Diminuição do número de incêndios deve-se a humidade deste verão

www.Bombeiros.pt / Facebook

A Liga de Bombeiros e a Associação dos Bombeiros Profissionais atribuíram à chuva a responsabilidade pela redução do número de incêndios neste verão, mas admitem que o aumento dos meios de combate também ajuda.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Liga Portuguesa de Bombeiros (LPB), Jaime Soares, disse que este verão tem sido “muito fraco” em termos de calor e isso tem contribuído para o registo de menos incêndios.

“Este verão ainda “não existe”, pois temos tido muitos períodos de chuva e de humidade e esta é uma das melhores armas [de combate aos fogos]. O S. Pedro é o melhor bombeiro que nós temos”, realçou.

No entender de Jaime Soares, também o aumento dos meios de combate veio favorecer a situação.

“Houve um aumento dos meios humanos, materiais e de equipamentos a que não estávamos habituados. Há muito mais organização do que no ano passado”, disse.

Jaime Soares criticou, no entanto, a falta de prevenção através da limpeza de terrenos, uma lacuna antiga que “continua mal” e urge ser resolvida.

“Isto é um problema cultural de fundo e que não se resolve de um dia para o outro. Há zonas do interior que é difícil resolver, uma vez que os terrenos na sua maioria pertencem a idosos que não têm nem dinheiro para a limpeza, nem têm condições físicas para o fazer”, disse.

Calor fora de época

Também o presidente da Associação Nacional dos Bombeiros Profissionais (ANBP), Fernando Curto, disse à Lusa que o estado do tempo tem favorecido o registo de menor número de fogos.

“O tempo é um fator muito importante nestes processos. Temos tido um verão quase de inverno e isso tem vindo a favorecer a situação”, salientou.

Apesar disso, Fernando Curto considera que não “há motivos para grandes festejos” e lembrou que na semana passada um bombeiro ficou ferido com gravidade e outros três sofreram ferimentos ligeiros no combate a um incêndio em Cortiços, Macedo de Cavaleiros.

Fernando Curto disse ainda que estas situações relacionadas com o tempo são enganosas, uma vez que muitas vezes o calor vem fora de época.

“Se há muito calor temos incêndios antes do tempo, se não há vão acontecer depois do tempo, prolongando a época. Na minha opinião, continua a faltar uma reforma estrutural de tudo o que tem a ver com os incêndios: uma maior profissionalização, formação organização dos bombeiros”, disse.

O responsável salientou ainda que a “culpa está na falta de prevenção” de incêndios e de investimentos.

“Não há uma situação estrutural de prevenção municipal, do Estado e do cidadão. Se o Estado não cuida como o cidadão pode fazer. Há também um investimento maior no combate do que na prevenção e enquanto isso acontecer estaremos sempre sujeitos às catástrofes que são os incêndios florestais em Portugal”, disse.

No dia 1 de julho teve início a época mais crítica em incêndios florestais com um dispositivo de combate reforçado este ano com mais 250 bombeiros e quatro meios aéreos, em relação a 2013.

De acordo com dados da Autoridade Nacional de Proteção Civil, desde o dia 1 de julho registaram-se mais de 750 incêndios.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Forças armadas alemãs ponderaram recrutar estrangeiros (mas ninguém se quis juntar)

As forças armadas da Alemanha estão a lutar para atrair recrutas muito necessárias, com o número de novos soldados no Bundeswehr a cair para um recorde no ano passado. A escassez é um desafio urgente para …

FC Porto vs Vitória Setúbal | Superioridade total do dragão

O FC Porto não vacilou e regressou às vitórias na Liga NOS. Na recepção ao Vitória de Setúbal, os “dragões” venceram por 2-0, num jogo que esteve longe de ser espectacular e que valeu pela …

Os portugueses dormem pouco e mal

Os portugueses estão a descansar poucas horas, dormindo em média menos de seis horas diárias, com reflexos negativos na vida ativa e social, disse esta sexta-feira o presidente da Associação Portuguesa do Sono (APS), Joaquim …

Vaticano destitui ex-cardeal dos Estados Unidos por acusações de abusos sexuais

A Congregação para a Doutrina da Fé expulsou do sacerdócio o ex-cardeal e arcebispo emérito de Washington Theodore McCarrick depois de este ser acusado de abusos sexuais de menores e seminaristas, anunciou o Vaticano. Num comunicado, …

Maré de água suja atingiu a já debilitada Grande Barreira de Coral

Um enorme manto de água poluída oriunda das recentes inundações que se registaram no nordeste da Austrália penetrou em partes da já debilitada Grande Barreira de Coral, o maior recife de coral do mundo. Estas camadas …

É oficial: Pedro Marques é o cabeça-de-lista socialista às europeias

O atual ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, é o cabeça de lista dos socialistas às eleições europeias. Era uma notícia já avançada por vários órgãos de comunicação social e hoje António Costa confirmou-a. …

Governo espanhol aprova ordem de exumação de Franco

O Governo espanhol aprovou a ordem para exumar o ditador Francisco Franco do seu atual lugar de enterro, o monumento do Vale dos Caídos, medida à qual a família ainda se opõe. Os familiares de Franco …

Sonda da NASA aperta órbita em preparação para a missão Marte 2020

A missão MAVEN (Mars Atmosphere and Volatile Evolution) da agência espacial norte-americana, já com 4 anos, está a embarcar numa nova campanha para apertar a sua órbita em torno de Marte. A operação vai reduzir …

Trump precisa de oito milhões de dólares para o muro e a Casa Branca explica onde os vai buscar

A Casa Branca identificou esta sexta-feira os fundos federais que serão utilizados pela administração de Donald Trump para conseguir financiar a construção do muro na fronteira com o México. O Presidente norte-americano declarou esta sexta-feira estado …

Desativação de bomba da II Guerra Mundial paralisa e evacua Paris

Mais de mil moradores e trabalhadores evacuados, comboios urbanos, nacionais e internacionais cancelados, estradas fechadas, rotas de autocarro desviadas e pelo menos uma estação de metro encerrada em Paris. Também o bairro de porte de La …