Doadores já começaram a pedir reembolsos aos pais da bebé Matilde

Vários doadores já começaram a fazer pedidos de reembolso aos pais de Matilde. Apesar dos donativos, o tratamento da bebé acabou por ser suportado a 100% pelo Estado.

Os pais da bebé Matilde criaram uma página de Facebook com o objetivo de angariar fundos para pagar o tratamento da sua filha, que nasceu com Atrofia Muscular Espinal (AME) tipo 1. O medicamento inovador custava 2 milhões de euros e, após um grande movimento solidários dos portugueses, os pais recolheram mais de 2,5 milhões de euros.

No entanto, o pagamento do tratamento acabou por ser suportado a 100% pelo Estado, já não sendo por isso necessários os donativos. A família comprometeu-se ajudar outras bebés com o mesmo problema, mas, notícias surgiram de que a família ainda não tinha doado o dinheiro e que este continuava retido na conta bancária.

Os pais da criança garantiram que a “conta foi aprovada pelo Ministério da Administração Interna e a sua utilização é monitorizada”. Segundo a família da criança, parte do valor continua na conta de Matilde porque “não sabemos quanto vamos precisar para a Matilde agora nem no futuro”. No entanto, a família diz que já contactou “outras mães” e que já “começou a ajudar”.

Agora, segundo o Jornal de Notícias, alguns doadores já procederam ao pedido de reembolso dos donativos feitos. Um dos doadores confirmou já ter pedido o reembolso dos cem euros que doou, tendo recebido da mãe de Matilde a garantia de que isso aconteceria, sem no entanto lhe ter sido definido um prazo.

Dado que algumas dúvidas foram levantadas sobre o destino dos mais de dois milhões de euros angariados, os pais de Matilde reuniram os jornalistas na semana passada para esclarecer o seu destino. Foram ajudadas “cerca de 10/12 crianças”, portadoras de AME de tipo 1 mas, também, portadoras de outras doenças raras.

Agora, o apoio será estendido aos portadores de AME de tipo 2, que se estima serem no país entre 70 a 80. O auxílio já concedido – pagamento de equipamentos ou de terapias – ascende a um valor de “50 a 60 mil euros”, disseram os pais de Matilde.

A conta em nome de Matilde – autorizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna “no âmbito das suas competências de autorização para angariação de receitas para fins de beneficência e assistência ou de investigação científica a elas associadas” – foi encerrada a 19 de julho.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Usar o dinheiro para outros fins que não os do pedido inicial é abuso.
    Ficar com o dinheiro para o que for preciso no futuro para a matilde é um abuso.
    Devem devolver a totalidade do dinheiro como é óbvio!

    • Eu acho que devem ficar com o dinheiro, ao menos não foi doado e não roubado, ficam bem e podem gozar uma vida boa. Olhemos para os dinheiros aos milhões que têm sido desviados para não dizer roubados com conhecimento de todos incluindo as autoridades e tudo continuou na mesma, ninguém faz nada. Abram os olhos e deixem de ser Otários

  2. Da minha parte, nem 1 cêntimo para ninguém. Nem caritas, nem banco alimentar, nem doações porque alguém tem uma doença XPTO , nem bombeiros, nem festas, nem romarias, nem igrejas…..
    Do meu bolso só sai se for para ajudar mãe, filho, pai, esposa, irmão(ã), sobrinho(a), sogros, avós…..fora isso, nunca ninguém verá 1 cêntimo meu ….e não pago nada a ninguém, nem cafés nem minis.
    Se todos forem como eu, o mundo será um lugar muito melhor.

RESPONDER

Moratórias no crédito prolongadas até 31 de março de 2021

O Governo decidiu estender a moratória nos empréstimos dos bancos às famílias e empresas afetadas pela crise. As prestações e juros só voltarão a ser pagos depois de 31 de março de 2021, apurou o …

Santana Lopes deixou funções executivas no Aliança. Mas não "deserta"

O fundador do partido Aliança deixou, recentemente, as suas funções executivas por "motivos profissionais", mas promete "não desertar", "muito menos em alturas difíceis". No passado dia 15 de maio, Pedro Santana Lopes pediu a suspensão das …

Pela primeira vez em 30 anos, Hong Kong proíbe vigília em memória de Tiannamen

Pela primeira vez em 30 anos, tanto Hong Kong como Macau não vão ter vigílias em homenagem às vítimas do massacre de Tiananmen. A Polícia de Hong Kong proibiu a vigília em memória do massacre de …

Portugal com mais 8 mortos e 331 casos positivos em 24 horas

Portugal registou mais oito mortes e 331 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. Esta quinta-feira, Portugal registou 1.455 mortes por …

IL rejeita Marcelo Rebelo de Sousa e aposta em Adolfo Mesquita Nunes

O Iniciativa Liberal (IL) não vai apoiar a eventual recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa. Para o partido, um dos nomes em cima da mesa para as Presidenciais é "fácil" e só depende da "vontade …

Comissão Europeia "otimista" na rápida retoma económica em Portugal

A Comissão Europeia diz estar "razoavelmente otimista" sobre uma "rápida recuperação" económica de Portugal após a crise gerada pela covid-19 e considera que a forma como o país "controlou" a pandemia beneficiará a retoma do …

Nova Zelândia decreta em junho erradicação de contágios. Está há 13 dias consecutivos sem novos casos

A Nova Zelândia, país que tem sido apontado internacionalmente como exemplar no combate à pandemia de covid-19, prevê decretar a “erradicação da doença” no país no próximo dia 15 de junho. A informação foi avançada esta …

Secretário da Defesa discorda de Trump no envio de tropas para conter distúrbios. Aliados europeus afastam-se

O Secretário norte-americano da Defesa, Mark Esper, rompeu na quarta-feira com o Presidente, Donald Trump, no apoio ao envio das forças armadas para as cidades e os estados que se recusarem "a tomar as medidas …

Vai "nascer" em Arouca a maior ponte suspensa do mundo. É a esperança para fazer renascer o turismo

O Turismo de Arouca está a enfrentar dificuldades devido à quebra gerada pela pandemia, mas os empresários aguardam com expectativa a abertura daquela que será a maior ponte suspensa do mundo, já descrita como "extraordinária". Ainda …

"Será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na região de Lisboa

O presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, considerou que "será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na Grande Lisboa, tendo em conta os números da região nos …