Documentos secretos revelam que Israel vendeu armamento à Argentina durante a Guerra das Malvinas

(dr)

O RFA Sir Galahad foi afundado em 1982 na Guerra das Malvinas por um Skyhawk vendido por Israel à Argentina

Documentos oficiais do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido agora abertos ao público revelaram que Israel forneceu armamento à Argentina durante a Guerra das Malvinas, em 1982.

Antes do início da guerra, Israel exportou para a Argentina vários aviões de assalto Skyhawk, que foram usados para atacar as forças britânicas destacadas para o conflito, revelou o The Telegraph.

As bombas lançadas desses aviões afundaram quatro navios de guerra britânicos, matando dezenas de soldados, marinheiros e fuzileiros navais.

Segundo o jornalista argentino Hernan Dobry, autor de Operation Israel, um livro publicado em 2011 na Argentina, Israel fornecia clandestinamente armamento a Buenos Aires por via aérea através do Peru.

Os dados agora divulgados mostram que Israel continuou a exportar equipamento militar para a Argentina pelo menos até 1984.

Em vez de negar as vendas de armamento, Israel argumenta que os negócios com a Argentina eram essenciais para sustentar a sua indústria bélica nacional – e que o Reino Unido também fornecia munições para os inimigos árabes de Israel.

De acordo com a RT, o fornecimento de armas à Argentina pode ter sido alimentado pelo velho ódio que os britânicos tinham pelo primeiro-ministro israelita Menachem Begin, líder da milícia judia Irgun que na década de 1940 lutou contra a presença britânica na Palestina.

A Guerra das Malvinas – ou Falklands, como os britânicos lhe chamam – teve início em 1982, depois de a Argentina ter ocupado três arquipélagos – Ilhas Malvinas, Geórgia do Sul e Sandwich do Sul – e terminou 72 dias mais tarde, com a vitória do Reino Unido.

O conflito causou a morte de 649 soldados argentinos e 255 britânicos.

BZR, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se não fossem os israelitas seriam os russos, os chineses, os americanos ou os próprios britânicos e tudo seria normal como normal é uns e outros andarem a alimentar guerras sem se importarem das suas consequências.

RESPONDER

"Dirty Dancing" está de volta e conta com Jennifer Grey

John Feltheimer, CEO da Lionsgate, confirmou ao The Guardian que a produtora está a desenvolver uma sequela de Dirty Dancing. O clássico dos anos 80 que agora regressa foi protagonizado originalmente por Patrick Swayze e …

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …