de um ataque no mar de Omã, em pleno Golfo, uma região já sob tensão devido à crise entre os EUA e o Irão.

Esta quinta-feira, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, acusou o Irão de ser o “responsável” pelos ataques contra os petroleiros no mar de Omã, depois de outros incidentes com quatro navios, incluindo três petroleiros, ao largo dos Emirados Árabes Unidos.

“O Governo dos Estados Unidos considera que a República islâmica do Irão é responsável pelos ataques de hoje no mar de Omã”, disse perante os media em Washington.

Ao justificar as suas acusações, Pompeo evocou as informações recolhidas pelos serviços de informações, “as armas utilizadas”, os anteriores ataques contra os navios que Washington também atribuiu a Teerão e o facto de nenhum dos grupos aliados do Irão na região possuir os meios para atingir “um tal nível de sofisticação”.

Pompeo considerou ainda que o Irão pretende impedir a passagem de petróleo pelo estreito de Ormuz. Na perspetiva do secretário de Estado, estes atos na região “representam uma clara ameaça para a paz e a segurança internacionais, um ataque flagrante contra a liberdade de navegação e uma escalada das tensões inaceitável da parte do Irão”.

De acordo com o New York Times, as autoridades norte-americanas suspeitam de que os ataques tenham sido provocados por bombas colocadas nos cascos dos navios, tendo até divulgado um vídeo no qual se vê um alegado explosivo.

Bill Urban, porta-voz militar dos EUA, afirmou que o vídeo mostrava elementos do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica a retirar uma mina que não tinha explodido do casco do navio Kokuka Courageous, cita o jornal norte-americano.

Depois destas acusações, o Irão acusou Washington de “sabotagem diplomática”. “O facto de os EUA aproveitarem imediatamente a oportunidade para lançar alegações contra o Irão, sem provas fundamentadas ou circunstanciais, prova que Washington e os seus aliados árabes passaram para o plano B: o de sabotagem diplomática”, escreveu no Twitter o chefe da diplomacia iraniana, Mohammad Javad Zarif.

Numa nota divulgada pela manhã, Teerão já tinha rejeitado qualquer responsabilidade e alertado para o “comportamento maligno” dos EUA que tinham classificado os ataques como “mais um exemplo das atividades desestabilizadoras do Irão na região”.

“Acusar o Irão de acidentes suspeitos e infelizes envolvendo petroleiros é aparentemente a coisa mais fácil para Pompeo e para as autoridades norte-americanas”, declarou o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano, Abbas Moussavi, em comunicado.

No mesmo dia, o chefe da diplomacia iraniana considerou suspeito os ataques terem coincidido com a visita histórica do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, ao Irão.

A palavra suspeita não é suficiente para descrever” esses “ataques” contra dois petroleiros “ligados ao Japão que ocorreram enquanto o primeiro-ministro japonês se reunia” com o líder supremo iraniano em Teerão”, escreveu no Twitter.

A visita de Abe é a primeira de um chefe de Governo japonês desde a revolução islâmica de 1979 e a primeira de um líder de um país do G7 desde que o Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou o abandono dos EUA do acordo nuclear.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Se são os EUA que mostram o video, isso não compromete porra nenhuma. Já todos sabemos como há mais de um século funciona a máquina propagandística Americana, quando toca a provocar guerras.

  2. Pois! e devem ser os EUA quem está a acelerar o enriquecimento de urânio em Teerão (esta situação como foi denunciada pela ONU já deve ser válida)… Santos complexos

    • Olha outro “iluminado”!…
      A ONU denunciou o quê, oh anjinho?!
      Todos (Rússia, China, França e Reino Unido e a Alemanha), além do Trampa e amigos, confirmam que o Irão está a cumprir o acordo, portanto, até agora, o unico a “roer a corda” foi o governo dos EUA (não os americanos, já que mais se 60%, queriam continuar o arcordo)!…
      Percebido?!

RESPONDER

Bale assume que Mourinho foi uma das principais razões para voltar ao Tottenham

O internacional galês admitiu que o treinador português foi uma das principais razões que o fez voltar ao Tottenham. Em entrevista à estação televisiva britânica BT Sport, conduzida pelo antigo avançado Peter Crouch, Gareth Bale afirmou …

Portugal regista 623 novos casos e oito óbitos. Lisboa com 70% das novas infeções

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais oito mortos relacionados com o novo coronavírus (covid-19) e 623 novos casos de infeção, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). No que respeita a novos casos, deu-se um …

Paulo Cafôfo, o "guardião dos valores", é o novo líder do PS/Madeira

Paulo Cafôfo, o novo líder do PS/Madeira, assumiu-se como um "guardião dos valores de um partido que não se deixa vergar". O novo líder do PS/Madeira, Paulo Cafôfo, afirmou este domingo que vai estar "sempre contra" …

Médicos querem divulgação urgente da Estratégia Outono-Inverno (e defendem máscara na rua)

Além da divulgação urgente da Estratégia Outono-Inverno, a Ordem dos Médicos solicita uma atualização das normas e orientações técnicas da Direção-Geral da Saúde (DGS). A Ordem dos Médicos defende a divulgação urgente da Estratégia Outono-Inverno para …

Líder do CDS quer ver o partido travar "histerias de nichos à volta do radicalismo"

O líder do CDS encerrou, este domingo, a escola de quadros da Juventude Popular, que decorreu deste sexta-feira em Oliveira do Bairro, distrito de Aveiro, momento que assinalou também a rentrée política do partido. "Este novo …

Detida suspeita de enviar envelope com ricina a Trump. Tinha uma arma de fogo

  As autoridades prenderam uma mulher suspeita de ter enviado um envelope com ricina ao Presidente dos EUA, Donald Trump. Suspeita-se que o envelope foi enviado a partir do Canadá. Uma mulher foi detida este domingo, quando tentava …

Livre declara apoio oficial a Ana Gomes

O Livre anunciou, esta segunda-feira, o seu apoio oficial à candidata Ana Gomes, nas eleições Presidenciais, depois de uma consulta interna na qual a ex-eurodeputada recolheu 88,9% dos votos de membros e apoiantes. Em comunicado, o …

"Ponto crítico" no Reino Unido. Especialistas vão fazer apelo público em direto na TV

Esta segunda-feira, dois dos mais graduados conselheiros científicos do Governo britânico vão fazer um apelo aos britânicos, em direto na televisão, a alertar que o Reino Unido atingiu um "ponto crítico". Dois conselheiros científicos do Governo …

11 contabilistas investigados por suspeitas de falsificação para aceder a apoios à covid-19

A Ordem dos Contabilistas Certificados revela que abriu inquéritos disciplinares a 11 profissionais por terem, alegadamente, cedido a pressões para falsificarem dados de facturação, de modo a permitir que empresas tivessem acesso às linhas de …

Itália está a ter uma preciosa ajuda para travar a segunda vaga: o trauma

O início da pandemia castigou a Itália de tal forma que, agora, o país europeu está a conseguir conter a curva, numa altura em que países como França ou Espanha lidam com o aumento do …