Raros crocodilos prosperam perto de uma central nuclear nos Estados Unidos

Os canais junto da central nuclear de Turkey Point, localizada a 40 quilómetros da cidade de Miami, no estado norte-americano da Flórida, tornaram-se o lar perfeito para centenas de crocodilos americanos (Crocodylus acutus).

De acordo com a agência AP, que avança com a notícia esta semana, a espécie caminhava para a extinção, mas a situação melhorou recentemente. Segundo o portal Live Science, estes animais estão agora a prosperar, tendo a espécie conseguido reproduzir-se ao ponto de passar de estar categorizada de “em perigo” para “ameaçada”.

O sistema de arrefecimento da central, com os canais artificiais de 270 quilómetros, tornou-se um dos três maiores habitats destes raros répteis nos Estados Unidos. Atualmente, centenas de crocodilos americanos vivem nas suas águas, representando cerca de 25% da totalidade de 2.000 espécimes existentes em todo o país.

A empresa Florida Power & Light, que administra a central nuclear, está a tentar aumentar a população de crocodilos americanos. Para isso, contratou uma equipa de biólogos que ajudam a proteger os répteis da caça e das mudanças climáticas. Os especialistas constroem ainda ninhos para os crocodilos e para as suas crias.

Na semana passada, a equipa capturou 73 filhotes destes crocodilos nos canais. Os filhotes foram medidos e foi-lhes implantando um micro-chip para que os cientistas possam continuar a acompanhar o seu desenvolvimento.

“Os crocodilos americanos têm má reputação, mas [estes animais] estão apenas a tentar sobreviver”, explicou Michael Lioret, um dos biólogos que trabalha na central, citado pela AP. “[Os crocodilos americanos] são tímidos e não querem nada connosco. Os seres humanos são grandes demais para estarem incluídos no seu cardápio”.

Os crocodilos americanos são nativos do sul da Flórida, sendo também encontrados em regiões costeiras da América Central e do Sul, bem como no Mar das Caraíbas.

De acordo com o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos, estes répteis podem crescer até aos seis metros de comprimento e pesar mais que 907 quilogramas, apesar de os indivíduos das populações dos EUA tendam a ser um pouco mais pequenos.

Tal como recorda o Live Science, foi a atividade humana que destruiu grande parte dos estuários que eram o habitat desta espécie durante o início do século XX, causando o seu declínio. Agora, as imediações desta central nuclear parecem ser o local perfeito para que estes espécimes possam recuperar – e não, os animais não são radioativos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Grande Mancha Vermelha de Júpiter tem uma nova companhia

Um astrónomo amador na África do Sul detetou uma nova mancha no hemisfério sul do maior planeta do Sistema Solar. A mancha, apelidada de "Mancha de Clyde", aparece entre a icónica Grande Mancha Vermelha de …

Nova aplicação deteta insuficiência cardíaca através da voz

Foi desenvolvida uma nova aplicação para smartphones que prevê a insuficiência cardíaca através da voz. A tecnologia baseia-se num dos sintomas mais comuns: a falta de ar. O sintoma mais comum da insuficiência cardíaca é a …

Atividade física ajuda a prevenir a perda de visão

Uma nova investigação sugere que o exercício físico pode ser um componente-chave na prevenção da perda de visão. Os benefícios da atividade física são cada vez mais conhecidos, mas há alguns que devem ser tidos em …

Dubai vai construir uma cidade marciana no deserto

O Dubai tem em mãos um projeto ambicioso: a construção de uma cidade marciana. O projeto foi apresentado por uma empresa sediada em Copenhaga e Nova Iorque e é uma parte do plano dos Emirados …

Coreia do Norte voltou a rejeitar negociações com os Estados Unidos

A Coreia do Norte disse, esta terça-feira, que não tenciona retomar o diálogo com os Estados Unidos, quando o vice-secretário de Estado norte-americano, Stephen Biegun, chegou à Coreia do Sul para discutir diplomacia nuclear. Num comunicado …

Construiu uma cadeira de rodas com bicicletas elétricas para a namorada. Agora, vai produzi-la em massa

Para Zack Nelson, construir esta  peça inovadora de engenharia foi "super divertido e surpreendentemente simples". Há cerca de um ano, Zack Nelson, o youtuber de tecnologia do canal JerryRigEverything, uniu duas bicicletas elétricas para criar uma …

A reeleição de Trump nunca esteve tão ameaçada. A culpa é do pessimismo dos americanos

A gestão do Presidente norte-americano face à pandemia e a perspetiva de uma crise económica ameaçam a reeleição de Donald Trump. Um estudo de opinião da Fundação Peter G Peterson para o The Financial Times indica …

Ministros da Indonésia promovem colar de eucalipto como cura para a covid-19

O ministro da Agricultura da Indonésia foi muito criticado por especialistas por alegar que um colar feito de eucalipto pode ajudar a impedir a transmissão da covid-19. Segundo o The Guardian, o ministro da Agricultura da …

SATA pede auxílio ao Estado no valor de 163 milhões de euros

A SATA, companhia aérea detida a 100% pela Região Autónoma dos Açores, precisa do valor até ao final do ano para pagar dívidas. A SATA pediu um auxílio ao Estado de 163 milhões de euros para …

Cortiça portuguesa usada em foguetões da Space X

A Corticeira Amorim forneceu a Space X, de Elon Musk, para componentes usados nos foguetões espaciais da empresa, adiantou o presidente da empresa, António Rios Amorim. "É o nosso maior cliente [deste segmento] neste momento desde …