DGS acredita que o pico da gripe já passou

A gripe em Portugal regista uma tendência estável mas decrescente, estando a época gripal a ser de intensidade baixa a moderada, anunciou na quinta-feira a Direção-geral da Saúde (DGS).

Em conferência de imprensa, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, definiu a época gripal atual como tendo intensidade baixa a moderada, sem grande impacto na mortalidade e morbilidade. Segundo Graça Freitas, o pico da gripe terá já sido atingido, estando a atividade gripal a entrar numa fase descendente.

A responsável sublinhou que mais de dois milhões de portugueses já se vacinaram contra a gripe: “Nunca se vacinou tanto em Portugal como este ano. Só no Serviço Nacional de Saúde [com vacina gratuita] vacinámos cerca de 10% a mais do que nos anos anteriores. E também aumentaram as vacinas em farmácia”.

Apesar da intensidade moderada e de estar em tendência decrescente em Portugal Continental, a atividade da gripe apresenta diferenças regionais. Por exemplo, o Alentejo não registou atividade epidémica. O Algarve estará agora a entrar na fase epidémica, enquanto no Norte e Centro a tendência é decrescente. Na região de Lisboa e Vale do Tejo, a gripe está “num planalto”, estável, mas ainda sem atividade a decrescer.

“Até à data, com todos os sistemas de vigilância, tudo indica que tivemos uma atividade gripal baixa a moderada, com tendência decrescente. Pelo menos em algumas regiões do país já estivemos no pico. Mas poderá sempre haver uma segunda onda, basta haver uma alteração drástica do clima e do vírus”, afirmou Graça Freitas.

Em Portugal o vírus dominante esta época tem sido do tipo B, ao contrário do que se passa na maioria dos restantes países da Europa, em que tem dominado um vírus do tipo A.

Quanto à vacinação, a Direção-geral da Saúde e o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge estimam que a vacina deste ano (tetravalente, que protege contra vários tipos de vírus) esteja a ser eficaz, embora ainda tenham de ser feitos estudos mais apurados não só em Portugal como nos restantes países europeus.

Contudo, o presidente do Instituto Ricardo Jorge, Fernando Almeida, afirmou na conferência de imprensa que “tudo aponta para que a vacina [tetravalente] seja mais efetiva”. A diretora-geral da Saúde adianta ainda que há muitos idosos vacinados contra a gripe, havendo este ano menos carga de doença nessa população.

O grupo etário que “teve uma grande incidência de gripe”, o dos jovens, está atualmente a registar uma “franca descida” dos casos. “Se interpretássemos esta época gripal eu diria que tivemos dois fatores da natureza e um humano a interferir: o das temperaturas, com um inverno ameno; as características de um vírus B, em que a atividade gripal é habitualmente menos intensa e o fator humano será o da vacinação”, resumiu Graça Freitas aos jornalistas.

Quanto à afluência aos serviços de saúde, o dia 26 de dezembro foi o que teve maior procura nos serviços de urgência, com mais de 23 mil episódios de urgência. Mas o dia com maior procura de urgências por infeções respiratórias no geral foi o dia 25 de dezembro.

A diretora-geral de Saúde destaca que a gripe não teve grande impacto nas urgências hospitalares, uma vez que apenas 1,8% dos episódios serão devidos à síndrome gripal. “Houve infeções respiratórias, como há todos os anos, e outras causas típicas de inverno”, justificou Graça Freitas.

A região de Lisboa e Vale do Tejo foi a que sentiu maior pressão nos serviços de urgência hospitalar. Ao nível dos centros de saúde, a DGS indica que houve “uma estabilidade nas consultas”.

A gripe não terá tido também grande impacto na mortalidade, que está de acordo com o esperado. Também as camas adicionais de internamento abertas nos hospitais no âmbito dos planos de contingência não têm tido elevada utilização, com cerca de 50% das camas previstas a serem ocupadas, embora na região de Lisboa e Vale do Tejo esse valor suba para 65%, segundo explicou em conferência de imprensa Ricardo Mestre, vogal da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Polícia do Rio de Janeiro matou cinco pessoas por dia em 2019

A polícia do Rio de Janeiro matou 1.810 pessoas em 2019, um recorde de cinco mortes por dia e um aumento de 18% em relação ao ano anterior, informou o Instituto de Segurança Pública (ISP) …

Governo dedica 20 milhões do Orçamento ao combate à violência doméstica

O orçamento total para combater a violência doméstica em 2020 é de 20,3 milhões de euros, adiantou na quinta-feira a ministra de Estado e da Presidência no Parlamento, Mariana Vieira da Silva, sublinhando o reforço orçamental …

Chega quer câmaras nas fardas e nos carros-patrulha

O Chega, liderado por André Ventura, apresentou um projeto de resolução a defender que os agentes das forças de segurança nacionais devem poder utilizar câmaras, que seriam introduzidas nas fardas e nos carros-patrulha. O partido liderado …

"Não tenho o apoio de Assunção Cristas", diz João Almeida

O candidato à liderança do CDS-PP defende que o partido deve, no imediato, fortalecer-se e depois participar numa "plataforma à direita" de alternativa ao PS, com o PSD, mas sem o Chega. "A alternativa à governação …

Campanha internacional quer salvar leões subnutridos em parque no Sudão

Várias fotografias de leões subnutridos no zoo de Al-Qureshi, no Sudão, atraíram a atenção de milhares de pessoas, que tentam agora salvar os animais. O fotógrafo Ashraf Shazly encontrou cinco leões malnutridos, enjaulados e sem …

Joacine Katar Moreira defende mais direitos para deputados não inscritos em partidos

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, defendeu nesta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos, durante uma reunião do grupo de trabalho para racionalizar os votos objecto de …

Nova universidade internacional de Soros pretende combater populismo e alterações climáticas

O filantropo multimilionário George Soros vai investir mil milhões de dólares (cerca de 904 milhões de euros) numa universidade internacional que terá como foco a oposição a governos autoritários e às alterações climáticas. Segundo avançou o …

"O índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual a nós", diz Bolsonaro

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse, durante um vídeo em direto em que comentava a criação do Conselho da Amazónia, que "o índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual …

Jorge Brito Pereira deixa de ser advogado de Isabel dos Santos

O advogado anunciou, esta sexta-feira, que saiu da sociedade de advogados Uría Menéndez Proença de Carvalho, suspendeu a atividade profissional e, como consequência, vai cessar "o patrocínio jurídico" à empresária angolana. "Face às informações publicadas nos …

621 milhões de euros. Ministra reconhece que redução do défice no SNS ficou aquém

A ministra da Saúde reconheceu, esta sexta-feira, que a redução do défice do SNS em 2019 para 621 milhões ficou aquém do que estava previsto, sublinhando o aumento dos custos com pessoal. A ministra da Saúde, …