De Portugal partiram 3 camiões carregados com ajuda para super-heróis

Três camiões carregados com 66 toneladas de roupa, comida, medicamentos e brinquedos são “a ajuda para super-heróis” que um grupo de amigos pôs este sábado a caminho da Croácia e Eslovénia para entregar a milhares de refugiados.

Partiu hoje de viagem, por volta das 12:15, a Caravana Aylan Kurdi, a caravana humanitária que um movimento de cidadãos pôs em marcha no espaço de uma semana, batizada em homenagem ao menino sírio de três anos que morreu na travessia do Mediterrâneo, cujas imagens chocaram o mundo e desencadearam uma mudança de atitude por parte dos líderes europeus.

Numa caixa de sapatos foi arrumado um boneco do Mr. Incredible, que terá sido parceiro de brincadeiras de uma criança portuguesa. O Mr. Incredible leva escrito a marcador preto, na tampa da caixa, uma mensagem, em inglês, que alguém quis que fosse entregue à criança que o receber: “You are a super hero. Stay strong” (Tu és um super-herói. Mantêm-te forte).

Este é apenas um exemplo entre muitos encontrados pelos voluntários que ajudaram a recolher, organizar e embalar as toneladas de donativos para os milhares de refugiados retidos na Croácia, impedidos de seguir viagem para o norte da Europa pela Hungria e pela Eslovénia.

“Foi uma experiência muito emocional que nos foi dando muita força e motivação ao longo dos dias. As pessoas galvanizaram-se de uma forma que nos sensibilizou e comoveu e estamos esmagados com essa reação. Havia bilhetes para crianças nos bolsos de roupa para crianças. Havia brinquedos com mensagens nas caixas em que foram embalados. Muitos pequenos gestos que revelam uma grande humanidade das pessoas que se envolveram”, disse à Lusa Maria Miguel Ferreira, uma das organizadoras da caravana.

Maria Miguel segue viagem num carro de apoio à caravana, com outros três mentores da iniciativa, com o objetivo de “garantir que a carga chega ao destino” e, em permanente contacto com os quatro voluntários que partiram na sexta-feira para Zagreb, capital da Croácia, e que já se encontram “no terreno a acompanhar o que acontece em termos de rotas de refugiados”.

“Preocupações, nenhumas. Trabalho, muito”, são as informações que chegam da Croácia, que poderá nem ser o destino final.

O nosso objetivo é entregar onde for necessário. Estamos em coordenação com as autoridades e várias ONG nos países da região. Na Croácia, mas também na Eslovénia. Estamos a acompanhar o que se passa e a tentar assegurar-nos de que quando a carga estiver já na região nada nos impedirá de a distribuir”, acrescentou.

Esperam não demorar mais do que quatro dias a chegar até aos refugiados, não antevendo bloqueios à sua passagem, até porque viajam com um salvo-conduto do Alto Comissariado para os Refugiados das Nações Unidas (ACNUR) e cartas de cortesia das embaixadas da Croácia em Portugal e de Portugal na Croácia.

Centenas de voluntários tornaram possível a iniciativa, para além dos 10 organizadores e de 30 empresas que se associaram ao projeto com donativos, ao longo da última semana.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Isto é preciso ser uns grandes hipócritas. Há cá tantos sem abrigo., tantas famílias portuguesas ter uma refeição digna desse nome.mas estes e estes hipócritas e o governo esta-se cagando para isso., Com certeza, estão a dar uma de santinho e solidários para arranjarem tacho. Primeiro pensem nos nossos que tanto necessitam.

RESPONDER

Superterras "nuas" dão pistas sobre a evolução de atmosferas quentes

TOI-1634b e TOI-1685b, duas superterras rochosas, carecem de atmosferas primordiais espessas, em órbitas muito próximas em torno de duas anãs vermelhas. TOI-1634b e TOI-1685b, dois candidatos a planeta, localizam-se na constelação Perseus, aproximadamente à mesma distância …

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …

Com todos os votos contados, PS vence com pior resultado que em 2013 e PSD conquista 113 câmaras

PS continua a ser o partido com mais representação autárquica em Portugal, apesar de cair para números anteriores à liderança de António Costa. PSD recupera das hecatombes de 2013 e 2017. Quase 24 horas depois após …

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …

Pelo menos 24 países criaram novas leis para controlar o conteúdo na Internet, revela relatório

Autoridades de pelo menos 24 países, incluindo os Estados Unidos (EUA), estabeleceram novas regras que determinam o tratamento dos conteúdos por parte das plataformas 'online', concluiu um relatório da Freedom House. No seu relatório anual, intitulado …