Despedido por não cortar água aos pobres, “Robin Hood” francês tenta recuperar emprego

IUCNweb / Flickr

-

Um francês, despedido por ter se recusado a cortar a água de famílias pobres que não pagavam as contas, tenta recuperar o seu emprego na Justiça.

Marc, cujo apelido não foi revelado pela imprensa, trabalhou durante 20 anos na filial de gestão de águas da multinacional francesa Veolia, que factura mais de 29 mil milhões de euros e emprega 318 mil pessoas em 48 países do mundo.

O homem trabalhava no serviço de cobranças na unidade do grupo em Avignon, no sul da França, e era encarregado de cortar o fornecimento de água de clientes devedores.

Mas desde 2006 que se recusava a cumprir a tarefa, apesar das inúmeras advertências da direcção da empresa.

Na carta de demissão de Marc, a empresa justifica o despedimento pela “recusa da realização dos cortes do sistema de água decorrentes do não pagamento das contas”.

“Em algumas casas, o frigorífico estava vazio, não havia nada para comer. Sou antes de tudo humano”, contou Marc à rádio France Bleu Vaucluse.

“Eu tentava negociar com as pessoas, propunha-lhes dividir os valores em várias prestações, orientá-las, porque não eram maus pagadores”, declarou Marc, que afirma ter solicitado à empresa inúmeras vezes a sua transferência para outro serviço do grupo.

“Há anos que pedia para mudar de função. Não é fácil ir a casa das pessoas cobrar dinheiro. Muitas vezes fui insultado”, diz o ex-funcionário.

A Veolia alega que o não cumprimento das ordens para cortar o fornecimento de água causava problemas à organização da empresa, já que outros empregados tinham de realizar a tarefa no seu lugar.

“No seu contrato, estava escrito que Marc tinha essa função. Somos uma empresa com regras. Os funcionários não escolhem as tarefas que têm vontade de realizar”, afirmou um responsável regional da Veolia.

A empresa afirma que os cortes de água diziam respeito aos “maus pagadores”.  Segundo um porta-voz da companhia, “as pessoas desfavorecidas são da alçada dos serviços sociais, que podem assumir uma parte ou o montante total das contas não pagas”.

Community Eye Health / Flickr

-

Quando era possível, Marc instalava no relógio de água um sistema que diminuía a pressão, mas permitia ao cliente manter o fornecimento com um volume de água reduzido.

O ex-funcionário afirma que a partir de 2009 houve mudanças na política da empresa em relação aos clientes devedores e que o corte total da água passou a ser exigido de forma sistemática.

Segundo o jornal regional Midi Libre, cerca de 1000 famílias na região de Avignon teriam sido beneficiadas pela decisão do funcionário de não cortar o fornecimento de água.

Apoio

O ex-funcionário tem o apoio dos sindicatos e moradores de Avignon.

“A água é um bem universal. Marc recusava-se simplesmente a cortar a água de pessoas desfavorecidas. Algumas já nem tinham móveis nem comida em casa”, diz Thierry Lapoirie, secretário-geral da unidade regional do sindicato CGT.

Uma petição intitulada “Demitido pelo direito à água“, lançada pelo sindicato na internet, recolheu 7 mil assinaturas.

O julgamento da sua demissão e do seu pedido para ser reintegrado noutro serviço da empresa deveria ter ocorrido esta quinta-feira, mas a decisão foi adiada para março.

Dezenas de pessoas com cartazes reuniram esta quinta-feira em frente ao tribunal do Trabalho de Avignon para apoiar o ex-funcionário e protestar contra a sua demissão e os “cortes de água selvagens”.

“Esse senhor é muito corajoso. Temos o direito de nos revoltar contra a sua demissão. A água não é uma mercadoria”, afirmou Marie-Helène, uma das manifestantes, ao Midi Libre.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por cá temos problemas idênticos mas não temos “Robin Hoods” porque somos demasiado cobardes e somos demasiado sub-servientes, somos portugueses e o nome diz tudo, somos um povo com bom coração e humildes demais, por isso podem usar e abusar de nós que simplesmente aguentamos tudo.

RESPONDER

"Morri no Paralelo79N". Diário revela as últimas horas de um explorador que morreu sozinho na Gronelândia

Os investigadores analisaram a última entrada do diário de explorador polar do século XX, Jørgen Brønlund, incluindo uma curiosa mancha negra, escrita antes de morrer sozinho no nordeste da Gronelândia, descobrindo o que lhe aconteceu …

Cybershoes. O problema de andar em Realidade Virtual pode já ter uma solução

Um dos problemas com os jogos de Realidade Virtual é que, normalmente, as experiências são definidas numa escala maior do que uma sala de estar. Assim, o jogador acaba por ter de ficar numa parte …

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …

Hackers expõem na cloud dados que roubaram de utilizadores do Spotify. Foi um acidente

Um grupo de piratas informáticos compilou uma base de dados com cerca de 250.000 palavras-passe do Spotify e armazenaram os dados na cloud. No entanto, esqueceram-se de proteger o armazenamento com uma palavra-passe. De acordo com …