Dívida pública aumentou 9,5 mil milhões de euros em 2016

José Sena Goulão / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno, com o presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Carlos Tavares (à direita)

A dívida pública portuguesa aumentou 9,5 mil milhões de euros em 2016, face a 2015, para 241,8 mil milhões de euros, divulgou hoje o Banco de Portugal.

O BdP refere que para o aumento da dívida pública “contribuíram as emissões líquidas de títulos (11,2 mil milhões de euros), com destaque para as emissões de Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável (OTRV), um novo instrumento de dívida pública que permitiu captar cerca de 3,5 mil milhões de euros de aplicações das famílias”.

Adicionalmente, acrescenta, observou-se um aumento das emissões de certificados do tesouro, também subscritos pelas famílias, num total de 3,4 mil milhões de euros.

Os empréstimos, por sua vez, diminuíram 5,6 mil milhões de euros, “para o que contribuiu o reembolso antecipado de aproximadamente 4,5 mil milhões de euros de empréstimos concedidos pelo Fundo Monetário Internacional no âmbito do Programa de Assistência Económica e Financeira”, sinaliza ainda o BdP.

O aumento da dívida pública em 2016, de acordo com a instituição, foi superior às necessidades de financiamento das administrações públicas, o que permitiu uma acumulação de depósitos de cerca de 4.000 milhões de euros.

“Deste modo, o aumento da dívida pública líquida de depósitos foi de aproximadamente 5,5 mil milhões de euros em 2016, totalizando 223,8 mil milhões de euros no final do ano”, indica.

// Lusa

PARTILHAR

46 COMENTÁRIOS

  1. O Centeno deve estar a olhar para a altura da Dívida e a pensar se chegou a altura de se pôr ao fresco….
    Para o Costa…está tudo bem ! São só pormenores …

    • E para o Passos/Portas? A esfregar as mãos e a dizer: “fod….os bem esta mer…a toda! Estes chuchas vão-se ver à rasca para limpar a caga…a que fizemos! Ha, ha, ha!!! Para bem dos portugueses? Para nosso bem!”.
      Cresce e aparece, Carlos! Como a dívida…

      • Já há muito tempo que não lia por aqui um comentário tão palerma. Deve ter andado fora do país na última década. Palermices…

        • Não senhor… Tenho cá estado a sofrer com as cagad…s de uns… Parece-me que cá não anda há bem mais tempo. Talvez logo depois do 25 de Abril… Palerma…? Vá à sua casa de banho, lave as suas mãos e olhe em frente. Aí está um palerma com as mãos lavadas…

    • Bem… Como disse ao Renato Martins, o Governo não é grande coisa, mas é bem melhor que a alternativa. Mas… essa de dizer que “poderia ser um dos melhores da Europa!…” Isso é esticar a corda… da parvoíce! Nunca isso poderia acontecer na conjuntura actual. À 600 anos, vá lá que não vá, mas agora? Tira o cavalinho da chuva, Carlos…

  2. Paradoxal, enquanto lia esta notícia de que a dívida pública tina aumentado quando devia ter diminuído, após a saída do resgate, ouvia na TV comentários de comentários de parlamentares do PCP a dizer que o número de funcionários públicos devia aumentar em vez d diminuir, contributodas 35 horas e o PM a dizer que é preciso libertar os portugueses das amarras postas aos funcionários eventuais.
    Consequência cada vez mais evidente-novo resgate.

      • Eu prefiro a PAF, e a escolha é bem fácil de fazer.
        Aliás, a maioria dos portugueses mostrou com os votos que também preferia a PAF…

        • “a maioria dos portugueses mostrou com os votos que também preferia a PAF…” Mostrou? Pois não me parece que seja “ela” a governar… Ou estarei a ter miragens?

          • Não, não está. Está a ver mesmo bem. Está a ver, como infelizmente todos nós, que a opção política mais votada não é aquela que governa. Infelizmente, a vitória nas urnas não chegou para travar este descalabro.

        • “Não, não está. Está a ver mesmo bem. Está a ver, como infelizmente todos nós, que a opção política mais votada não é aquela que governa. Infelizmente, a vitória nas urnas não chegou para travar este descalabro.”
          Infelizmente? “a opção política mais votada não é aquela que governa.” A opção política mais votada na Assembleia é aquela que governa! Isto é a democracia! Não se esqueça que o anterior Governo (antes da PAF) foi formada assim também. O primeiro (que tinha maioria relativa) e o terceiro mais votado, fazendo assim a maioria absoluta (e tendo carta branca para o “descalabro” quer foram estes 4 anos e meio de Passos e Portas). Felizmente, para todos nós, a vitória nas urnas chegou para travar este “descalabro”. Infelizmente não será possível recuperar muita coisa (como as empresas públicas lucrativas que foram vendidas ao desbarato) mas pelo menos é possível parar o puto reguilas e o potencial ditador wanabe (irrevogavelmente).

          Nota: Disse, anteriormente, que “a maioria dos portugueses mostrou com os votos que também preferia a PAF…” Uma coisa é maioria relativa que não permite governar sózinho (carta branca). Outra coisa é a maioria absoluta na ASSEMBLEIA que é onde realmente conta! Não sabia? Mas devia! Daqui por uns anos poderá votar na sua querida PAF. Talvez este Governo (totalmente legítimo) tenha conseguido reverter alguns descalabros para o Passos (ou outro que vier) estragar tudo outra vez.

          Esta solução governativa poderá não ser a melhor mas é, sem dúvida, uma demonstração que a democracia funciona (refiro-me aos acordos parlamentares de todos os partidos de esquerda – que pena não haver alguém/partido de direita disposto a contribuir)!

          • Das opções, inscritas nos boletins de voto, em que os Portugueses votaram, a que teve mais votos foi a coligação PAF. Isto é totalmente indesmentível, dêem lá as voltas que derem, contem lá a história que contarem, venham lá com as regras que quiserem.
            Aliás, quem anda por aqui, passados tantos dias, a desenterrar comentários, só pode ser fundamentalista, maluquinho sem ocupação, ou estar imbuído num qualquer objectivo revolucionário, talvez parecido com o daquela assassino que há poucos dias morreu e foi homenageado pelo PCP (sim, o escarro que foi Fidel Castro), para não falar noutros. Não deixa de ser curioso que esta estratégia, de comentar comentários passados muitos dias, já vem de há muito, e a opinião do comentador é sempre a mesma. Quem diria! Não é difícil de adivinhar porquê…
            Este governo é uma porcaria, e quando desaparecer ficarei muito contente, aliás, porque não deveria ser assim? Este governo não me defende, não se preocupa comigo, só me levou a empobrecer, porque havia de gostar dele? Eu como muitos Portugueses não dependo do Estado, não tenho essa mama nem quero ter, só quero que me deixem trabalhar, não me estorvem, e não me explorem, o que já era muito bom. O que este governo fez foi transferir uma crise do Estado para a população. Vivemos num país onde pagamos muito mais do que o valor das coisas que o país nos dá, literalmente estamos a ser roubados, pior, estamos a ser alvo de uma extorsão legalizada. Essa extorsão não tem limites, na ansiedade de alimentar um pequeno feudo que vive e quer viver na mama no Estado. Essa extorsão até faria corar o autor da história do Robim dos Bosques (imagine que o malvado regente criava um imposto para o sol, a história não seria uma história, seria uma anedota, tal qual o nosso governo actual). Porque razão se aumentou o imposto nos combustíveis? Digam lá? Eu sei, é porque é um imposto que rende e onde todos pagam (já agora, de modo regressivo, que é para a injustiça ser maior). O palerma do 1.º ministro quer dar a alguns, poucos, que dependem do Estado. Eu não teria nada contra SE DESSE O QUE TINHA, e se não viessem aos bolsos dos outros. Este 1º ministro é o rei das taxas e das taxinhas, dos impostos e dos impostozinhos, do que gasta cegamente e envia a factura aos que nem sequer viram no que se gastou (e infelizmente muitas facturas ainda hão-de vir, porque não é por não se pagar no imediato que as dívidas desaparecem…). A minha opinião é que se é para governar assim mais valia governar aos dados e por sorteio, certamente correria melhor.

            A MINHA OPINIÃO É SIMPLES. ESTE GOVERNO É UMA ME***. PIOR É QUASE IMPOSSÍVEL. E SE FALA NA PAF, PARA MIM FOI E SERIA MUITO MELHOR, MUITÍSSIMO MELHOR!

            Tem uma opinião diferente, muito bem, fique com ela, a minha opinião é esta, a minha opinião é que este governo é uma me***.

            Vá lá que a opinião ainda parece ser uma das poucas coisas que não pagam impostos, apesar de haver alguns comentadores que parece que queriam o contrário, tal é o incómodo com as opiniões dos outros…

        • Portanto, preferes vender Portugal ao desbarato para depois a dívida publica ainda subir mais (tal como aconteceu nos anos anteriores a 2016)?!
          Está bonito…
          .
          A maioria dos portugueses?!
          Onde/quando foi isso?
          Nas eleições de 2015, a PAF teve ~2 milhões dos votos, o PS 1,750 milhões, o BE 550 mil, a CDU 445mil (etc)…
          Parece-me que: 1,750 milhões+550.000+445.000 dá 2,745 milhões de votos – e isso é mais do que os 2 milhões de votos da PAF!…
          Ou seja: a maioria dos portugueses não votou na PAF, e, foi por isso mesmo que eles não conseguiram formar governo!
          Percebido?

          • Das opções, inscritas nos boletins de voto, em que os Portugueses votaram, a que teve mais votos foi a coligação PAF. Isto é totalmente indesmentível, dêem lá as voltas que derem, contem lá a história que contarem, venham lá com as regras que quiserem.
            Aliás, quem anda por aqui, passados tantos dias, a desenterrar comentários, só pode ser fundamentalista, maluquinho sem ocupação, ou estar imbuído num qualquer objectivo revolucionário, talvez parecido com o daquela assassino que há poucos dias morreu e foi homenageado pelo PCP (sim, o escarro que foi Fidel Castro), para não falar noutros. Não deixa de ser curioso que esta estratégia, de comentar comentários passados muitos dias, já vem de há muito, e a opinião do comentador é sempre a mesma. Quem diria! Não é difícil de adivinhar porquê…
            Este governo é uma porcaria, e quando desaparecer ficarei muito contente, aliás, porque não deveria ser assim? Este governo não me defende, não se preocupa comigo, só me levou a empobrecer, porque havia de gostar dele? Eu como muitos Portugueses não dependo do Estado, não tenho essa mama nem quero ter, só quero que me deixem trabalhar, não me estorvem, e não me explorem, o que já era muito bom. O que este governo fez foi transferir uma crise do Estado para a população. Vivemos num país onde pagamos muito mais do que o valor das coisas que o país nos dá, literalmente estamos a ser roubados, pior, estamos a ser alvo de uma extorsão legalizada. Essa extorsão não tem limites, na ansiedade de alimentar um pequeno feudo que vive e quer viver na mama no Estado. Essa extorsão até faria corar o autor da história do Robim dos Bosques (imagine que o malvado regente criava um imposto para o sol, a história não seria uma história, seria uma anedota, tal qual o nosso governo actual). Porque razão se aumentou o imposto nos combustíveis? Digam lá? Eu sei, é porque é um imposto que rende e onde todos pagam (já agora, de modo regressivo, que é para a injustiça ser maior). O palerma do 1.º ministro quer dar a alguns, poucos, que dependem do Estado. Eu não teria nada contra SE DESSE O QUE TINHA, e se não viessem aos bolsos dos outros. Este 1º ministro é o rei das taxas e das taxinhas, dos impostos e dos impostozinhos, do que gasta cegamente e envia a factura aos que nem sequer viram no que se gastou (e infelizmente muitas facturas ainda hão-de vir, porque não é por não se pagar no imediato que as dívidas desaparecem…). A minha opinião é que se é para governar assim mais valia governar aos dados e por sorteio, certamente correria melhor.

            A MINHA OPINIÃO É SIMPLES. ESTE GOVERNO É UMA ME***. PIOR É QUASE IMPOSSÍVEL. E SE FALA NA PAF, PARA MIM FOI E SERIA MUITO MELHOR, MUITÍSSIMO MELHOR!

            Tem uma opinião diferente, muito bem, fique com ela, a minha opinião é esta, a minha opinião é que este governo é uma me***.

            Vá lá que a opinião ainda parece ser uma das poucas coisas que não pagam impostos, apesar de haver alguns comentadores que parece que queriam o contrário, tal é o incómodo com as opiniões dos outros…

  3. Portugal faria bem entregar-se a Espanha. Esta provado que nao sabemos governar-nos. Talvex eles nos queiram e saibam governar isto melhor.

  4. Para quem tinha todas as soluções na manga nada mal! Pela conversa até pareciam que nem eram farinha do mesmo saco “Sócrates” que levou pela terceira vez o país à falência e sempre pelas mãos dos mesmos artistas “socialismo”, qualquer das maneiras de há 42 anos para cá parece que o país teve azar em não mais encontrar ninguém entendido em finanças.

    • Não são farinha do mesmo saco, não! E sabes porquê? Porque o Sócrates foi aquele que levou o PS mais à direita de sempre! Por isso nunca compreendi a aversão do PSD e do CDS. Será que eram eles que queriam lá estar? Ah, pois é! E lá estiveram e fizeram a mer… que se viu!… Ou será que não viu? Ninguém disse que tinha todas as soluções na manga. O que se disse (e várias vezes, e comprovado) que era possível outras alternativas que não a única defendida pelo Passos/Coelho – submissão completa à Europa de Merkl. Vender tudo o que gera receita e postos de trabalho, a preço de saldo. Aumentar brutalmente os impostos… aos pobres (nunca às grandes empresas)! Se o dinheiro não chegasse (e nunca chegava) aumentava-se outra vez (aos mesmos)!
      Curioso… Curioso como dizes “de há 42 anos para cá parece que o país teve azar em não mais encontrar ninguém entendido em finanças.” e não te lembraste de nenhum laranjinha. tens noção que houve governos laranjinhas durante esses 42 anos, não tens? E não foram poucos! E TODOS fiizeram mossa nas finanças. Mas porque será que te esqueceste? Deixa que dê uma ajudinha. Cavaco Silva, Durão Barroso (em dois anos deixou Portugal sem tanga… e depois fugiu!)… Podia dizer mais, mas não é necessário. Para isso basta ir aos livros de história…

      • O imposto nos combustíveis ou o aumento no IMI com base na exposição não afectam os pobres? Tinha ideia de que era precisamente aos pobres a quem custava mais (pois o imposto é regressivo).
        O Estado quer dar mais aos que dependem do Estado, não tenho nada contra e até acho muito bem, DESDE QUE PARA ISSO NÃO VÃO BUSCAR DINHEIRO AOS BOLSOS DE QUEM NÃO DEPENDE DO ESTADO!

  5. Pois, é impressão minha ou por aqui anda a comentar um esquizofrénico, com vários heterónimos, para quem a dívida é um pormenor (provavelmente como o aumento das taxas de juro), e a única coisa que faz quando os outros estão preocupados (e bem…) é atacar o PSD/CDS.
    Não deixa de ser esclarecedor que quem não dá importância a este rumo trágico tenha tão vincado uma determinada filiação política…

    • Sabe… Se estivesse atento e não fosse tão fanaático (politicamente) teria percebido que o ataque não é ao PSD nem ao CDS. É sim para aqueles que atacam os outros partidos, acusamdo-os de mundos e fundos, esquecendo-se (estratégicamente) que os “seus” partidos também têm culpa no cartório! Irrita-me qualndo alguém diz: “A culpa é toda da esquerda!” Mas também me irrita quando alguém diz que a culpa “É toda da direita!” será que entendeu agora? Será que percebeu que defendo uma situação menos má (e não a melhor?)? Será que entende? Ou a cor de “fruta” tolda-lhe o juízo?

      Esquizofrénico? “Pois”…

  6. São todos farinha do mesmo saco.
    Uns incompetentes da direita à esquerda radical.
    A nossa classe política está exactamente igual à que precedeu o Salazar.
    é preciso reabrir o Campo Pequeno… Otelo, tu é que tinhas razão…

    • É verdade Otelo,

      “A nossa classe política está exactamente igual à que precedeu o Salazar”.

      O meu pai tem 90 anos e já me diz isso há muito tempo!

RESPONDER

"Sem dúvida". Montenegro diz que era capaz de derrotar Costa

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro, que é agora candidato à liderança do partido, afirmou, em entrevista ao jornal Público e à Rádio Renascença, que era capaz de derrotar António Costa.  "Acho que era …

Rússia quer legalizar comércio de 'diamantes de sangue' africanos

Os diamantes exportados da República Centro-Africana estão associados à corrupção, à violência, à guerra civil, a violações e assassinatos. Agora, Moscovo anunciou que quer o fim do embargo internacional, buscando legalizar na totalidade a sua …

Economia abrandou, mas ainda é possível cumprir meta de crescimento

O Produto Interno Bruto cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo …

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …

Imunidade diplomática deixa em liberdade suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico

O suspeito de homicídio, na forma tentada, ficou em liberdade depois de ter apresentado o passaporte diplomático às autoridades, que impede que seja detido ou constituído arguido. De acordo com a TVI24, um alto responsável da …

Zivkovic quer rescindir contrato com o Benfica

O extremo sérvio quer chegar a acordo com o Benfica para ficar livre a ano e meio do final do seu contrato mas, pelos vistos, a SAD encarnada nem quer ouvir falar dessa hipótese. De acordo …

Cigarros eletrónicos. Primeiro duplo transplante de pulmões feito em jovem de 17 anos em situação de "morte iminente"

Em risco de "morte iminente" por lesões causadas pelo uso de cigarros eletrónicos, um jovem de 17 anos foi submetido a um duplo transplante de pulmões, no estado norte-americano do Michigan. Este caso é considerado …