/

Dalai Lama aponta as decisões “erradas” e “lamentáveis” de Trump

Jan Michael Ihl / Flickr

Dalai Lama

Em entrevista à RIA Novosti, o décimo quarto Dalai Lama Tenzin Gyatso apontou as decisões “erradas” e “lamentáveis” tomadas pelo Presidente norte-americano Donald Trump durante o seu mandato. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

No entender do líder espiritual do budismo tibetano, a venda de armas à Arábia Saudita e a saída do Acordo de Paris são algumas das decisões do líder da Casa Branca.

Segundo o Dalai Lama, o mundo está agora numa “posição crítica”, e Trump, assim como o seu homólogo russo Vladimir Putin, dirigem grandes países e, por isso, “carregam um fardo maior de responsabilidade”, disse, citado pela Russia Today.

“Claro, não tenho o direito de criticar as ações do Presidente Trump, mas pense por um momento: [Trump] vendeu milhões de armas à Arábia Saudita, o que, na minha opinião, está errado. Também deixou também o Acordo de Paris sobre o clima. É muito lamentável”, apontou o líder espiritual.

“O líder de um país destas dimensões deve ver a figura geral e pensar no que será útil para o país a longo prazo. É muito importante. Não deveria pensar apenas em obter resultados a curto prazo”, frisou Gyatso.

Dalai Lama frisa ainda que o aquecimento global é um problema muito sério. Na sua opinião, é necessário “dar mais atenção às questões relacionadas à ecologia“.

O líder espiritual apontou ainda que há agora mais pessoas que se preocupam com a conversação do meio ambiente, o que representa um bom sinal para o futuro do planeta.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.