A pandemia separou casais de namorados. Dinamarca abre fronteiras a quem prove estar numa relação

Maxim Shipenkov / EPA

Esta segunda-feira, a Dinamarca diminuiu o controlo na fronteira com outros países nórdicos e com a Alemanha para que casais transfronteiriços, separados pela pandemia, se reencontrem.

A partir desta segunda-feira, os casais separados pela pandemia podem finalmente estar juntos. O Governo dinamarquês autorizou a entrada de pessoas que vivem nos países nórdicos e na Alemanha e estejam numa relação com alguém residente na Dinamarca.

No entanto, os casais devem provar que estão numa relação, mostrando fotografias, mensagens e emails e disponibilizando às autoridades informações como o nome, a morada e o contacto da pessoa que reside na Dinamarca.

Além disso, têm de garantir que a relação é “séria“, o que para as autoridades significa que já dura “há cerca de seis meses” e que envolveu, noutras ocasiões, contacto presencial e não apenas online ou chamadas telefónicas.

Segundo a BBC, as autoridades judiciais indicaram que estas medidas serão aliviadas nos próximos dias, até ao momento em que baste um carta assinada pelo casal. “Se uma pessoa disser que está num relacionamento e o declarar por escrito, basta”, referiu Nick Haekkerup, ministro da Justiça, à emissora local TV2.

Apesar de ser uma boa notícia para os casais separados pela pandemia de covid-19, a decisão do Governo dinamarquês já provocou protestos, por colocar em causa a privacidade.

“As pessoas podem levar uma fotografia ou uma carta de amor. Sei que são coisas muito íntimas, mas a decisão de deixar entrar outra pessoa no país depende, em última análise, do julgamento de cada agente da polícia”, disse Allan Dalager Clausen, da polícia dinamarquesa, à rádio DR.

A Dinamarca fechou as fronteiras para não-cidadãos a 14 de março para conter a propagação do novo coronavírus. O país registou 11.428 casos e 563 mortes por covid-19.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal deixa de estar entre regiões da UE de risco elevado

Esta quarta-feira, Portugal saiu da lista de regiões europeias de risco muito elevado devido à pandemia de covid-19. Portugal deixou de estar entre as regiões europeias de risco muito elevado devido à pandemia de covid-19 nos …

Brueckner absolvido de suspeitas no caso da "Maddie alemã"

Christian Brueckner foi absolvido das suspeitas que recaíam sobre si no caso do desaparecimento de Inga Gehricke, conhecida como a "Maddie alemã".  O The Sun avança, esta quarta-feira, que Christian Brueckner, suspeito do rapto de Madeleine …

Carlos Moedas é o candidato do PSD a Lisboa

Rui Rio está reunido com Carlos Moedas, ao final da tarde desta quinta-feira. Em cima da mesa está a corrida autárquica e a aposta no antigo comissário europeu para derrubar Fernando Medina da Câmara Municipal …

"Acabou-se o amor e as versões alteraram-se." Maria e Mariana julgadas pela morte de Diogo Gonçalves

O Tribunal de Portimão começou, esta quarta-feira, a julgar duas mulheres suspeitas de terem matado um jovem, em março do ano passado, no Algarve. As arguidas - uma enfermeira e uma segurança - estão acusadas pelo …

Dois anos depois, primeiro produto de canábis chega às farmácias em abril

Dois anos depois de aprovada a lei, as farmácias portuguesas já receberam "luz verde" para começar a vender o primeiro produto de canábis a partir de abril. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança …

"Sucesso completo". China declara (outra vez) que erradicou a pobreza extrema

O Presidente da China, Xi Jinping, declarou esta quinta-feira oficialmente que o país concluiu a "árdua tarefa" de erradicar a pobreza extrema, apontando que 98,99 milhões de pessoas saíram daquela condição nos últimos oito anos. "Hoje, …

Relatório acusa príncipe saudita de aprovar a morte de Khashoggi

Um relatório da inteligência norte-americana conclui que o príncipe herdeiro saudita aprovou o assassínio do jornalista Jamal Khashoggi, em 2018. O príncipe herdeiro e governante da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, aprovou o assassínio em 2018 …

Venda de barragens. Terra de Miranda acusa EDP de fraude fiscal

O Movimento Cultural da Terra de Miranda suspeita que o negócio das barragens da EDP foi arquitetado de forma a escapar ao pagamento de impostos. Em causa está o pagamento de 110 milhões de euros …

Entre acusações a um Governo "incompetente" que "saiu do armário", foi aprovado o estado de emergência até 16 de março

Esta quinta-feira foi aprovada, na Assembleia da República, a renovação do estado de emergência até 16 de março. O decreto passou com votos a favor do PS, PSD, CDS, PAN e deputada não inscrita Cristina …

Alterações climáticas geram mais de 12 mil milhões de euros de perdas anuais na UE

Na apresentação da nova estratégia de Bruxelas para fazer face à crise ambiental, o vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Frans Timmermans, afirmou que o combate às alterações climáticas já não passa apenas pela redução das …