Dirigentes europeus pedem que Blatter deixe o cargo

thesportreview / Flickr

Presidente da FIFA, Joseph Sepp Blatter

Presidente da FIFA, Joseph Sepp Blatter

A dois dias do início do Mundial de Futebol, dirigentes das associações de futebol da Europa criticaram o presidente da FIFA, Joseph Sepp Blatter, e pediram que deixe o cargo em 2015.

As declarações vieram à tona durante o congresso anual da FIFA, que teve lugar em São Paulo, na sequência de uma onda de suspeitas de corrupção contra o órgão.

A FIFA está a investigar acusações de corrupção na eleição do Qatar como país-sede do Mundial 2022.

O presidente da associação holandesa de futebol, Michael van Praag, disse que Blatter não deve tentar a reeleição no próximo ano e que já está na altura de colocar um fim ao seu reinado.

“A imagem da FIFA deteriorou-se devido a tudo o que tem acontecido nos últimos anos”, disse van Praag, que também é membro do comité executivo da UEFA. “As pessoas relacionam a FIFA a corrupção e subornos. Poucas pessoas ainda levam a FIFA a sério e, não importa o ponto de vista, Blatter é o principal responsável.”

Num discurso, van Praag dirigiu-se a Blatter afirmando que “não está a tornar as coisas fáceis para si mesmo, e considero que não seja mais o homem certo para esse cargo.”

Inaceitável

Greg Dyke, presidente da federação inglesa de futebol, também criticou Blatter em público, qualificando como “totalmente inaceitável” o fato do dirigente ter dito que as acusações contra ele tinham motivações racistas. “As acusações feitas não têm nada a ver com racismo, são alegações de corrupção”.

O dirigente britânico ainda afirmou que as acusações precisam ser investigadas com seriedade. “Muitos de nós estamos profundamente preocupados com estas acusações. Já é hora de a FIFA parar de atacar o mensageiro e considerar a mensagem – e compreendê-la”, atacou.

Escândalo

Durante o encontro em São Paulo, Blatter teria dito a delegados da FIFA que gostaria de se candidatar para um quinto mandato nas eleições de 2015

O vice-presidente da UEFA, David Gill, também pediu a Blatter que não tente reeleger-se.

“Pessoalmente, acho que sim [que ele deve sair]. Devemos seguir em frente.”

O escândalo envolvendo a escolha do Qatar ganhou um novo capítulo na semana passada, quando o Sunday Times publicou que Mohammed Bin Hammam, ex-principal dirigente de futebol do Qatar que está no centro das acusações, pagou 3 milhões de libras a autoridades de futebol de todo o mundo para conseguir o apoio para a escolha do país.

O ex-dirigente é acusado de ter usado seus contatos na família real e no governo do Qatar para conseguir acordos e favores e, assim, garantir a realização do torneio no país.

Segundo os emails obtidos pelo jornal, alguns deles vistos pela BBC, Bin Hammam:

  • Visitou o presidente russo, Vladimir Putin, para discutir “relações bilaterais entre a Rússia e o Qatar um mês antes da votação para os países-sede das Copas de 2018 e 2022;
  • Intermediou conversas entre o governo e o executivo da FIFA na Tailândia, Worawi Makudi, para concretizar um acordo de importação de entre o país e o Qatar;
  • Convidou o ex-executivo da FIFA na Alemanha, Franz Beckenbauer, a ir a Doha apenas cinco meses antes da votação juntamente com empresários do setor do petróleo e do gás, que o haviam contratado como consultor. A empresa disse que explorava investimentos no Qatar, mas não chegou a fechar negócios. Beckenbauer negou-se a comentar o assunto;
  • Intermediou encontros entre nove executivos da FIFA, entre eles o presidente Joseph Blatter, e membros da família real do Qatar;
  • Intermediou um encontro entre a equipa de campanha do Qatar e o presidente da UEFA, Michel Platini. Platini, que admite ter votado pelo Qatar, diz que Bin Hammam não participou da reunião e diz não ter nada a esconder.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …