David Cameron admite ter lucrado com offshore do pai

World Economic Forum / Flickr

O primeiro ministro britânico, David Cameron

O primeiro ministro britânico, David Cameron

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, reconheceu que tinha ações na offshore do pai antes de assumir o cargo de chefe de Governo, e que lucrou com a venda da sua participação.

O primeiro-ministro britânico admitiu, numa entrevista ao ITV News, que ele e a mulher, Samantha, tiveram uma participação no Investment Trust Blairmore entre 1997 e janeiro de 2010, quatro meses antes de Cameron entrar em Downing Street.

“Tínhamos cinco mil unidades no Blairmore Investment Trust, que vendemos em janeiro de 2010. Elas valeram cerca de 30 mil libras”, assumiu o PM britânico na entrevista.

De acordo com o Guardian, o casal vendeu as suas ações por 31,5 mil libras (mais de 37 mil euros), um valor muito acima do de compra, dando um lucro de 19,003 libras. O primeiro-ministro garante ter declarado os dividendos anuais recebidos a partir do investimento, além de pagar o imposto de renda sobre qualquer retorno.

De acordo com documentos da empresa de advogados panamiana Mossack Fonseca, investigados pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), Ian Cameron, o pai já falecido do primeiro-ministro britânico, era diretor da offshore Blairmore Holdings, um fundo de investimento com domicílio nas Bahamas criado em 1980 e que ainda existe.

Para evitar ter que pagar impostos na Grã-Bretanha, Ian Cameron terá contratado um pequeno grupo de moradores das Bahamas – incluindo um bispo a tempo parcial – para assinar a sua papelada.

O líder da oposição trabalhista, Jeremy Corbyn, já pediu a abertura de um inquérito independente sobre as acusações em relação à família Cameron.

Quando os Panama Papers foram divulgados, a primeira reação do escritório do primeiro-ministro foi declarar que a questão referente à empresa do pai era um assunto privado. Em seguida, a chancelaria britânica informou que o primeiro-ministro não possuía ações na empresa.

O próprio David Cameron chegou a defender que “não possuía quaisquer ações”, e que vive com o “vencimento de primeiro-ministro e algumas economias dos juros e rendimentos de sua casa, agora alugada, pois ele e sua família vivem em Downing Street”.

“Não existem fundos nem investimentos offshore dos quais o primeiro-ministro, a sua mulher, Samantha, e os seus filhos possam beneficiar no futuro”, reforçou esta quinta-feira um comunicado do gabinete do PM britânico.

No último domingo, o ICIJ publicou as primeiras reportagens de uma mega-investigação resultante de uma fuga de dados da empresa panamenha Mossack Fonseca, que chegou às mãos de jornalistas do diário alemão Süddeutsche Zeitung.

Estes documentos testemunham intrincados esquemas de corrupção usados por numerosas personalidades internacionais, trazendo informações sobre negócios secretos e bens em paraísos fiscais de 140 responsáveis políticos ou personalidades públicas.

Mais de uma centena de jornais em todo o mundo contribuíram para a investigação baseada nos 11,5 milhões de documentos, designados Panama Papers

Segundo o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação, que reuniu para este trabalho 370 jornalistas de mais de 70 países, mais de 214.000 entidades offshore estão envolvidas em operações financeiras em mais de 200 países e territórios em todo o mundo.

ZAP / SN / Agência Brasil

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Vacina da Johnson & Johnson chega esta semana. Portugal recebe 30 mil vacinas na quarta-feira

As primeiras 30 mil vacinas da Janssen, do grupo Johnson & Johnson, vão chegar a Portugal na próxima quarta-feira. Portugal vai receber, já na próxima quarta-feira, o primeiro lote de 30 mil vacinas da Janssen. No …

Reembolsos do IRS já começaram a ser processados (e chegam “a meio desta semana”)

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) já começou a processar os primeiros reembolsos do IRS e o valor deverá chegar à conta dos contribuintes a meio desta semana, avançou à Lusa o secretário de Estado …

Todos os anos, caem mais de 5 mil toneladas de poeira extraterrestre na Terra

A Terra está constantemente sob uma chuva de poeira espacial. Após duas décadas de recolha de material na Antártida, uma equipa de cientistas conseguiu quantificá-la: caem cerca de 5.200 toneladas de micrometeoritos a cada ano. Os …

Encontradas três "estrelas fracassadas" ultrarrápidas. Estão prestes a autodestruir-se

Uma equipa de cientistas identificou as três anãs castanhas de rotação mais rápida já encontradas. Estas estrelas, conhecidas como "estrelas fracassadas" estão a girar tão depressa que podem estar prestes a desfazer-se. Usando dados no Spitzer …

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Sporting 1-1 Famalicão | Leão volta a tremer e vê Porto a 6

Segundo empate consecutivo do Sporting na Liga NOS, e pelo mesmo resultado, 1-1. Na recepção ao Famalicão, o líder do campeonato começou bem, marcou, mas sofreu um golo de imediato e nunca mais se encontrou …

Arqueólogos descobrem túnel medieval na Polónia. Tinha restos mortais de 18 carmelitas

Uma equipa de arqueólogos descobriu um cemitério medieval onde estava sediado um mosteiro do século XIV. No local foi ainda encontrado um túnel com dezoito esqueletos de padres carmelitas. A descoberta ocorreu em Jaslo - uma …

Militantes apoiados pelo Al-Qaeda defendem uso de mel contra a covid-19

O Al-Shabaab, um grupo rebelde islâmico apoiado pela Al-Qaeda, apela ao boicote à vacina da AstraZeneca contra a covid-19. A alternativa é "cominho preto e mel". A vacina da AstraZeneca não está apenas a levantar preocupações …

Em menos de um ano, a polícia foi chamada a intervir pelo menos nove vezes na mansão dos Sussex

A vida nos Estados Unidos não tem sido fácil para os duques de Sussex. No último ano, a polícia da Califórnia foi chamada pelo menos nove menos à mansão onde o casal habita desde que …

Rivalidade entre China e Índia é obstáculo à maior aproximação entre os BRICS, diz especialista

Apesar de os BRICS representarem "o tipo de relações entre países que queremos no século XXI", a rivalidade entre a Índia e a China ainda é um obstáculo a uma maior integração, dizem os especialistas. Na …