Dez pessoas presas em Berlim por ataque contra judeu sírio

A polícia alemã deteve este domingo dez pessoas por suspeita de participação num ataque anti-semita num parque de Berlim. Os detidos foram acusados de agredir e insultar um homem de nacionalidade síria que usava uma corrente com a estrela de David, símbolo do judaísmo.

Segundo o jornal Die Welt, seis dos suspeitos são também originários da Síria. Três dos atacantes têm nacionalidade alemã, e a nacionalidade do décimo agressor não foi determinada.

De acordo com as autoridades, a vítima, um judeu sírio de 25 anos, aproximou-se dos suspeitos para pedir um isqueiro enquanto passeava no parque James-Simon, no centro de Berlim. Segundo o jovem sírio, os agressores inicialmente roubaram-lhe o cigarro.

Quando a vítima reclamava, os agressores terão reparado no símbolo judeu que trazia ao pescoço, passando então a gritar insultos anti-semitas. Um dos agressores bateu no rosto do homem.

Após a agressão, a vítima fugiu, tendo acabado por cair. Uma vez no chão, foi brutalmente agredida a pontapé pelos dez agressores. O ataque só parou quando outras pessoas que se encontravam no parque acorreram a ajudar. A vítima sofreu cortes na cabeça e foi levada para um hospital.

A polícia informou que os suspeitos pelo ataque, três mulheres entre os 15 e os 21 anos e sete homens entre os 17 e os 25 anos, foram libertados no mesmo dia. Uma unidade de investigação especializada em crimes de ódio assumiu o caso.

Ataque em abril chocou a Alemanha

Em maio, um refugiado sírio de origem palestina de 19 anos foi considerado culpado por um tribunal de Berlim por lesão corporal grave e por ofender dois homens que caminhavam pela capital alemã com quipás, os chapéus característicos do judaísmo.

O ataque ocorreu no dia 17 de abril, em plena luz do dia, e demonstrou a persistência de anti-semitismo na Alemanha, não só entre membros da extrema direita, mas também entre imigrantes muçulmanos.

Na altura, um árabe-israelita de 21 anos e um amigo, alemão de origem marroquina de 24 anos, passeavam usando quipás nas ruas do bairro de Prenzlauer Berg quando começaram a ser insultados em árabe por três homens. Quando os dois amigos pediram para que os três árabes parassem, o sírio de 19 anos começou a agredi-los.

A árabe-israelita que foi atacado contou mais tarde à DW que não era judeu, mas tinha decidido usar o quipá para testar se era perigoso para um judeu caminhar pelas ruas da capital alemã com a peça de vestuário religiosa.

A pena aplicada ao agressor incluiu quatro semanas de detenção num centro juvenil. O jovem sírio, identificado como Knaan al-S, no entanto, já tinha cumprido esse período em detenção antes do fim do julgamento e acabou por deixar o tribunal em liberdade.

O ataque foi condenado por líderes religiosos e políticos na Alemanha. O incidente também provocou protestos em Berlim e em várias outras cidades alemãs. Milhares de pessoas saíram à rua com quipás para protestar contra o anti-semitismo no país.

PARTILHAR

RESPONDER

Vitória em Lisboa dá novo fôlego a Rio. Rangel mantém tudo em aberto

Os resultados eleitorais deste domingo, e sobretudo a vitória de Carlos Moedas em Lisboa, deram a Rui Rio novo fôlego enquanto líder e mais margem de manobra para lidar com os rivais internos. Os resultados das …

Sporting tenta redenção em Dortmund, FC Porto recebe carrasco Liverpool

Sporting e FC Porto têm hoje duelos de elevado grau de dificuldade na segunda jornada da Liga dos Campeões de futebol, com os ‘leões’ a viajarem até Dortmund e os ‘dragões’ a receberem o Liverpool. Na …

Sem sucesso na Europa, Olunga é o diamante de Luís Castro (e leva sete golos em dois jogos)

Com uma passagem sem sucesso pelo Girona, Michael Olunga é um marcador prolífico na Ásia, onde é treinado por Luís Castro e onde leva sete golos em dois jogos. O jogo entre o Al-Duhail e o …

Nuno Freitas demite-se da presidência da CP

Nuno Freitas irá deixar o cargo de presidente da CP a 1 de outubro, sexta-feira. O engenheiro, que terminava o mandato dentro de três meses, pediu à tutela para sair mais cedo da empresa por …

Operação Marquês. MP entrega recurso, mas Sócrates diz que o prazo "excepcionalérrimo" já acabou

O prazo para o MP avançar com o recurso acabou no dia 23, mas os procuradores entregaram os documentos esta terça-feira, nos três dias úteis adicionais que geralmente são concedidos. No entanto, a defesa de …

Chegou ao fim a "missão espinhosa coroada de sucesso" da task force

A task force responsável pelo plano de vacinação contra a covid-19 confirmou, esta terça-feira, o fim da missão no contexto da pandemia e a transição para um núcleo de coordenação. Tal como tinha sido avançado pelo …

Pizzi nunca jogou tão pouco como esta época

Nunca Pizzi jogou tão pouco como esta temporada ao serviço do SL Benfica. O médio era uma das peças mais importantes do plantel, mas tem vindo a perder relevância. "Ele não tem entrado tanto de início, …

Marcelo recusa crises políticas e defende discussão de reforma do Estado até às legislativas de 2023

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu esta segunda-feira que o país deve manter-se livre de crises políticas até 2023, mas considera difícil deixar de se fazer uma discussão sobre a reforma do …

Arqueólogos encontram o primeiro geoglifo do mundo em forma de touro

Um geoglifo em forma de touro foi encontrado num sítio arqueológico localizado no sul da Sibéria, informou o Instituto de História e Cultura Material da Academia de Ciências da Rússia. Apesar do touro ser um símbolo …

"O BE teve um mau resultado." Catarina Martins assume derrota, mas deixa aviso a Moedas

No day after, e já com a notícia consolidada da vitória de Carlos Moedas em Lisboa, Catarina Martins não hesitou em assumir a derrota do Bloco de Esquerda. Lisboa era a Câmara mais relevante para o …