Quem é o Q? Documentário da HBO sugere ter descoberto identidade do líder da misteriosa QAnon

A identidade de Q, o suposto agente ultrassecreto do Governo e profeta da ideologia extremista QAnon, foi um mistério durante anos. Agora, um novo documentário da HBO sugere ter descoberto quem é o líder da organização.

De acordo com o The Washington Post, a resposta sempre foi a mais óbvia: Ron Watkins, o administrador do fórum 8kun, a “casa” online do movimento conspiratório.

A maioria dos investigadores da QAnon especula há muito tempo que Watkins escreveu muitas das publicações falsas e enigmáticas, alegando que o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump estava a travar uma guerra contra uma cabala internacional de elite de pedófilos adoradores de Satanás.

Contudo, Watkins negou o seu envolvimento, dizendo ser apenas um operador neutro dos bastidores do site – e nunca um participante.

Agora, na série da HBO “Q: Into the Storm”, o cineasta Cullen Hoback aponta para o que argumenta ser uma evidência-chave de que Watkins mentiu sobre o seu papel nas mais de quatro mil mensagens que Q postou desde 2017.

Numa cena final, após Watkins ter falado sobre como partilhou alegações infundadas sobre fraude eleitoral após a derrota de Trump nas eleições de 2020, disse a Hoback: “Foram basicamente três anos de treino em inteligência, ensinando normies [pessoas normais] como fazer trabalho de inteligência. Era basicamente o que fazia anonimamente antes, mas nunca como Q.”

Para Hoback, foi uma admissão inadvertida de que Watkins é, na verdade, Q, elaborando comunicados secretos e moldando o movimento para os normies consumirem. Ainda na mesma cena, Watkins sorriu e pigarreou, procurando corrigir o registo: “Nunca como Q. Eu prometo. Eu não sou Q”.

A evidência é circunstancial e não há provas do papel de Watkins, que, no domingo, enviou uma mensagem para os seus 150 mil assinantes na aplicação Telegram: “Lembrete amigável: Eu não sou Q. Tenham um bom fim de semana.”

A revelação, contudo, revigorou o debate sobre as pistas do papel de Watkins num dos maiores movimentos de teoria da conspiração da era da Internet. QAnon incitou violência e atos criminosos e o FBI classificou-a como uma ameaça de terrorismo doméstico.

Watkins e o seu pai, o proprietário do 8kun Jim Watkins, eram as únicas pessoas que se podiam gabar de um diálogo nos bastidores com Q e a ascensão da QAnon serviu para dar à dupla atenção e infâmia.

Ron Watkins

O anonimato e a operação opaca de 8kun pareceram impossibilitar a identificação de Q, mesmo com o movimento a tender à violência e a ser citado como inspiração por muitos dos apoiantes de Trump, que protestaram no Capitólio a 6 de janeiro.

À medida que o número de seguidores da QAnon crescia, Q nunca parecia mostrar interesse em partilhar os seus “furos” de inteligência exclusivos, exceto em 8kun – mesmo quando o site, anteriormente conhecido como 8chan, ficou offline durante quase três meses após uma série de tiroteios em massa, em 2019.

Também não é claro por que um mentor estratégico de elite confiaria apenas numa dupla de pai e filho que vive nas Filipinas, cuja principal reivindicação à fama era um site de discurso de ódio, pornografia e memes extremistas.

Ainda há muitas perguntas por responder

Para alguns investigadores, a admissão não resolve todas as questões remanescentes sobre Q. Alguns argumentam de forma persuasiva que, embora Ron Watkins provavelmente saiba quem está por trás do QAnon, o relato pode ser conduzido por mais de uma pessoa ou uma equipa de escritores que elaboram mensagens para o público.

“É um conjunto coletivo de diferentes partes interessadas com diferentes níveis de conhecimento e diferentes pontos de acesso à infraestrutura”, disse Joan Donovan, diretora do Projeto de Tecnologia e Mudança Social do Shorenstein Center da Harvard Kennedy School. “Não há uma única pessoa que possa ser Q.”

Além disso, também não resolve a verdadeira história do nascimento de Q, que publicou pela primeira vez no 4chan em 2017, antes de passar para o 8chan e ficar sob o controlo dos Watkins, em 2018. Alguns investigadores apontam diferenças nos estilos de escrita naquela época e sugerem que a persona Q mudou de mãos.

Numa transmissão ao vivo na semana passada, Ron e Jim Watkins propuseram uma explicação alternativa: Q era Stephen Bannon – que foi assistente do Presidente e estrategista-chefe da Casa Branca no governo Trump – ou o próprio Hoback.

O documentário causou pouca repercussão nos círculos online frequentados por crentes na QAnon. Quase todos os seus fóruns de discussão e canais do Telegram mais populares ignoraram a entrevista de Watkins.

Q, que costumava publicar várias vezes por dia, não escreve nada desde 8 de dezembro. Para muitos investigadores, a identidade do líder da QAnon é menos importante do que o que a ascensão da QAnon na Internet e como esta pode dar alcance global à desinformação e levar as pessoas a acreditar em coisas impossíveis.

“Mesmo que fosse apenas Ron Watkins, o movimento cresceu muito além de uma pessoa ou pseudónimo. Agora é um vírus social global que se tornou um recipiente para tudo, desde a desinformação [anti-vacinas] e as teorias da conspiração do coronavírus, até às agendas políticas ”, disse Rita Katz, diretora executiva do SITE Intelligence Group, que monitoriza o extremismo online, acrescentando, contudo, que “tudo o que Jim ou Ron Watkins dizem deve ser visto com ceticismo”.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

FBI diz que grupos radicais dos EUA têm fortes ligações com extrema-direita europeia

O diretor do FBI revela que os radicais norte-americanos são os que têm os laços internacionais mais vastos e que se têm deslocado para se encontrarem com outros ativistas. Os norte-americanos de extrema-direita e com motivações …

Nova espécie de pterossauro revela o polegar opositor mais antigo de sempre

Cientistas descobriram uma nova espécie de pterossauro que viveu durante o período Jurássico e que subia às árvores graças aos seus polegares opositores. Esta característica nunca tinha sido observada nestes animais. De acordo com a rede …

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …

Instagram testa opção que permite ocultar ou mostrar o número de likes

O Instagram vai começar a testar uma nova opção que dá aos seus utilizadores a possibilidade de esconder os likes recebidos nas publicações. Em 2019, a empresa começou por forçar esta mudança, aplicando-a a alguns utilizadores …

Atlético de Madrid: o que aconteceu a João Félix e companhia?

Equipa de Diego Simeone tinha vantagem confortável sobre os dois maiores rivais e, em pouco tempo, só ganhou metade dos pontos que poderia ter ganhado. Ainda lidera mas tem três adversários muito perto. Em Portugal, no …

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …

China pede a membro do Governo japonês que beba água de Fukushima

O Japão garante que a água de Fukushima que vai despejar no Pacífico não representa nenhum perigo para a saúde e pode até ser consumida. Para o provar a China pediu a um oficial japonês …