Costa rejeita 1600 euros para enfermeiros. “Absolutamente incomportável e totalmente injusto”

Tiago Petinga / Lusa

O primeiro-ministro rejeitou esta quarta-feira, em absoluto, negociar a reivindicação sindical para que o salário dos enfermeiros seja de 1.600 euros em início de carreira, considerando que tal seria “incomportável” financeiramente e injusto em comparação com outras carreiras.

António Costa transmitiu a sua posição no final do debate quinzenal, na Assembleia da República, numa intervenção em que reiterou a intenção do Governo de adotar todas as medidas legais para travar os efeitos das graves dos enfermeiros e em que, por outro lado, fez duras críticas aos atuais dirigentes da Ordem e de alguns sindicatos do setor.

“Quem é que em Portugal acha que é possível que a entrada de base na carreira, que nos últimos anos subiu de mil para 1.200 euros, possa agora subir de novo de 1.200 para 1.600 euros? E já não vou entrar sequer na discussão de comparar o vencimento do enfermeiro com o do médico, porque isso diz tudo sobre quem a quer promover. Mas todos compreendemos que este aumento de 400 euros de vencimento base na entrada é absolutamente incomportável”, declarou António Costa.

O primeiro-ministro referiu mesmo que esse aumento, caso se concretizasse, “seria totalmente injusto relativamente a outras carreiras”. “Qual é a carreira que não gostaria de ter um aumento desta natureza? Não podemos aceitar que, em nome de uma ambição absolutamente irrealista e insustentável – e que não é sequer passível de qualquer tipo de negociação – se ameace o direito à saúde dos portugueses”, avisou.

Ainda relativamente ao atual conflito, António Costa deixou também a mensagem de que não confunde “os enfermeiros, os profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), com aqueles que são os seus dirigentes na Ordem ou em sindicatos”.

Ainda sobre às exigências sobre a base salarial, António Costa pediu: “Não nos peçam para fazer o impossível porque de facto o impossível, isso, nós não fazemos. E essa ideia de que de repente tudo é possível, já e ao mesmo tempo, é uma ideia completamente errada, altamente perniciosa”, avisou o líder do executivo.

Para Costa, “sendo obviamente legítimo a qualquer ser humano ter a ambição de ganhar melhor, é também o dever de qualquer governante saber medir o que é justo e o que é injusto e quais são as condições de prosseguir o avanço”.

“Profissionais são melhores do que a sua bastonária”

Também a líder bloquista comentou a situação no debate quinzenal, considerando que estes profissionais “são muito melhores do que a sua bastonária”.

“Os enfermeiros e as enfermeiras deste país são muito melhores do que a sua bastonária ou do que declarações irresponsáveis de alguns dos seus dirigentes. São do melhor que o país tem, são o melhor que Serviço Nacional de Saúde tem. E os utentes sabem que é com eles à sua cabeceira que contam todos os dias”, disse Catarina Martins.

Na resposta, o primeiro-ministro garantiu que “o Governo tem tido um extremo cuidado em não confundir os enfermeiros com aquilo que é a atuação da sua Ordem e em particular da sua bastonária”, fazendo questão de deixar “um pouco de memória sobre as reposições e avanços que estes profissionais tiveram em três anos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Costa quem te mandou reduzir o horário de trabalho? Estava mt bem nas 40 horas semanais e agora tinhas um pouco + d margem p/ negociar . Os politicos Não sabem mesmo o que é e como é o mundo do trabalho!!

  2. Enquanto o funcionalismo não voltar a catalogar os níveis salariais num escalão de Letras (como já houve), vai ter sempre este problema de negociar caso a caso, cada função, caindo na injustiça de ter enfermeiros a ganhar mais que os médicos com quem trabalham,,,
    Quem tem meios de chantagem e sindicatos poderosos, vai aumentando a sua tabela salarial. Quem não tem esses meios, fica a ver os navios a passar.
    A tabela salarial para o Estado deveria ser de A a Z, sendo A o vencimento do Presidente da Republica e Z o salário mínimo.

    • Exactamente! Toda a gente sabia com o que contava. E se não estava bem aqui, tentava melhor ali ou acolá, submetendo-se a concurso de provas públicas para o conseguir, como era dantes.
      No entanto, ter em atenção que a cada letra deveria corresponder um salário digno, devidamente ajustado às funções e responsabilidades assumir por cada profissional, qualquer que fosse a área a que estivesse ligado.
      E quanto a aumentos, apenas os correspondentes à inflação, sem que tal não impedisse aumentos extras, em todas as letras, quando as finanças do País o permitisse.
      O actual sistema deve-se unicamente as políticos, a todos os que passaram pelos bancos do poder, que procuraram fazer-se de bonzinhos para ter a simpatia dos eleitores.
      Os trabalhadores foram na onda, sem se darem conta de que a sua maior parte ficou prejudicada.
      O mesmo se passa com a institucionalização do salário mínnimo que em vez de ser uma garantia para o trabalhador. é-o para a entidade patronal.

  3. Vamos voltar ao passado! Vai vir o dia em que outros tomarão as rédeas do país e não havendo já mais margem para aventuras estarão obrigados a apertar o garrote de novo ao povo, este por seu lado na sua eterna ignorância irá culpá-los pelo sucedido.

  4. Costa o teu está seguro não é enquanto dietas na almofada tu e mais políticos o povo português nem dorme a pensar como há de ser o dia de amanhã.
    Hoje vocês políticos andam de barriga cheia mas DEUS é grande um dia vão pagar por isso a vida nesta terra não é eterna. Barrigudos.

    • É… deus é tão grande que ainda no outro dia salvou uma criança… ah, espera, ele estava “de férias” e a criança foi assassinada pelo pai…

  5. “Os enfermeiros e as enfermeiras deste país são muito melhores do que a sua bastonária ou do que declarações irresponsáveis de alguns dos seus dirigentes. São do melhor que o país tem, são o melhor que Serviço Nacional de Saúde tem. E os utentes sabem que é com eles à sua cabeceira que contam todos os dias”, disse Catarina Martins.
    Pobre Catarina, muleta do PS/Costa. Mas quem tem feito greve? A Bastonária ou os enfermeiros? Será que enfermeiros grevistas são todos uns dementes que vão atrás da Bastonária?
    Esta Catarina, da esquerda caviar, bem gostaria de controlar a massa trabalhadora, mas aqui perdeu o pé… está dispensada. Tem de ir pregar para outro lado…

  6. Incomportável é estes senhores ganharem tanto dinheiro como deputados (as ) e não fazerem corno ! Algumas até pintam unhas no parlamento !

  7. António Costa foi decisivo, e devido a essa posição, tem de novo, a confiança dos portugueses.
    Tem-se visto que esta série de atentados à estrutura do SNS (a que alguns chamam “greve”), colocou a população em receio de falta de cuidados de saúde, ou inexorável aumento de impostos, para sustentar, tal aumento salarial de enfermagem.
    Enfim, não sei por que raio, os enfermeiros descontentes, não emigram para Reino Unido, etc..? Em tempos (2012 a 2014), certa região autónoma, que faz parte da coroa britânica, oferecia £10.000, a cada enfermeiro que se mudasse para lá. Por incrível que pareça, quem veio a desfrutar de Tal pacote atractivo, foi sobretudo, enfermeiros Filipinos!
    Esse pacote de relocação, passou a ser de £7000, durante 2016, se não estou em erro, mas agora, já não está em vigor.
    Não sei as vantagens oferecia por Dubai, Emirados, etc, mas foram destinos bastante falados, em forums e feiras de emprego.

  8. os enfermeiros , assim como os profs não tem vergonha na cara.
    os enfermeiros querem ganhar tanto como os enfermeiros franceses, só que o custo de vida em França é muito mais elevado do que em Portugal.
    Não esquecer que os salários dos enfermeiros e dos profs saem dos bolsos de todos os contribuintes. É o zé povo que vai ter que pagar. Afinal eles não trabalham nada , não dão produção nem são rentáveis para o país.

RESPONDER

Erro clínico. Centenas de hóspedes em quarentena em hotel da Austrália vão ter de fazer teste ao VIH

Centenas de pessoas que estiveram em quarentena no hotel Victoria, na Austrália, vão ter de fazer o teste de doenças transmitidas pelo sangue, incluindo VIH, devido a um erro dos profissionais de saúde daquele local …

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …