Covid poderia ter criado um mundo mais sustentável (mas os Governos não aproveitaram)

1

REN21 lembra que os responsáveis de diversos países prometeram que iriam focar-se nas energias renováveis. Mas os combustíveis fósseis ainda mandam.

A COVID-19 foi, e é, uma crise. Mas é também um momento de oportunidades, como sempre.

Os Governos de diversos países prometeram que iriam aproveitar esta oportunidade para se dedicarem à utilização de energias renováveis, para tornarem o mundo muito mais verde.

Não aconteceu.

É essa uma das principais conclusões do relatório da REN21, organização sem fins lucrativos focada precisamente em políticas de energias renováveis.

De acordo com o portal Deutsche Welle, o grupo francês admite que em 2021 a procura por energias renováveis atingiu uma subida inédita – mas são os combustíveis fósseis que continuam a comandar quando se utiliza energia.

Aliás, apesar do aumento no ano passado, a REN21 verificou que a participação geral das energias renováveis no consumo global de energia praticamente estagnou.

E, ao longo da última década, as renováveis ganharam de facto importância e espaço na utilização da energia no geral. Mas foi uma subida discreta: 20% da energia gasta no planeta em 2011 e 28% no ano passado.

O mundo começou a desconfinar, a utilização de energia voltou a subir, mas foram os combustíveis fósseis, como carvão e gás natural, a impulsionar esse aumento.

Rana Adib, directora-executiva do REN21, lamentou a postura dos responsáveis por diversos países.

”Embora muitos mais Governos se tenham comprometido em acabar por completo com a emissão líquida de gases de efeito estufa em 2021, a realidade é que, na resposta à crise energética, a maioria dos países voltou a buscar novas fontes de combustíveis fósseis e a queimar ainda mais carvão, petróleo e gás natural“, comentou Rana.

Resultado: em 2021 registou-se um recorde de emissão de dióxido de carbono associada à utilização de energia.

A guerra – e a escassez de combustíveis provenientes da Rússia – poderá “obrigar” alguns países a virarem-se mais para as energias renováveis.

“É a melhor solução e a mais acessível para enfrentar as flutuações de preço da energia”, continuou Rana Adib.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

1 Comment

  1. Em 2020 a Alemanha inaugurou uma grande central a carvão e continua a desalojar alemães e a destruir aldeias para extrair carvão!..

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.