Dois petroleiros atacados no golfo de Omã. EUA mostram vídeo que compromete Irão

Stringer / EPA

Um dos petroleiros em chamas no Golfo do Omã

Dois petroleiros, um norueguês e outro japonês, foram alvo de um ataque no mar de Omã, em pleno Golfo, uma região já sob tensão devido à crise entre os EUA e o Irão.

Esta quinta-feira, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, acusou o Irão de ser o “responsável” pelos ataques contra os petroleiros no mar de Omã, depois de outros incidentes com quatro navios, incluindo três petroleiros, ao largo dos Emirados Árabes Unidos.

“O Governo dos Estados Unidos considera que a República islâmica do Irão é responsável pelos ataques de hoje no mar de Omã”, disse perante os media em Washington.

Ao justificar as suas acusações, Pompeo evocou as informações recolhidas pelos serviços de informações, “as armas utilizadas”, os anteriores ataques contra os navios que Washington também atribuiu a Teerão e o facto de nenhum dos grupos aliados do Irão na região possuir os meios para atingir “um tal nível de sofisticação”.

Pompeo considerou ainda que o Irão pretende impedir a passagem de petróleo pelo estreito de Ormuz. Na perspetiva do secretário de Estado, estes atos na região “representam uma clara ameaça para a paz e a segurança internacionais, um ataque flagrante contra a liberdade de navegação e uma escalada das tensões inaceitável da parte do Irão”.

De acordo com o New York Times, as autoridades norte-americanas suspeitam de que os ataques tenham sido provocados por bombas colocadas nos cascos dos navios, tendo até divulgado um vídeo no qual se vê um alegado explosivo.

Bill Urban, porta-voz militar dos EUA, afirmou que o vídeo mostrava elementos do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica a retirar uma mina que não tinha explodido do casco do navio Kokuka Courageous, cita o jornal norte-americano.

Depois destas acusações, o Irão acusou Washington de “sabotagem diplomática”. “O facto de os EUA aproveitarem imediatamente a oportunidade para lançar alegações contra o Irão, sem provas fundamentadas ou circunstanciais, prova que Washington e os seus aliados árabes passaram para o plano B: o de sabotagem diplomática”, escreveu no Twitter o chefe da diplomacia iraniana, Mohammad Javad Zarif.

Numa nota divulgada pela manhã, Teerão já tinha rejeitado qualquer responsabilidade e alertado para o “comportamento maligno” dos EUA que tinham classificado os ataques como “mais um exemplo das atividades desestabilizadoras do Irão na região”.

“Acusar o Irão de acidentes suspeitos e infelizes envolvendo petroleiros é aparentemente a coisa mais fácil para Pompeo e para as autoridades norte-americanas”, declarou o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano, Abbas Moussavi, em comunicado.

No mesmo dia, o chefe da diplomacia iraniana considerou suspeito os ataques terem coincidido com a visita histórica do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, ao Irão.

A palavra suspeita não é suficiente para descrever” esses “ataques” contra dois petroleiros “ligados ao Japão que ocorreram enquanto o primeiro-ministro japonês se reunia” com o líder supremo iraniano em Teerão”, escreveu no Twitter.

A visita de Abe é a primeira de um chefe de Governo japonês desde a revolução islâmica de 1979 e a primeira de um líder de um país do G7 desde que o Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou o abandono dos EUA do acordo nuclear.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Se são os EUA que mostram o video, isso não compromete porra nenhuma. Já todos sabemos como há mais de um século funciona a máquina propagandística Americana, quando toca a provocar guerras.

  2. Pois! e devem ser os EUA quem está a acelerar o enriquecimento de urânio em Teerão (esta situação como foi denunciada pela ONU já deve ser válida)… Santos complexos

    • Olha outro “iluminado”!…
      A ONU denunciou o quê, oh anjinho?!
      Todos (Rússia, China, França e Reino Unido e a Alemanha), além do Trampa e amigos, confirmam que o Irão está a cumprir o acordo, portanto, até agora, o unico a “roer a corda” foi o governo dos EUA (não os americanos, já que mais se 60%, queriam continuar o arcordo)!…
      Percebido?!

RESPONDER

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …

Bolsonaro diz ter imagem negativa no exterior porque a imprensa "é de esquerda"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse hoje que a sua imagem no exterior é negativa porque a imprensa mundial é de esquerda, enquanto falava com apoiantes junto ao Palácio da Alvorada, em Brasília. "A imprensa …

Líderes vodu do Haiti preparam templos para tratar infetados com covid-19

Líderes de vodu do Haiti pediram aos padres da religião afro-caribenha para criar um remédio secreto que servisse de tratamento contra o novo coronavírus. Aos religiosos foi também pedido que preparassem as câmaras sagradas de …

Centros comerciais e lojistas dizem-se preparados para reabrir em junho

Os centros comerciais e lojistas asseguram estar preparados para reabrir em pleno em 1 de junho, apelando à não discriminação face aos restantes espaços de retalho, mas pedem medidas que travem o impacto da pandemia …