De Bolsonaro a Ventura, Parler é a rede social que está a atrair a direita

José Sena Goulão / Lusa

André Ventura, Chega

Apesar de não ser nova, esta rede social começou a ganhar popularidade nos últimos tempos, nomeadamente entre vários políticos de direita, por apostar na “liberdade de expressão”.

Chama-se Parler, foi criada em agosto de 2018, mas só agora começa a ganhar popularidade, uma vez que a própria se apresenta como uma alternativa “não tendenciosa e que privilegia a liberdade de expressão”, cita o site The Conversation.

Este é o mote perfeito para se impor no mundo das redes sociais, numa altura em que se tem intensificado o debate sobre as limitações colocadas por gigantes como o Twitter que, nos últimos meses, colocou vários avisos em tweets do Presidente dos EUA, Donald Trump.

Neste momento, esta rede social já tem mais de 1,5 milhões de utilizadores, entre os quais se começam a destacar figuras da política mais conservadora. “Se podes dizê-lo nas ruas de Nova Iorque, podes dizê-lo no Parler”. É assim que a descreve o seu criador, John Matze.

Nos Estados Unidos, conta o semanário Expresso, já se encontram nesta rede o senador republicano Ted Cruz, o advogado de Trump, Rudy Giuliani, e alguns familiares do chefe de Estado como, por exemplo, Donald Trump Jr. e Eric Trump. Para já, o clã da família ainda não tem conta.

O mesmo não se pode dizer do seu homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, que já se encontra ativo nesta rede, assim como os seus filhos Flávio e Eduardo Bolsonaro.

De acordo com o mesmo jornal, em Portugal também já há quem pense em migrar para esta plataforma, a começar por André Ventura, líder do Chega.

“Se a censura continuar ou aumentar, já temos alternativa: Parler! Ou passa a haver igualdade no tratamento entre forças políticas, ou a transferência será certa!”, escreveu o deputado único do partido no Twitter.

De acordo com o The Conversation, esta rede social é bastante idêntica ao Twitter, não só no seu aspeto visual, como também nas suas principais funções. Tal como na rede de Jack Dorsey, os utilizadores podem seguir e interagir com outras contas.

Os posts partilhados publicamente são chamados de “parleys” e podem conter até mil caracteres. Os usuários podem procurar por hashtags, fazer comentários, publicar posts “echo” (semelhantes aos retweets) e recorrer a mensagens privadas diretas.

O Parler alega moderar o seu conteúdo com base nas regras da Comissão Federal de Comunicações e do Supremo Tribunal dos EUA. Logo, no caso de alguém partilhar informações comprovadamente falsas, o seu fundador diz que cabe aos outros utilizadores fazer a verificação dos factos de forma “orgânica”.

No entanto, apesar de ser considerada uma rede social “anti-censura”, existem na mesma regras. O Parler diz-se no direito de banir certos conteúdos, nomeadamente sobre terrorismo ou que façam uso da difamação, chantagem, suborno, ameaças de morte, insultos gratuitos ou spam. Também existem diretrizes contra conteúdo considerado obsceno como imagens de órgãos genitais, mamilos femininos, fezes e pornografia.

Em declarações à CNBC, Matze está contente com os últimos progressos, mas afirma que não quer que a app se torne apenas numa “câmara de eco” para as vozes mais conservadoras. Por isso, convida pessoas mais liberais a juntar-se também a esta rede, para que seja possível promover um debate saudável entre todos.

Filipa Mesquita FM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Juiz-Anti-Confinamento

"Pelos castelos de Portugal" em protestos ilegais, juiz anti-confinamento não pode ser detido

O juiz Rui Fonseca e Castro, que se tornou conhecido pela postura anti-confinamento tem reunido vários apoiantes em protestos sem máscaras e sem distanciamento social. Mas apesar da detenção de alguns desses apoiantes, o magistrado …

Navalny. Ministros europeus analisam situação de opositor russo

Os ministros dos Negócios Estrangeiros europeus vão analisar a situação de Alexei Navalny, opositor à Presidência russa cujo estado de saúde se agravou devido à greve de fome que iniciou na prisão, anunciou este domingo …

Espanha aprova lei para proteger as crianças contra a violência. Decisão é pioneira a nível mundial

Espanha está a pouco mais de um mês de dar um passo importante em prol da defesa dos direitos sociais dos cidadãos. O Congresso dos Deputados aprovou na passada quinta-feira o projeto de lei de …

Linhas do tempo da monarquia. Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário

Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário Nacional (PFN). Esta segunda-feira, é dado o pontapé de saída para o debate nacional sobre a ferrovia. Em declarações à TSF, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno …

Sporting volta à carga por Yaremchuk, mas tem concorrência de Paulo Fonseca

Roman Yaremchuk volta a entrar na equação do Sporting. O avançado ucraniano leva 20 golos esta temporada e pode ser reforço para a próxima temporada. O Sporting CP não desiste de procurar opções para o ataque, …

Atraso de três meses do Governo terá facilitado venda de barragens da EDP

O Ministério do Ambiente demorou quase três meses a pedir uma avaliação do negócio das seis barragens da EDP à Engie, o que terá facilitado o processo de venda. Em 30 de julho de 2020, a …

Marques Mendes acredita que Sócrates tem ajudado a extrema-direita a crescer

Segundo Luís Marques Mendes, José Sócrates "tem dado um contributo enorme, enorme, enorme para o crescimento da extrema-direita em Portugal". No seu habitual espaço de comentário no Jornal da Noite da SIC, Luís Marques Mendes defendeu …

Rio impôs candidatos a Leiria e Castelo Branco (e causou desconforto no PSD)

Em Leiria e Castelo Branco as estruturas locais do PSD mostraram-se descontentes com as escolhas de Rui Rio para a corrida às autárquicas e imputam os resultados de outubro à direção nacional do partido. Ainda no …

José Mourinho despedido do Tottenham

José Mourinho foi despedido do comando técnico do Tottenham. Os maus resultados da equipa ditaram a saída do treinador. A notícia é avançada esta segunda-feira pelo portal britânico The Athletic. O lugar do português já há …

Começou a "fotografia perfeita da população". Já pode responder aos Censos pela Internet

Os Censos 2021, a maior operação estatística nacional, já arrancou. Com as cartas com os códigos que os recenseadores distribuíram pelas casas dos portugueses, já é possível responder ao inquérito pela Internet. Os Censos são o …