Costa quer apressar um “casamento por escrito”. Mas PCP e BE estão por um fio

José Sena Goulão / Lusa

António Costa quer, mais do que namorar a esquerda, um novo acordo por escrito. O PCP está a fugir por entre os dedos, mas o Governo quer segurar, pelo menos, o Bloco de Esquerda.

O pedido de namoro foi feito em pleno debate do Estado da Nação: “É com os partidos que viraram connosco a página da austeridade que queremos prosseguir o caminho. A magnitude da tarefa que temos pela frente não se compadece com acordos de curto prazo.”

Mas, segundo o Expresso, o pedido não apanhou Jerónimo de Sousa e Catarina Martins de surpresa, já que o primeiro-ministro chamou os dois líderes para uma reunião onde lhes fez o pedido oficial: um novo papel escrito, com acordos que fossem para lá do próximo Orçamento.

O objetivo de António Costa é ter um papel assinado (outra vez) e o mais rápido possível. O Expresso escreve que a pressa tem um propósito formal: este é o mês do orçamento e dos planos que Portugal tem de mandar para Bruxelas, para se candidatar aos fundos.

Além do óbvio, tem ainda uma objetivo subentendido: Costa quer obter um plano conjunto plurianual, que lhe dê garantias de estabilidade política para um horizonte de, “no mínimo”, mais do que um orçamento. Enquanto que o OE2021, sem parceiro, chega numa altura em que Marcelo não pode dissolver a Assembleia da República, o mesmo não acontece com o OE2022.

Certo é que o reatar dos laços com a esquerda está a ser um processo conturbado, com o PCP cada vez mais distante e com uma sequência de eventos que dificulta entendimentos com o Governo (congresso em dezembro, presidenciais em janeiro e autárquicas em outubro de 2021); e um BE mais imprevisível.

PCP e Bloco de pé atrás

O PCP não acredita no convite de António Costa. “Os entendimentos ou convergências não são considerações em abstrato. O essencial é saber qual a política a prosseguir, as opções e objetivos que lhes estão associadas”, disse ao Expresso o gabinete de imprensa comunista, apontando ao PS uma “indisfarçável convergência” com o PSD no suplementar, fim dos debates quinzenais e as alterações à Lei do Enquadramento Orçamental.

“AA ideia de ‘entendimento sólido e duradouro’ associadas às circunstâncias verificadas em 2015 não tem fundamento, desde logo, porque mesmo nessa conjuntura o PCP manteve sempre a sua total independência de decisão”, acrescentou.

Nas eleições legislativas, os comunistas deixaram claro que não queriam mais acordos escritos e o seu primeiro sinal de demarcação absoluta foi dado com o voto contra o Suplementar.

No seio do Bloco de Esquerda acredita-se que o PCP já não voltará, o que deixa o partido com duas opções: sair da fotografia ou negociar com o PS, agora com uma posição de maior influência. Mas até nesta relação há sinais de preocupação.

Na entrevista que o primeiro-ministro concedeu à Visão, António Costa foi desafiado a comparar Catarina Martins ao primeiro-ministro holandês Mark Rutte, e respondeu que Rutte tinha “enormes vantagens” e era até “um bom parceiro” de trabalho, palavras lidas como uma provocação.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …

Barcelona: Cruyff afasta-se e perder com o Benfica seria "um drama"

Ronald Koeman até poderá sair mas não será Jordi Cruyff a substituir o seu compatriota. O Barcelona atravessa uma fase perturbada, já há algum tempo, mas o panorama financeiro piorou o cenário fora de campo e …

Casa Branca oferece "telefonema educativo" a Nicki Minaj para acalmar apreensões sobre a vacina

Depois de um tweet de Nicki Minaj se ter tornado viral por associar a vacina contra a covid-19 à impotência, a Casa Branca convidou a rapper para um telefonema com especialistas para esclarecerem as suas …

Baterias de lítio-enxofre melhores e mais baratas? O segredo é uma pitada de açúcar

Uma colher cheia de açúcar pode ser o suficiente para permitir que um veículo elétrico faça uma viagem de Melbourne a Sidney (878 km) com uma única carga. Atualmente, os automóveis elétricos e os telemóveis utilizam …

Parlamento aprova na generalidade mudança do TC para Coimbra. Oito socialistas votaram a favor

A proposta passou com votos contra do Chega e PAN, abstenção do PCP, BE, PEV e maioria da bancada do PS e votos favoráveis do PSD, CDS, IL e de oito deputados socialistas. O resultado já …

Escola da Amadora queria proibir minissaias, decotes e chinelos - mas já voltou atrás

Um Agrupamento na Amadora publicou um código de vestuário que acendeu um debate nas redes sociais devido às regras que controlavam mais as raparigas. Entretanto, a escola já voltou atrás na decisão. Segundo escreve o Jornal …

Governo francês vai dar 100 euros a famílias carenciadas para pagar energia

O Governo francês vai entregar um cheque de 100 euros a 5,8 milhões de famílias de menores recursos para ajudar a pagar a fatura energética. A medida anunciada pelo executivo vai ter um custo de 580 …

Incidência e R(t) recuam em dia com mais 1.023 infetados e sete mortes

Portugal registou, esta sexta-feira, 1.023 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …