Dalai Lama abre as portas à sucessão por uma mulher e regresso ao Tibete

IMs Bildarkiv / Flickr

Dalai Lama

O líder budista, Dalai Lama

O Dalai Lama, que se encontra de visita a uma região da Índia cuja soberania é reivindicada pela China – uma viagem muito criticada por Pequim – afirmou este sábado que o seu sucessor poderia ser uma mulher e reconheceu que voltará ao Tibete se receber um “sinal adequado” por parte do governo chinês.

“A possibilidade de uma Dalai Lama mulher é muito alta para os anos vindouros“, disse o líder budista em conferência de imprensa no estado de Arunachal Pradesh, no nordeste da Índia.

A sua sucessor terá que ser, no entanto, “muito atraente”, disse o Dalai Lama em jeito de brincadeira.

O líder religioso mostrou-se convencido de que reencarnará depois de morrer, mas “ninguém sabe” quando isso acontecerá, e insistiu que a China não pode decidir quem será seu sucessor, como pretende, pois isso seria um “completo disparate”.

Quanto ao seu possível regresso ao Tibete, o Prémio Nobel da Paz de 1989 pela sua luta pacífica a favor da libertação deste território não descarta a ideia, se houver uma mudança na atitude do governo chinês.

“Acredito que mais de 90% do Tibete quer que eu volte, muitos estão à minha espera. Há até milhões de chineses budistas que me querem de volta. Mas só voltarei quando houver um sinal positivo do governo chinês”, afirmou o Dalai Lama.

No segundo dia da sua visita à cidade de Tawang, próxima da fronteira com o Tibete e por onde entrou na Índia na sua fuga das tropas chinesas em 1959, o Dalai Lama defendeu que a oposição de Pequim à sua viagem é a uma “politização” dos factos.

Esta é a quinta vez que o líder religioso se desloca à região disputada dos Himalaias, que visitou pela última vez em 2009 – viagem cujo objectivo é ministrar doutrinas espirituais.

A soberania de Arunachal Pradesh é reivindicada por Índia e China desde, praticamente, a criação do Estado indiano, e foi o motivo de um breve confronto entre os dois países em 1962.

Nova Deli e Pequim mantêm rondas regulares de contactos para abordar os temas e reivindicações pendentes na sua agenda bilateral e aliviar a tensão diplomática, mas são frequentes as acusações mútuas de incursões militares na região fronteiriça.

Enquanto a Índia controla Arunachal Pradesh, província da qual a China reivindica 80 mil quilómetros quadrados, o regime comunista administra ‘de facto’ outra área disputada por ambos, Aksai Chin, na fronteira ocidental dos dois países e parte da histórica região da Caxemira.

// EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas revertem casos de Diabetes tipo 2

Num novo estudo, cientistas bloquearam a proteína VDAC1 nas células que produzem insulina e conseguiram reverter casos de Diabetes tipo 2. Os investigadores também conseguiram mostrar que é possível prevenir o surgimento da doença. O estudo, …

Brexit. May diz que acordo “ainda é possível”, mas divergência que resta é “frustrante”

A primeira-ministra britânica, Theresa May, admitiu esta segunda-feira que "ainda é possível" um acordo que permita uma saída ordeira do Reino Unido da União Europeia, mas a divergência que resta com Bruxelas é "frustrante. Numa declaração …

Abrandamento económico pode dificultar consolidação orçamental em Portugal

A agência de notação financeira Fitch reconhece a "trajetória firme de descida" da dívida pública portuguesa, mas adverte que o abrandamento da economia e as pressões sobre o investimento poderão dificultar a consolidação orçamental nos …

Cinco detidos na Turquia após morte de 22 migrantes em acidente de viação

Cinco pessoas foram esta segunda-feira detidas na província de Izmir, no sudoeste da Turquia, após um acidente de viação que matou no domingo 22 imigrantes, incluindo crianças, informou a agência turca estatal Anadolu. Entre os detidos …

Celebridade chinesa da internet detida por "desrespeitar" hino da China

A lei do Hino, aprovada no ano passado, prevê detenções até 15 dias ou prisão até três anos para quem cantar a Marcha dos Voluntários de forma "distorcida ou desrespeitosa", em público. Uma celebridade da internet …

Ex-presidente do BPP condenado a cinco anos de prisão

O antigo presidente Banco Privado Português (BPP) João Rendeiro foi esta segunda-feira condenado a cinco anos de prisão por falsidade informática e falsificação de documentos. O fundador do banco poderá ver a pena ser suspensa …

Seis aviões comerciais avistam OVNIs no Chile

Pelo menos seis aviões comerciais — cinco deles da Latam Chile e um da Copa Airlines — comunicaram ao Comité de Estudos de Fenómenos Aéreos Anómalos (CEFAA) o avistamento de objetos voadores não identificados no …

Príncipe Harry e Meghan Markle vão ser pais

O príncipe Harry e a duquesa de Sussex, Megan Markle, estão à espera do primeiro filho. O bebé deverá nascer na primavera, anunciou esta sgeunda-feira o Palácio de Kensington, em comunicado. Megan Markle, a duquesa de …

Carros autónomos chegam hoje às estradas portuguesas

Esta segunda-feira vão começar os primeiros testes a carros autónomos nas estradas portuguesas. A A9/CREL - Circular Regional Externa de Lisboa -, em Lisboa, servirá de teste para as fabricantes. Em parceria com a Brisa e …

Portugueses querem a mesma hora durante o ano inteiro

O resultado de uma sondagem recente revela que a maioria dos portugueses prefere ter a mesma hora durante o ano inteiro, um resultado que vai ao encontro dos resultados do inquérito da Comissão Europeia. O resultado …