Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial.

Escrito há 75 anos por um oficial da Waffen Schutzstaffel (SS), sob o pseudónimo “Michaelis”, o diário contém os planos do comandante nazi Heinrich Himmler para ocultar riquezas, artefatos e obras de arte europeias roubadas, avançou o site First News, citado na segunda-feira pelo Live Science.

O diário aponta para 11 locais onde os nazis escondiam ouro, jóias, pinturas de valor inestimável e objetos religiosos. Um dos locais é um poço abandonado, com quase 60 metros de profundidade, por baixo do Palácio Hochberg, construído no século XVI, que se situa na vila de Roztoka, no sudoeste da Polónia.



Acredita-se que o ouro presente no fundo do poço tenha vindo do Reichsbank – Banco Central da Alemanha entre 1876 e 1948 – da cidade polaca de Breslau (agora Wrocław), estando estimado em vários mil milhões de euros, informou a First News.

Após a guerra, o diário de “Michaelis” foi mantido escondido, na cidade de Quedlinburg, na Alemanha. Estava na posse de uma loja maçónica com mais de mil anos, que teve como membros oficiais nazis durante o período do Terceiro Reich. Um dos membros terá sido “Michaelis”, que controlava o transporte nazi no sudoeste da Polónia. Membros posteriores incluíam descendentes de oficiais nazis.

Em 2019, a loja maçónica entregou o diário à fundação polaca “Silesian Bridge”. Em março desse ano, a fundação declarou que havia recebido o diário dos seus “parceiros” alemães – membros da loja em Quedlinburg -, que o entregaram como “um pedido de desculpas [à Polónia] pela Segunda Guerra Mundial”.

O diário incluía um mapa com a localização do poço nos terrenos do Palácio de Hochberg, onde o tesouro nazi estava escondido, contou à First News Roman Furmaniak, representante da “Silesian Bridge”. Documentos adicionais sugerem que depois de esconderem o ouro, os nazis assassinaram as testemunhas, atiraram os corpos ao poço e detonaram explosivos para selar a entrada, acrescentou.

Krzysztof Wilk / Malopolska Provincial Office / EPA

Objectos de arte saqueados pelos nazis, devolvidos pelo austríaco Horst von Waechter

Em declarações à First News, a representante do Ministério da Cultura e Património Nacional da Polónia Magdalena Tomaszewska esclareceu que os especialistas já haviam determinado que o diário foi escrito na época da Segunda Guerra Mundial, mas a sua autenticidade ainda não foi confirmada.

O Palácio Hochberg fica na Baixa Silésia, uma região na Polónia que ganhou notoriedade durante e após a Segunda Guerra Mundial por ser um dos locais onde os nazis escondiam mercadorias roubadas dos judeus e arte saqueada de museus e galerias, apontou o Ministério das Relações Externas polaca. A Baixa Silésia estava repleta de cavernas, minas e túneis, “bem como castelos e palácios com masmorras”, que ofereciam aos nazis esconderijos para obras de arte muito grandes, continuou o ministério.

Após a guerra, a Unidade de Inteligência de Roubos de Arte (ALIU) do governo dos Estados Unidos (EUA) vinculou um diretor do Museu da Silésia, Günther Grundmann, às obras de arte roubadas na Baixa Silésia.

Grundmann terá criado uma lista de 80 locais na Baixa Silésia – um dos quais o Palácio Hochberg – onde escondia objetos de valor. Pensa-se que muitos desses esconderijos tenham sido saqueados pelo exército invasor russo enquanto se encaminhavam para a Alemanha, sublinhou o Ministério de Relações Externas.

Os nazis saquearam cerca de cinco milhões de obras de arte europeias que pertenciam a judeus, a museus e a coleções particulares. Em 2013, a ABC News revelou que, após o final da guerra, uma equipa de 350 oficiais e especialistas, conhecidos como “Monuments Men” – uma unidade da ALIU – foi incumbida de localizá-las.

Somente num local, um complexo de minas de sal em Altaussee, na Áustria, foram encontradas milhares de pinturas, ilustrações, livros raros, estátuas e tapeçarias roubadas. Explosivos presentes no local deveriam ter sido explodidos no caso da derrota da Alemanha, mas não chegaram a ser detonados, relatou a ABC News.

Relativamente ao suposto tesouro do Palácio Hochberg, os proprietários planeiam restaurar o edifício, atualmente em ruínas. Um dos próximos trabalhos de conservação incluirá uma busca pelo poço, concluiu a First News.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Caro leitor,
      No título da notícia nunca esteve nazista, esteve sempre “nazi”. Presumo que seja subscritor da nossa newsletter, onde, aí sim, usámos hoje a grafia “nazista” em vez de “nazi”. Esta é uma palavra “mal vista” pelos servidores de email que têm por mui nobre missão entregar a newsletter nas caixas de correio dos leitores que ansiosamente a aguardam.
      Mas, como muito bem diz, “nazista” está correcto em Português pt_PT — apenas soa a pt_BR.

RESPONDER

Maiores de 40 anos vão poder agendar vacinação ainda esta segunda-feira

Os cidadãos com mais de 40 anos vão poder fazer o auto-agendamento para serem vacinados contra a covid-19 ainda esta segunda-feira. O auto-agendamento da vacina contra a covid-19 vai estar disponível a partir desta segunda-feira para …

Escócia 0-2 República Checa | Chapéu Schick deslumbra Glasgow

Um bis de Patrick Schick, rematado com um golo pouco à frente da linha do meio-campo, valeu hoje à República Checa o triunfo sobre a Escócia por 2-0, na primeira jornada do Grupo D do …

Dadores de sangue querem dispensa do trabalho no dia da dádiva

Os dadores de sangue devem voltar a ter direito à dispensa laboral no dia da dádiva, reivindicou esta segunda-feira a federação portuguesa que os representa, alertando que o país perdeu 40 mil dadores regulares entre …

Tiago Barbosa Ribeiro é o candidato do PS à Câmara do Porto

Tiago Barbosa Ribeiro, deputado e presidente da comissão política concelhia do PS-Porto, vai liderar a lista do partido à presidência da Câmara do Porto nas eleições autárquicas. Depois das desistências do secretário de Estado da …

Portugal com mais 625 novos casos e sem registo de mortes

Num dia em que Portugal não regista qualquer óbito, a Direção-Geral da Saúde (DGS) dá conta de que há 625 novos casos confirmados. De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, não houve nenhuma …

Vacina da Novavax com eficácia de 90% comprovada em estudo

A empresa de biotecnologia Novavax anunciou, esta segunda-feira, que a sua vacina contra a covid-19 mostrou uma eficácia de 90%, em geral, num ensaio clínico de fase três com quase 30 mil participantes nos Estados …

Caso dos ativistas anti-Putin: "Ninguém tem dúvidas sobre a posição de Portugal em relação à Rússia"

Esta segunda-feira, à chegada à cimeira da NATO, o primeiro-ministro português, António Costa, pronunciou-se pela primeira vez sobre a polémica dos dados pessoais de ativistas anti-Putin enviados às autoridades russas pela Câmara Municipal de Lisboa. À …

Vereador de Gondomar acusado de usar carro para fins pessoais

O vereador da Câmara de Gondomar José Fernando Moreira está a ser vigiado pela PSP, por usufruir de uma viatura alugada para uso oficial, combustível, portagens e estacionamento. O vereador da Câmara de Gondomar foi acusado, …

"Compromisso renovado da América". Cimeira da NATO em Bruxelas conta com a presença de Joe Biden

Os chefes de Estado e de Governo da NATO reúnem-se esta segunda-feira em Bruxelas para renovar os votos com a defesa coletiva e reforçar o compromisso de futuro da aliança transatlântica. Será o primeiro encontro com …

"Pior que os comunistas". Iniciativa Liberal arrasado após arraial de Santo António

O arraial de Santo António organizado pelo partido Iniciativa Liberal (IL), em Lisboa, levantou uma onda de críticas. Há quem fale em "tolice completa" e Rui Rio diz que ainda foi "pior que os comunistas", …