Deco investigou. Combustíveis simples “não são mais baratos”

A associação de defesa do consumidor Deco considerou que os combustíveis simples, à venda desde esta semana, “não são mais baratos” e que o consumidor tem dificuldade em escolher, porque a lei não é clara.

“Parte deste problema deve-se ao facto de a portaria que define a forma como se deverá identificar o combustível ter sido publicada apenas esta semana e com entrada em vigor prevista para 4 de maio. É inaceitável que uma informação tão importante para o consumidor tenha ficado para o último momento, pondo em causa os objetivos da lei”, diz a Deco Proteste numa nota de imprensa.

Num texto publicado no seu site, a publicação da associação de defesa do consumidor diz ter visitado 112 postos de abastecimento, no dia antes e no dia depois da entrada em vigor da lei, para ver por quanto e em que condições estão a ser vendidos os combustíveis simples.

A associação concluiu que, relativamente aos preços, existe “de tudo um pouco”, assim como a confusão nos postos de abastecimento.

“Nalguns casos não se consegue identificar o combustível simples na altura do abastecimento”, referiu a Proteste.

Na investigação feita esta semana nas bombas de abastecimento, a Deco Proteste recolheu mais de 900 preços de gasolina 95 e gasóleo e concluiu que as diferenças de preços dos combustíveis simples são mínimas (entre 0 e 3 cêntimos) face aos combustíveis normais.

Segundo os cálculos feitos pela Proteste, quem gastar um depósito de combustível por mês, conseguirá uma poupança de 10 euros por ano.

Os postos de abastecimento passaram hoje a vender combustíveis simples, gasóleo e gasolina sem aditivos, cumprindo a lei nº. 6/2015, aprovada por unanimidade no Parlamento e contestada pelas petrolíferas.

As quatro petrolíferas seguiram uma estratégia diferente na aplicação da lei que obriga todos os postos de combustível do território continental a disponibilizar combustíveis simples.

A Galp vai substituir a sua gama de combustíveis ‘premium’ – aditivados e mais caros – pelos combustíveis simples.

A BP, a Cepsa e a Repsol vão disponibilizar exclusivamente os seus produtos ‘premium’, complementando a oferta com os produtos simples.

Na altura da discussão da proposta legislativa, a Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas alertou para o facto da redução de preços não vir a ser a pretendida pelo Governo, dada a impossibilidade de as petrolíferas praticarem preços próximos dos postos das grandes superfícies, uma vez que são modelos de negócio diferentes, com níveis de serviço distintos.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Como não podia de ser, governo criou de novo uma nova lei e mais uma vez outra treta…e como essa lei parece um queijo Suiço as gasolineiras lixaram de novo o povo, retiraram o combustivel de qualidade e meterem o lowcost de baixa qualidade ao preço de qualidade…será que este governo alguma vez irá se preocupar em fazer leis com pés, cabçe a e menbros?! as unicas leis que este governo cria e que são bem feitas são os impostos de forma a chupar tudo o que o povo tem…acho que está na hora de limpar com estes “carrascos” do governo que como sempre só nos lixam à grande…e meter na cadeia toda a escumalha que sempre lixou o país!!!

RESPONDER

Democratas norte-americanos pedem que Biden negue fundos para a Amazónia devido à atitude de Bolsonaro

A poucos dias de Joe Biden se encontrar com Jair Bolsonaro, o Presidente norte-americano foi instado pelos senadores a condicionar o apoio à redução da desflorestação na Amazónia. Democratas do Senado norte-americano enviaram esta sexta-feira uma …

Raúl Castro abandona liderança do partido comunista de Cuba

A família de Fidel Castro vai abandonar o comando do país. Raúl Castro confirmou que vai deixar o cargo de chefe do partido comunista de Cuba, num congresso do partido que decorreu na sexta-feira, em …

Governo dos Açores recorre a emigrantes nos Estados Unidos para conseguir vacinas

O Governo dos Açores vai desenvolver contactos junto de políticos e empresários de ascendência açoriana nos Estados Unidos da América para tentar que o país ceda ou venda vacinas contra a covid-19 à região. "Vamos sensibilizá-los …

Portugal regista cinco mortos e 649 novos casos de covid-19

Este sábado, Portugal regista mais cinco mortes e 649 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

"É preciso fazer mais, muito mais." Empresários insatisfeitos com Plano de Recuperação

Os empresários não estão satisfeitos com o documento e alertam para "sérios riscos" associados à implementação do Plano de Recuperação e Resiliência. A Associação Empresarial de Portugal (AEP) alerta para “sérios riscos” associados à implementação do …

Nova Zelândia avança com lei de mudança climática que nenhum outro país se atreveu a aprovar

A Nova Zelândia vai forçar o setor financeiro a fornecer informações sobre impacto ambiental. A primeira-ministra Jacinda Ardern prometeu que o país vai alcançar a neutralidade nas emissões de carbono até 2050. A Nova Zelândia vai …

Task force muda regras. Vai ser mais difícil saber qual a vacina que será administrada

Vai ser mais difícil para as pessoas acima dos 60 anos saber com antecedência qual será a vacina que vão receber (AstraZeneca, Pfizer e Moderna). Todas as semanas, as três vacinas passam a "rodar de …

Antigo rito sagrado "entre irmãos" pode ter sido, na verdade, o casamento homossexual

A adelfopoiese era uma cerimónia praticada historicamente na tradição cristã para unir duas pessoas do mesmo sexo - normalmente homens - num relacionamento reconhecido pela igreja, análogo ao irmão. Segundo documentos históricos, com 20 anos, Simeão …

Derek Chauvin, acusado de matar George Floyd, recusa-se a testemunhar em tribunal

Derek Chauvin, o antigo agente da polícia acusado de ter asfixiado o cidadão afro-americano George Floyd, informou o tribunal de que não vai testemunhar no processo. Derek Chauvin decidiu que não vai testemunhar. "Invoco hoje o …

Sporting recusou Haaland por 2,5 milhões em 2018 (agora o avançado vale 150 milhões)

Erling Haaland, avançado norueguês, é a grande pérola do momento no futebol europeu, sendo cobiçado por clubes como Barcelona e Real Madrid. Em 2018, o Sporting poderia tê-lo contratado, mas achou-o "demasiado caro". Com 33 golos …