Caos nas Urgências deixou doente 6 dias à espera de cama

-

O caos impera nas Urgências dos hospitais públicos, devido ao surto de gripe, e há casos em que doentes urgentes têm uma espera média de 13 horas antes do atendimento. Em Famalicão, uma mulher esteve seis dias à espera de uma cama.

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, já reagiu à situação, considerando “absolutamente inaceitável” que uma mulher tenha estado seis dias à espera de uma cama nas urgências do Hospital de Famalicão, tendo ordenado a abertura de um inquérito.

“Determinei de imediato a abertura de um inquérito pela Inspecção-Geral das Actividades em Saúde e pedi à Administração Regional de Saúde do Norte que também fizesse o mesmo”, afirma o ministro à margem da tomada de posse dos Corpos Gerentes da Misericórdia do Porto.

O governante salienta ainda ter a certeza de que o “hospital irá retirar consequências dessa situação”.

Esta terça-feira, o Correio da Manhã noticiou que uma mulher esteve seis dias à espera de uma cama, no Hospital de Famalicão, integrado no Centro Hospitalar do Médio Ave.

A doente recebeu alta hospitalar na segunda-feira.

“Há outros doentes que estão há mais de 48 horas em macas nos corredores e numa sala sobrelotada à espera de passar para o internamento”, refere o CM na mesma notícia.

Doentes urgentes esperam 13 horas no Amadora-Sintra

A situação caótica é um pouco generalizada, por todo o país, fruto da afluência de pacientes devido ao aumento dos casos de gripe.

O Diário de Notícias reporta que “os casos mais complicados são os hospitais de São João, no Porto, Vila Franca de Xira, Portimão e Amadora-Sintra”.

O Amadora-Sintra será de todos o caso mais complicado e, de acordo com este diário, que cita os dados do portal do Serviço Nacional de Saúde relativos às 9 da manhã desta quarta-feira, os doentes urgentes, que recebem a pulseira amarela na triagem, “têm um período de espera de cerca de 13 horas na urgência geral“.

No São João, no Porto, e em Vila Franca de Xira, os tempos médios de espera para os casos urgentes são de cerca de sete horas e em Portimão, a espera é “superior a 11 horas”, conforme salienta o DN.

Perante o aumento dos casos de gripe, vários centros de saúde alargaram o horário dos Serviços de Atendimento de Situações Agudas (SASU) para responder à elevada procura.

Ministro diz que “as coisas estão a correr muito bem”

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, admite que há uma “grande” afluência de pessoas às urgências, mas diz que “as coisas estão a correr muito bem”.

“Temos dezenas de unidades hospitalares e centenas de centros de saúde e o que verificamos é que este ano as coisas estão a correr muito bem, com o esforço enorme dos profissionais de saúde”, nota ainda.

O governante frisa que, sempre que alguma coisa corre menos bem, há a intervenção imediata das direcções dos hospitais e das administrações regionais de saúde para corrigir o que há para corrigir.

“Temos hoje o maior número de médicos no SNS de que há memória, temos mais enfermeiros, estamos a investir nos equipamentos e estamos a criar condições para que o Inverno passe e as pessoas sejam bem acolhidas“, salienta.

O objectivo do Ministério da Saúde é que a população tenha, ano após ano, mais condições, sustenta ainda Adalberto Campos Fernandes.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Há que tirar conclusões que podem ser graves. Os doentes não podem ser usados como pedras politicas, à que investigar e tirar ilações criminais, pois está em jogo e em perigo a vida de pessoas. Se for assim e se tiver a coragem de mudar muito lixo que está a mais nesta sociedade de jogadas porcas, tudo bem, caso contrário, começamos 2017 como outros anos do 25 de Abril de 1974 em que não há responsabilidades criminais, mas sim responsabilidades politicas, estas, devido à imunidade que criaram para safar as irresponsabilidades dos políticos. Pobre País, pobre Povo nas mãos desta corja de gente. O País não tem culpa dos políticos que tem e das máfias que criaram.

  2. Politicamente é o mais que se ouve nestes casos “INQUÉRITO”!!! Resultados nunca ninguém os vê…. ou será que inquérito quer dizer… portugueses, vão à bordamerd@merd@?!!!!! Triste POVO, pobre NAÇÃO….

RESPONDER

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …