Deputado do PSD que avançou com proposta de referendo à eutanásia acabou a assumir alcoolismo

Pedro Rodrigues, deputado social-democrata e antigo líder da JSD, assumiu publicamente, através do Facebook, ter um problema de alcoolismo.

Num texto publicado no Facebook, o social-democrata explica que faz esta revelação por estar a ser vítima de “ataques pessoais inaceitáveis” depois de ter encabeçado uma proposta de referendo à eutanásia contra a vontade da direção do PSD, o que provocou uma espécie de “rebelião” na bancada.

Sim, tenho um problema de alcoolismo. É um tema que apenas diz respeito à minha intimidade e à minha família. Tenho vivido esse tema com o firme apoio da minha mulher e da minha família. Decidi hoje assumi-lo porque além do sofrimento pessoal em que estou mergulhado tenho sofrido ataques pessoais inaceitáveis. A ideia de que não posso assumir uma posição política de princípio, porque alguém considera que não sou capaz é algo que me repugna profundamente”, escreveu o ex-líder do PSD naquela rede social.

Alcoolismo| Sim tenho um problema de alcoolismo. É um tema que apenas diz respeito à minha intimidade e à minha familia….

Publicado por Pedro Rodrigues em Quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

A terminar, Pedro Rodrigues explica porque não participou no debate desta quinta-feira e pede desculpa por isso. “Não estarei hoje na Assembleia da República como devia. Peço desculpa aos que acreditam em mim. Mas não consigo fazê-lo… Estarei junto dos meus sempre… Mas jamais deixarei de lutar intransigentemente por aquilo em que acredito…”.

Entre terça e quarta-feira, Pedro Rodrigues, ex-líder da JSD, divulgou uma nota aos jornalistas assegurando que era o primeiro subscritor de um movimento de alguns deputados do PSD no sentido de avançarem com uma iniciativa legislativa para propor um referendo à eutanásia.

De acordo com o Observador, a direção da bancada social-democrata não gostou, uma vez que o entendimento que vem de cima é o de que o referendo não é uma questão que se coloque “agora”, pelo que o vice-presidente Adão Silva apressou-se a dizer que não iria dar seguimento a tal proposta, se ela se confirmasse.

Depois de Pedro Rodrigues ter avançado com os nomes de alguns deputados do PSD que também seriam subscritores dessa petição (Alberto Machado, Cristóvão Norte, Carlos Silva, Pedro Pinto ou Pedro Alves), quatro desses deputados vieram dizer que o seu nome tinha sido usado “de forma abusiva” e que, apesar de defenderem um referendo, não o queriam fazer “à revelia” da direção da bancada e do partido.

Pedro Pinto, conhecido crítico de Rui Rio, deu mais gás à iniciativa, afirmando na quarta-feira à tarde que não era por Rui Rio não querer iniciar já a discussão sobre o referendo que ela não deve ser iniciada.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os mesmos deputados que julgam que este senhor não tem condições para “assumir uma posição política de princípio” por causa do seu problema com o álcool são os mesmos que defendem que uma pessoa com uma doença que lhe causa um sofrimento extremo, mesmo que seja psicológico, pode tomar a decisão de ser eutanasiado. Ou seja, a pessoa tem o direito à autodeterminação para escolher a hora e a forma de morrer, mas não tem o direito de se autodeterminar quanto às suas convicções durante a sua vida.
    Muitas pessoas defendem a pena de morte, outras tantas defendem que ninguém tem o direito de tirar a vida.
    Não deixa de ser irónico.

RESPONDER

Arqueólogos revelam condições horríveis de campo de concentração nazi no Reino Unido

Uma equipa de arqueólogos revelou as condições horríveis de um campo de concentração nazi em Alderney, a ilha britânica mais setentrional do Canal da Mancha, onde estavam prisioneiros políticos e trabalhadores forçados durante a Segunda …

Governo quer reabrir ensino secundário a 4 de maio. Telescola deve arrancar depois da Páscoa

O Governo está a preparar a reabertura das escolas apenas para o ensino secundário para 4 de maio. Ainda falta ouvir a Direção-geral da Saúde, os especialistas, o Conselho Nacional de Educação e o Conselho …

“Não há razão para alarme”. Governo quer perdoar penas até dois anos e antecipar liberdade condicional

A proposta de lei do Governo que estabelece um regime excecional para as prisões, no âmbito da pandemia covid-19, já deu entrada na Assembleia da República, podendo ser consultada na página oficial do Parlamento. No diploma, …

O nosso cérebro evoluiu para acumular mantimentos (e julgar os outros por fazer o mesmo)

O nosso cérebro evoluiu de uma forma que, em situações de stress, acumulamos mantimentos e julgamos os outros por fazer exatamente o mesmo. Os media estão repletos de histórias – e a condenação – de pessoas que …

Autarca de Vieira do Minho denuncia: testes estão a ser desviados para Lisboa

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Gerês/Cabreira, Vieira do Minho, detetou 77 infetados pelo novo coronavírus, com os autarcas da área a reclamarem contra a demora na distribuição de testes, disse esta sexta-feira à …

Trump recomenda uso de máscaras (mas recusa-se a usá-las)

Esta sexta-feira, os Estados Unidos tiveram, pelo quarto dia consecutivo, o maior número de mortes em 24 horas, num total de 1.094, e contam com quase 30 mil novos casos. No seu briefing diário, de acordo …

A Antártida já foi uma floresta tropical

A Antártida pode ter sido o lar de ecossistemas quentes e pantanosos cercados por fetos e árvores coníferas há 90 milhões de anos, altura marcada pelo auge dos dinossauros. Uma análise do solo antigo extraído da …

Algumas estrelas têm "veneno" dentro de si (e é por isso que explodem)

Algumas estrelas têm um "veneno" dentro de si: o elemento néon no núcleo das estrelas pode desencadear uma reação química que leva a uma morte definitiva e explosiva. Estrelas menos massivas, como o nosso Sol, expandem-se …

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …