“Covid persistente” atinge cerca de 20% dos curados (mas não recuperados)

Mohamed Hossam / EPA

Um novo estudo britânico indica que vários pacientes podem apresentar sintomas e sequelas durante vários meses, mesmo depois de testarem negativo. Os casos de “covid persistente” afetam maioritariamente mulheres e idosos.

Há ainda muito por descobrir sobre o novo coronavírus. São muitas as questões para as quais a comunidade científica ainda não tem resposta. Contudo, as conclusões de um estudo recente demonstram uma novidade em relação à doença: nem todos os pacientes infetados que se curam ficam recuperados.

Isto significa que mesmo após os doentes testarem negativo, entre 10% a 20%  desenvolvem uma forma de “covid persistente”, situação em que os sintomas e as sequelas podem permanecer durante vários meses.

Segundo o El País, as situações mais extremas da “covid persistente” podem fazer com que a fadiga e os problemas respiratórios se mantenham até sete meses em pessoas que já tinham sido consideradas curadas.

As mulheres constituem a maioria destes casos e têm uma probabilidade 50% superior de contrair “covid persistente”. Por sua vez, os idosos com mais de 70 anos têm um risco duplicado de cura desprovida de recuperação total. Também os assintomáticos são mais suscetíveis a estas sequelas.

Uma outra conclusão do estudo é que muitos dos pacientes que sofrem de “covid persistente” nem sequer foram internados em unidades hospitalares após terem sido infetados, ou seja, provavelmente trata-se de doentes que não tiveram numa situação muito frágil, e onde o vírus se manifestou com sintomas mais leves.

A análise de mais de 4.000 doentes do Reino Unido, Suécia e Estados Unidos confirma que 38% deles conseguiram recuperar-se em seis dias. No entanto, 558 pacientes (13,3%) ainda apresentavam problemas após quatro semanas da suposta cura.

Destes, mais de um terço ainda referiu sentir sintomas aos 56 dias seguintes. Uma pequena parte das pessoas que colaboraram no estudo (2,5%) teve ainda sintomas por mais de três meses.

Os sintomas mais proeminentes são problemas respiratórios, fadiga, ou dor de cabeça. Outras manifestações que prevalecem passam pelo zumbido e dor de ouvidos, perda de memória ou sensações corporais incomuns, como alfinetes a espetar ou dormência.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O envelhecimento celular em humanos foi parcialmente revertido (com o uso de oxigénio)

Investigadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriram uma forma de reverter o processo de envelhecimento celular e podem ter feito um avanço na procura pela juventude eterna. O novo estudo publicado na revista Aging …

Porto 0-0 Man City | Pragmatismo portista garante “oitavos”

O FC Porto está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os “azuis-e-brancos” precisavam apenas de um empate, ou que o Olympiacos não vencesse em França, em casa do Marselha, e ambos os pressupostos aconteceram – …

O céu tingiu-se de roxo na Suécia (e a culpa era de uma plantação de tomates)

O céu ficou misteriosamente tingido de roxo em Trelleborg, a cidade mais a sul da Suécia, por causa da luz vinda de uma plantação de tomate enuma cidade próxima. Há algumas semanas, os moradores de Trelleborg …

Maurícias estão a abater um morcego ameaçado de extinção por interesses económicos

O morcego das Maurícias, em perigo de extinção, é mais uma vez o centro de um polémico abate nas mãos do Governo, para alarme das organizações de conservação da vida selvagem. Sob pressão de agricultores e …

Procurador-geral dos EUA: não há provas de fraude eleitoral generalizada

O procurador-geral dos Estados Unidos da América, William Barr, reconheceu hoje que não houve fraude em dimensão suficiente para invalidar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais norte-americanas. "Nesta altura, não vimos fraude a …

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" aos incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …