Depois da Google, Amazon e Apple suspendem rede social Parler

A Apple juntou-se à Google na suspensão da rede social Parler da sua loja virtual, enquanto a Amazon anunciou que irá desalojar este domingo dos seus servidores a aplicação popular entre conservadores e membros da extrema-direita.

A Parler, conhecida por se recusar a regulamentar conteúdos que incitem à violência e ao ódio, converteu-se rapidamente num megafone para várias teorias da conspiração e assumiu-se como um dos principais meios para a organização dos protestos que culminaram na invasão do Capitólio, na quarta-feira, em Washington, nos Estados Unidos.

O primeiro gigante tecnológico a suspender a Parler foi a Google, que na sexta-feira retirou a aplicação da sua loja virtual. Na noite de sábado, a Apple acabou por tomar a mesma decisão, depois de ter dado 24 horas à empresa para implementar um plano de moderação na sua plataforma.

“Sempre defendemos que haja diferentes pontos de vista representados na App Store [a loja da Apple], mas na nossa plataforma não há lugar para ameaças ou atividades ilegais. A Parler não tomou as medidas adequadas para responder à proliferação dessas ameaças à segurança das pessoas”, afirmou a empresa, em comunicado. A Apple frisou que vai manter a aplicação fora da sua loja até que a empresa resolva o problema.

Já a Amazon notificou a Parler de que a partir da noite deste domingo deixará de poder usar os seus servidores, o que poderá tornar a rede social inacessível para os seus utilizadores, a menos que encontre um novo fornecedor.

A decisão da empresa liderada por Jeff Bezos, avançada pelo site de notícias americano Buzzfeed, é justificada pela violação dos termos de utilização por parte da Parler, por não eliminar conteúdo violento.

O movimento de suspensão da rede social surge após a invasão protagonizada por apoiantes do Presidente americano cessante, Donald Trump.

A Parler tem crescido nos últimos meses, tendo-se convertido numa espécie de porto de abrigo para figuras da extrema-direita, cujos conteúdos não cumprem as normas contra o discurso de ódio e de incitação à violência de plataformas como o Twitter ou o Facebook.

Depois das eleições presidenciais de novembro, em que Donald Trump perdeu para o democrata Joe Biden, a Parler duplicou o seu número de utilizadores para cerca de dez milhões, segundo a empresa. A rede social não proíbe discursos de ódio nem tem qualquer tipo de filtro contra informações falsas.

A não existência de filtro tem sido o seu grande trunfo até ao momento, mas pode condená-la agora, após pressão dos gigantes de Silicon Valley, a tornar-se marginal ou a desaparecer. O congressista luso-americano Devin Nunes é uma das muitas vozes dentro do partido Republicano a promover a rede social Parler.

Apoiantes do Presidente cessante dos Estados Unidos, Donald Trump, entraram em confronto com as autoridades e invadiram o Capitólio, em Washington, na quarta-feira, enquanto os membros do congresso estavam reunidos para formalizar a vitória do Presidente eleito, Joe Biden, nas eleições de novembro.

Pelo menos cinco pessoas morreram na invasão do Capitólio, anunciou a polícia, que deu conta de que tanto as forças de segurança, como os apoiantes de Trump utilizaram substâncias químicas durante a ocupação do edifício.

  // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

O Sistema Solar pode estar cercado por um túnel magnético

O Sistema Solar pode estar rodeado por um túnel magnético. Cientistas sugerem que as estruturas brilhantes, em lados opostos do céu, estejam interligadas à nossa volta, a 350 anos-luz de distância. Jennifer West, investigadora do Instituto …

O volátil, inóspito e sufocante Vénus pode afinal ter oceanos de água debaixo da crosta

Devido à elevada temperatura da atmosfera de Vénus, caso a crosta se abrisse, os oceanos de água transformar-se-iam imediatamente em vapor. Conhecido por ser um planeta com uma atmosfera quente e sufocante de dióxido de carbono …

Mais de mil ovelhas e cabras tomaram conta das ruas de Madrid (por um bom motivo)

Mais de mil ovelhas e cabras encheram as ruas de Madrid, este domingo, a propósito do tradicional Festival da Transumância, que foi cancelado no ano passado devido à pandemia da covid-19. De acordo com a agência …

Crise de abastecimento provoca escassez de camisolas de Natal

Na próxima época natalícia, os Estados Unidos podem enfrentar uma escassez de Ugly Sweaters, causada pela crise mundial dos transportes marítimos. As Ugly Sweaters são as típicas camisolas de Natal - por norma, coloridas e com …

Erupção de La Palma. Cães salvos por um grupo misterioso

Um grupo misterioso - que se auto-denomina A-Team - afirma ter resgatado vários animais "presos" devido à erupção do vulcão Cumbre Vieja em La Palma, nas Canárias. De acordo com o jornal britânico The Guardian, as …

Alec Baldwin

Assistente que entregou arma a Alec Baldwin já teria tido práticas inseguras

Uma fabricante de adereços disse que, no passado, já tinha mostrado preocupação com o facto de o assistente de realização ter protagonizado situações inseguras. No fim-de-semana, um documento judicial obtido pela CNN mostrou que a arma …

Metade dos chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se em bloco

Uma dezena de chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se esta segunda-feira, em protesto contra a falta de condições de trabalho e o "desinvestimento" no Serviço Nacional de Saúde. Contactada pela agência Lusa, …

Primeiro-ministro da Polónia acusa UE de ter "arma apontada à cabeça" do país

O primeiro-ministro polaco acusou a União Europeia (UE), esta segunda-feira, de "ter uma arma pontada à cabeça" da Polónia, ao exigir que Varsóvia reveja as reformas judiciais, ameaçando-a com sanções. Numa entrevista publicada pelo Financial Times, …

Carlos César acusa BE e PCP de terem preferido "jogos de poder"

O presidente do PS acusou, esta segunda-feira, os partidos de esquerda de terem preferido "os jogos de poder", no seguimento do anúncio de ambos do voto contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "BE e …

O dirigente do PSD Paulo Mota Pinto

Mota Pinto aponta "irresponsabilidade" de marcar diretas. Rangel reforça importância de ter líder "fortemente legitimado"

O dirigente do PSD defendeu, esta segunda-feira, que o partido "está preparado" para legislativas antecipadas, defendendo que estas devem ocorrer "o mais rapidamente possível". Em declarações à agência Lusa, o presidente da Mesa do Congresso e …