Cruz Vermelha desmente presidente de Pedrógão. “Os bens não são e não estão à guarda da CVP”

Paulo Novais / Lusa

Artista João “Violas” fez peças de arte com restos do incêndio de Pedrógão Grande

A Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) voltou a garantir que “tem inventariados todos os bens doados, bem como os que ainda se encontram armazenados à responsabilidade da Câmara Municipal de Pedrógão Grande”.

Na sequência da investigação da TVI, coordenada pela jornalista Ana Leal, a CVP diz não ter “qualquer responsabilidade no armazenamento dos bens doados” nem no “ambiente caótico do armazém transmitido pelas imagens tornadas públicas”.

A investigação em causa dava conta que centenas de donativos enviados pelos portugueses paras as vítimas do incêndio de Pedrogão Grande estavam “escondidos” em armazéns da autarquia em más condições de armazenamento.

Esta é a segunda vez que a instituição esclarece não ter qualquer ligação com a alegada má gestão dos donativos da Câmara Municipal de Pedrógão Grande. Segundo noticiou a TVI, os bens doados para as vítimas dos incêndios de Pedrógão estão armazéns, não tendo ainda sido distribuídos para as famílias.

A a CVP tem sob sua responsabilidade o apetrechamento de 76 habitações que foram atribuídas no âmbito do Fundo REVITA. Deste total, 44 habitações já foram totalmente construídas e 32 ainda estão em fase de conclusão.

“A gestão do armazenamento e a distribuição dos respetivos bens doados são responsabilidade da Câmara Municipal de Pedrógão Grande”, escreve a CVP em comunicado citado pelo semanário Sol.

Quanto ao financiamento da reconstrução de cinco habitações, a Cruz Vermelha assumiu que detetou irregularidades no cumprimento dos critérios de seleção e “suspendeu, de imediato, os pagamentos das obras de reconstrução”.

Esta quinta-feira, a TVI divulgou uma segunda parte desta investigação, mostrando imagens de trabalhadores, que a emissora diz serem da autarquia, a retirar bens doados – como colchões e roupas – dos armazéns. Enquanto recolhe as imagens, a equipa de reportagem da TVI é ameaçada fisicamente por um dos trabalhadores que procedia à retirada dos bens doados.”A gente começa a meter-vos na cova“, diz um dos trabalhadores.

Cruz Vermelha esteve nos armazéns

Na mesma peça, a jornalista questiona o Presidente da Cruz Vermelha, Francisco George, sobre se tinha conhecimento das condições de segurança em que se encontravam os bens doados. Francisco George diz não ter ido ao armazém em causa, mas adianta que foi uma delegação da Cruz Vermelha, que contou com a vice-presidente da instituição.

Esta informação é confirmada pela a coordenadora da Cruz Vermelha para os assuntos do REVITA (o fundo criado pelo Governo em julho de 2017 para apoiar reconstrução de casas destruídas pelo fogo), que é também entrevistada juntamente com o Presidente da CVP e confirma que a instituição esteve no local.

Francisco George admite ter falado várias vezes com Valdemar Alves, o autarca de Pedrógão Grande: “Disse-lhe várias vezes que era intolerável a forma como estávamos atrasados na organização dessas questões”.

Ana Leal confronta novamente o Presidente da CVP dando conta que um ano e meio depois da tragédia os armazéns continuavam a armazenar os bens da mesma forma. A jornalista questiona a o armazenamento dos bens, sublinhado que a CVP teve a última vez no local a 28 de novembro de 2018. Face às questões, Francisco George afirma que “essas situações tem sido sempre atribuídas à responsabilidade naturalmente dos órgãos municipais“.

“Os bens da Cruz Vermelha têm-me sido relatados com frequência, não têm tido problema de armazenamento e estão em fase de conclusão”, explicou Francisco George, notando que o facto de estarem no mesmo armazém que outros donativos “não quer dizer sejam da responsabilidade da Cruz Vermelha”.

Questionado sobre as declarações de Valdemar Alves, que disse há dias que os bens armazenados pertenciam ao REVITA à VCP, Francisco George é claro e reitera que essas declarações não são verdadeiras. “Eu tenho a dizer que isso não corresponde à verdade. Posso dizer-lhe que o presidente da câmara se enganou. Os bens não são e não estão à guarda da Cruz Vermelha Portuguesa. Era absolutamente impensável ter um cenário de menos rigor ou de falta de rigor para a CVP”.

“Não estão a guarda da Cruz Vermelha Portuguesa e quem afirma que estão à guarda da cruz vermelha naturalmente está a faltar à palavra, à verdade (…) em termos honra”, repete o presidente da Cruz Vermelha.

No fim da entrevista, Francisco George afasta a coordenadora da Cruz Vermelha para os assuntos do REVITA. “Fica já a saber que a partir de hoje a senhora não tem mais, nunca mais, este dossiê. A senhora não foi clara a responder a estas questões”.

Na semana passada, Valdemar Alves disse, em comunicado, que os bens doados “têm a sua gestão e entrega a cargo de Instituições e não da Câmara Municipal, que somente forneceu espaço de armazenamento conforme lhe foi solicitado, razão pela qual a vice-presidente refere, e bem, que não temos nenhum eletrodoméstico”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Que autarca é este ?! Porque ainda não lhe puseram a mão ? Parece que continuamos um pobre país em que a vigarice parece que prolifera cada vez mais.

  2. O presidente da camara de pedrogao é um grande sacana. E como grande sacana que é, os habitantes de pedrogao estão à espera de quê para dar um arraial de porrada neste corrupto. Quantontas centenas de milhares de euros meteu aos bolsoso com a desgraça do concelho???

  3. Aqui era uma grande vassourada, mas para o tribunal. Contudo, as costas não devem estar somente quentes; devem estar a ferver (seria interessante ir ao mercado e estudar os tentáculos do polvo).

RESPONDER

Um Papa na "Terra de Abraão" pela primeira vez na História. Francisco em viagem inédita ao Iraque

Depois de 15 meses em Itália, o Papa Francisco regressou às viagens pastorais com uma visita de quatro dias ao Iraque, uma viagem inédita de um líder da Igreja Católica ao Iraque.  O Papa Francisco desafiou …

Jesus não "perdoa" Vlachodimos pelo erro no dérbi. Vieira já definiu preço para o guardião

O jornal O Jogo escreve este sábado que o treinador do Benfica, Jorge Jesus, ainda não esqueceu o erro do guardião Odysseas Vlachodimos frente ao Sporting, numa partida para o campeonato que acabou com a …

Abandonar Aeroporto do Montijo e apostar em Alcochete custará ao Estado tanto como "15 hospitais"

O Aeroporto do Montijo está, de novo, em águas de bacalhau, mas se o Governo tiver mesmo de abandonar o projecto, o Estado terá de desembolsar uma indemnização de 10 mil milhões de euros. Além …

Equipas móveis vão percorrer o país para testarem alunos, professores e funcionários de escolas públicas

Equipas móveis - compostas por enfermeiros, técnicos e administrativos - vão percorrer o país para testarem todas as escolas públicas do continente. Numa primeira fase, o universo de testados rondará as 500 mil pessoas. O Público …

Disse para mim mesma: "Auriol, o primeiro é o teu lugar" - e foi

A portuguesa Auriol Dongmo conquistou, esta sexta-feira, a medalha de ouro do lançamento do peso nos Campeonatos da Europa de atletismo de pista coberta, que se estão a disputar em Torun, Polónia. Auriol Dongmo conquistou a …

Eduardo Quaresma não tem o que é preciso para singrar, diz olheiro de topo

Um olheiro internacional de topo considera que Eduardo Quaresma não tem aquilo que é preciso para singrar ao mais alto nível. Em declarações ao ZAP, o scout argumenta que lhe faltam qualidades físicas. Eduardo Quaresma é …

Governo aprova proposta de lei para retirar veto de autarquias a aeroportos

Após o chumbo do Montijo, o Conselho de Ministros aprovou, esta sexta-feira, uma proposta de lei que prevê a dispensa do parecer favorável das autarquias na construção de aeroportos. De acordo com o Observador, esta proposta …

João Loureiro regressou a Portugal. Diz ter sido "ingénuo ou utilizado" no caso do avião com cocaína

João Loureiro, antigo presidente do Boavista, aterrou esta sexta-feira em Portugal. Em declarações aos jornalistas, remeteu explicações para mais tarde. João Loureiro regressou a Portugal esta sexta-feira. O ex-presidente do Boavista afirmou ter sido “ingénuo” ou …

Pavlopetri é uma impressionante cidade subaquática na Grécia (e é das mais antigas do mundo)

A cidade foi descoberta nos anos 60 e acredita-se que tenha mais de 5 mil anos de história. Com o seu planeamento urbano praticamente intacto, o local ainda exibe ruas, pátios, edifícios e até mesmo …

Dos partidos aos patrões, há expectativas quanto ao plano de desconfinamento

O primeiro esboço do plano de desconfinamento será apresentado na reunião do Infarmed, marcada para a próxima segunda-feira. A apresentação do roteiro para a reabertura do país acontece no dia 11 de março. Esta semana, o …